>
quarta-feira, 17 de agosto de 2022 - 01:07 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Sindicatos farão ato público em frente do INSS de Volta Redonda

Sindicatos farão ato público em frente do INSS de Volta Redonda

Matéria publicada em 19 de agosto de 2016, 14:39 horas

 


Manifestação será na manhã de segunda-feira e é contra a Medida Provisória 739

Volta Redonda – Sindicatos e entidades do Sul Fluminense estão convocando os trabalhadores, aposentados, pensionistas e a população em geral para participar do ato público que vai acontecer na segunda-feira (22), às 9h, em frente à sede do INSS.

A manifestação é contra a Medida Provisória 739, do governo interino do Michel Temer, que resolveu, desde julho, fazer cortes no auxílio-doença e aposentadoria por invalidez. Além de criar novas regras que vão dificultar o acesso aos benefícios.

Os trabalhadores que recebem há mais de dois anos o auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez estão sendo convocados pelo INSS para fazer a revisão. Serão revisados os chamados benefícios por incapacidade de longa duração. Para isso, mais de 100 mil perícias por mês serão feitas com o objetivo de checar se os trabalhadores afastados nessa condição continuam incapazes de realizar seus trabalhos.

Uma medida provisória fixará em 120 dias o prazo máximo de pagamento de auxílio-doença quando o benefício for concedido pela Justiça sem definição de uma data de cessação. Caso o segurado não peça a continuidade do benefício, o pagamento será automaticamente cancelado.

– A medida provisória também anulará a regra que permite que o segurado que volta a contribuir com o INSS obtenha novo auxílio-doença em apenas quatro meses – explicou Silvio Campos, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense, que continuou: “Além disso, o governo vai instituir uma gratificação por dois anos para os peritos médicos do INSS que fizerem perícias em auxílios-doença e aposentadorias por invalidez concedidas há mais de dois anos a partir da data de edição da medida provisória”.

Os médicos peritos receberão R$ 60 por perícia realizada. Segundo o governo, a gratificação é necessária porque os profissionais terão de extrapolar a carga horária para revisarem os 3 milhões de aposentadorias por invalidez e os 840 mil auxílios doença concedidos há mais de dois anos.

Segundo o governo, hoje, no país existem 3 milhões de aposentadorias por invalidez concedidas há mais de dois anos sem revisão, que geram uma despesa mensal de R$ 3,6 bilhões.
Já o auxílio-doença custa R$ 1 bilhão por mês à União. O governo alega que, atualmente, 840 mil auxílios-doença foram concedidos há mais de dois anos, a maioria após decisões judiciais.

O INSS fica na Av. Getúlio Vargas, 403 – Volta Redonda.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

14 comentários

  1. E tem muito marmanjo paneleiro que ainda depende da mereca dos véia pra ter casa, comida e roupa lavada. Coxinhas arrependidos… Agora, chupa.

  2. Ato público em apoio aos sacripantas! O sujeito nesse país, quando resolve que não pode mais trabalhar porque está “doente”, ninguém o demove de seu objetivo! Ele leva atestados de mil médicos, opera o cérebro, unha encravada, tem alergia ao próprio chulé, diz que vai recorrer “na federal”, etc! Conheço um que tem “problema no joelho”, já recorreu à justiça federal, curte seu auxílio doença e ganha dinheiro lavando carros o dia todo… Difícil ver tanta saúde, mas acredito que vá participar dessa manifestação aí!

  3. É o Conde drácula mostrando suas garras ., e os coxinhas ainda fica puxando saco desse Golpista …..

  4. Os dirigentes so fazem coisas ruins para o povo onde isso vai parar . nos somos um povo passifico, acho que e por isso, vai fazer isso la na síria ou em outros paizes.

  5. inss 60 reais por pericia negada seriamais correto porque 60 reais por pericia eles nao
    tem dó mesmo de quem precisa do inss agora michel temmer ta pior que dilma
    o povo e povo mesmo gente o brasil precisa e parar de eleger esses cara prefeit vereador governador deputado pra que cara votar so tomamos em pe mesmo

  6. Deveria pagar R$60,00, para os médicos do SUS, por atendimento extra, para diminuir o tempo de espera por uma consulta.

  7. Se fosse uma notícia idiota como a dos estudantes agricultores, teria 100 comentários. Jesus seria crucificado bem mais rápido por aqui.

  8. Ué, foram esses sindicatos que “lutaram” para reeleger o Temer junto da Dilma. Agora estão contra o governo que colocaram lá em Brasília?

    • Verdade Vai vendo. A preocupação desse sindicato, deve ser pelo fato da grande quantidade de laudos emitidos a vários “trabalhadores” que não deveriam estar recebendo tal beneficio( com certeza a maioria sindicalistas), muitos CATs devem ser adulterados por alguma razão com a conivência dos mesmos, vc não acha? somente com a revisão deses beneficios poderá se chegar as fraudes que existem contra o INSS(diga-se o povo), quem for contra isso, esta a favor da corrupção e da fraude.

  9. Cara fdp…. Vai tirar do Trabalhador, pra dar pra esse Peritos Ordinários…. Pqr So brasileiro pra ser tão Burro assim.!

  10. Quando o brasileiro vai deixar de ser burro?

    kkkkkkkkkkkkkkk

Untitled Document