Vacinas contra febre amarela serão aplicadas na UBSF da Vila Mury - Diário do Vale
segunda-feira, 27 de setembro de 2021 - 04:58 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Vacinas contra febre amarela serão aplicadas na UBSF da Vila Mury

Vacinas contra febre amarela serão aplicadas na UBSF da Vila Mury

Matéria publicada em 5 de abril de 2017, 19:38 horas

 


Unidade contará com mil doses; outras mil serão disponibilizadas no posto do Jardim Paraíba – local onde já ocorrem as imunizações em Volta Redonda

Volta Redonda – A secretaria municipal de Saúde começa nesta quinta-feira (6) a descentralizar a vacinação contra a febre amarela. Duas mil doses serão divididas entre a UBS (Unidade Básica de Saúde) Jardim Paraíba, que fica na Rua 548, nº 95, no bairro Nossa Senhora das Graças; e a UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) da Vila Mury, na Rua Amazonas, nº 267.

– O objetivo é melhorar o atendimento devido ao aumento da procura gerado pelos próximos feriados – afirmou a secretária de Saúde de Volta Redonda, Márcia Cury, explicando que cada uma das duas unidades vai disponibilizar mil doses, das 8h às 17h.

– Vamos continuar trabalhando com o sistema de senhas e para garantir agilidade na vacinação, foram deslocados profissionais de outras unidades – disse.

Ainda de acordo com a secretária, a continuidade da ação, na próxima semana, dependerá do fornecimento de doses de vacinas pela secretaria de estado de Saúde.

A vacina em Volta Redonda é exclusiva para quem vai viajar para áreas endêmicas e deve ser aplicada com antecedência mínima de 10 dias antes da viagem. Dentro desta população existem algumas contra indicações, como gestantes, mulheres que estejam amamentando, crianças menores de nove meses, pessoas com 60 anos ou mais sem indicação médica, pessoas com histórico de reações anafiláticas a ovo de galinha e seus derivados, pessoas com imunodeficiência congênita, secundária ou por tratamento, pessoas com história de doenças do timo e doença febril aguda.

A vacina contra a febre amarela também pode causar eventos adversos como reações locais – dor no local da aplicação, febre, mialgia, cefaléia – e sistêmicas, variando de moderada a grave – encefalite, meningite, doenças autoimunes com envolvimento do sistema nervoso central e periférico.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

8 comentários

  1. em uma fila que nao tinha nem 5oo pessoas e os funconarios falando que jah tinha acabado..
    devem esta quardando para familiares..

  2. Essa descentralização vai fazer com que nova fila seja formada,porém em bairro diferente.E aí ,oque adianta?
    O correto seria mais postos de saúde disponibilizarem a vacinação e até mesmo um multirão.
    E uma dúvida que ficou…A vacinação na Vila Mury, será terça-feira e quinta-feira?

  3. bom dia,
    seria muito bom que distribuisem essas dose no sabado em todos os postos de saude.(multirão)
    Lembrando de quem trabalha durante a semana e nao tem como ir ate os postos.

  4. Será permanente isso?

  5. Tinha que colocar uma certa quantidade de doses em cada postinho, ou centralizar um postinho para atender vários bairros próximos. Colocaria senha também, assim várias pessoas poderiam ser beneficiadas com a vacina.

  6. A matéria poderia esclarecer se a vacinação continuará sendo feita somente nas terças e quintas ou se o atendimento poderá ser feito de segunda a sexta feira!

  7. Vamos dividir essa fila de histéricos! Se metade desses desesperados com a morte realmente viajar para áreas de risco Volta Redonda terá a Páscoa mais esvaziada de sua história! Antes que me esqueça: tem que contratar uma legião de lixeiros para recolher tudo o que os nobres cidadãos deixam jogados ao longo da fila!

  8. Vamos distribuir em mais postinhos..
    Um postinho do lado de cá
    do Siderópolis, casa de Pedra , vila Rica,jardim Belvedere, Roma….

Untitled Document