terça-feira, 7 de dezembro de 2021 - 11:45 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Unidade escolar da Fevre receberá reforma geral

Unidade escolar da Fevre receberá reforma geral

Matéria publicada em 21 de maio de 2018, 18:04 horas

 


Presidente da fundação conversou com alunos do Colégio J.B. de Athayde, na Vila Americana, em Volta Redonda

Volta Redonda – O presidente da Fevre (Fundação Educacional de Volta Redonda), Waldyr Bedê, está percorrendo escolas da fundação para ouvir os estudantes e saber quais as necessidades para que a fundação providencie melhorias. Na manhã desta segunda-feira, dia 21, foi a vez do Colégio José Botelho de Athayde, no bairro Vila Americana, onde Waldir Bedê conversou com alunos do 3º ano do Ensino Médio e anunciou que a reforma geral da unidade escolar deve ser iniciada em até 40 dias.

– A reforma é geral. O colégio vai ganhar um refeitório e um auditório novos, será feita toda a recuperação do telhado, além da parte hidráulica e elétrica. A obra também vai melhorar sala de aula, piso, quadra esportiva. Serão investidos cerca de R$ 1,5 milhão com verba municipal e carimbada do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) – explicou o presidente da Fevre.

Os alunos Alan Jones Rodrigues Rocha, de 17 anos, e Wellington dos Santos Sousa, 18, elogiaram a visita inédita para eles.

– Achei bacana a atitude dele. Estou neste colégio desde a quinta-série e nenhum diretor da Fevre tinha vindo aqui”, disse Alan. “Nunca presenciei também. É legal, porque ele veio saber dos interesses dos alunos, sobre o que está acontecendo na escola, o que realmente está precisando – comentou Wellington.

Presidente da Fevre anunciou que melhorias devem começar em até 40 dias

O presidente da Fevre aproveitou a visita e também conversou com representantes do Conselho Comunitário Escolar e com alguns professores sobre as melhorias a serem realizadas na unidade educacional.

De acordo com Waldy Bedê, a construção do auditório, que atualmente se encontra parada, faz parte de uma obra geral da unidade que estava sem continuidade desde 2014, quando a empresa responsável deixou de realizar os trabalhos no local.

“A empresa ganhou a concorrência em 2012 e parou a obra dois anos depois. Conseguimos fechar a última licitação na semana passada e o nome da empresa que fará a reforma deve sair até quinta-feira. A partir daí, em 30 dias no máximo começa a obra”, afirmou o presidente da Fevre.

Investimento deve ser de R$ 3 milhões

Além do José Botelho de Athayde, Waldir Bedê já conversou com estudantes dos colégios Professora Themis de Almeida Vieira, no Conforto, e João XXIII, no Retiro. “Antes de iniciarmos essa fase de conversa com os alunos, já passei por todas as unidades da Fevre dialogando com professores e funcionários”.

Waldyr Bedê afirmou ainda que todo esse trabalho está resultando em um investimento de aproximadamente R$ 3 milhões em melhorias para todas as unidades educacionais da Fevre. “O Colégio Delce Horta já recebeu climatização e agora vamos iniciar a reforma geral e imediata no J.B de Athayde. Posteriormente, será realizada a pintura do Themis, a climatização do João XXIII e do Getúlio Vargas, além da reforma da Academia da Vida”.

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. E o término das obras do Jardim de Infância Branca de Neve, aqui na Volta Grande, quando a PMVR vai concluir?

Untitled Document