sábado, 29 de janeiro de 2022 - 02:08 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Projeto Superação mostra resultado positivo em Volta Redonda

Projeto Superação mostra resultado positivo em Volta Redonda

Matéria publicada em 20 de maio de 2016, 14:19 horas

 


Reintegrando pessoas em situação de rua à sociedade e às famílias, projeto da Smac tem contado com boa adesão, inclusive dos familiares

superacao

Projeto Superação atende pessoas que estavam em situação de rua, com assistência psicossocial e médica, além de trabalho em meio período
(Foto: ACS/VR)

Volta Redonda- Com pouco mais de um mês em funcionamento, o projeto Superação, da Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac) de Volta Redonda demonstra um resultado positivo, como avaliou a coordenadora do Departamento de Proteção Especial da Smac, Denise Alves de Carvalho, fazendo com que pessoas que não aderiam a nenhum tipo de tratamento saiam das ruas e sejam reintegradas às famílias e a sociedade.

– Começamos com 20 pessoas e elas estão aderindo ao tratamento nos CAPS AD (Centro de Atenção Psicossocial Especializada em Álcool e Drogas – unidade do Programa de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde). Todos participam na parte da tarde das oficinas, já realizaram exames médicos e estão fazendo acompanhamento médico – explicou Denise, ressaltando que a maioria dos casos envolve problemas com álcool e drogas, mas o tratamento teve uma evolução boa, inclusive com adesão dos familiares.

– Todos estão no Abrigo Municipal Seu Nadim e estamos tentando fazer a reinserção social. Em alguns casos, a família está comparecendo aos poucos e estamos reconstruindo esse vínculo familiar. Já tivemos três casos em que a gente já conseguiu buscar a família, que já visita, deixa dormir em casa, já está no processo de reintegração à família – disse a coordenadora.

A reintegração à sociedade conta com o processo de retorno às comunidades de origem dos assistidos, segundo Denise Alves, que citou o trabalho realizado com os Cras (Centro de Referência de Assistência Social), onde há a busca de informações, como o bairro de origem dos atendidos.

– A proposta é resgatar não só os vínculos familiares, mas também os comunitários. A Vila (Santa Cecília), onde tínhamos muita reclamação, houve uma melhora formidável. A gente vê que eles não ficam mais ali. É uma coisa demorada, mas já houve avanço – avaliou Denise.

O projeto Superação atende a pessoas que estavam em situação de rua, com assistência psicossocial e médica, além de trabalho em meio período. Segundo o secretário municipal de Ação Comunitária, Munir Francisco, o objetivo principal é dar dignidade e cidadania para estas pessoas. Munir informou também que, paralelo ao projeto Superação, a Prefeitura está fazendo uma campanha para que as pessoas não deem esmola.

– Começamos a campanha nos outdoors, para que as pessoas ajudem de forma legal, orientando que a população de rua procure os serviços sociais do município, ou mesmo ofereçam oportunidades de trabalho – disse.

Atendendo usuários da rede municipal de assistência social com idade entre 18 e 59 anos, em situação de rua, o Superação tem o apoio das secretarias municipais de Saúde, Serviços Públicos, Coordenadoria Municipal de Prevenção às Drogas (CMPD), e como gestores o Abrigo Municipal Seu Nadim, Centro Pop (Centro de Referência Especializada para a População em Situação de Rua) – unidades da Smac – e CAPS AD (Centro de Atenção Psicossocial Especializada em Álcool e Drogas) – unidade da Secretaria Municipal de Saúde.

Pela manhã, os assistidos fazem um trabalho orientado pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos (SMSP), na limpeza de espaços públicos e unidades da Smac, trabalho pelo qual eles recebem meio salário mínimo, como Bolsa Aprendizagem. À tarde são realizadas oficinas – música, convivência, cinema com debate – oferecidas pela Smac, e o tratamento no CAPS AD, unidade do Programa de Saúde Mental da SMS. Os atendidos pelo projeto recebem ainda uniformes e equipamentos, café da manhã, almoço e jantar, além de pernoite do Abrigo Municipal Seu Nadim.

Todos os usuários também passam por exames laboratoriais completos – de sangue, urina e fezes – que foram disponibilizados gratuitamente pelo Laboratório Fácil, e de acordo com os resultados são encaminhados para tratamento na Rede Municipal de Saúde.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. sinceramente! PARABENS! tantos projetos e nada dao em nada, esse tem conteudo, tem didatica…, melhor do que dar bolsa familia, … orgulho de ser de volta redonda. parabens aos idealizados, executores e principalmente aos que acreditaram e estao mudando as suas vidas, e de suas familias.

  2. Finalmente um projeto útil nesse país, parabéns a quem teve a ideia e também aos idealizadores e toda equipe !!!

  3. Belíssimo projeto, que Deus abençoe e continue dando certo, deveria ser implantado em todos os lugares!

  4. HELOUUUUUUUUUUUUUUUU

    me ajuda andré, nada haver, projeto show de bola. parabéns

  5. Eu particularmente percebi um grande aumento na população de rua depois que esse projeto iniciou.
    Alguns pedintes que eu não via a muito tempo em Volta Redonda re-apareceram nesse último mês.
    No horário de almoço a vila está lotada de pedintes.

Untitled Document