domingo, 24 de março de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Venda de lixo eletrônico para reciclagem rende lucro a instituições

Venda de lixo eletrônico para reciclagem rende lucro a instituições

Matéria publicada em 29 de outubro de 2018, 19:22 horas

 


Material foi arrecadado em campanha do Rotary Club


Resende – 
Três instituições sociais de Resende, que atuam nas áreas da saúde, da educação e do meio ambiente, vão receber, na próxima quarta-feira, dia 31, os recursos oriundos da venda do lixo eletroeletrônico, arrecadado na cidade durante uma campanha realizada pelo Rotary Club, em parceria com a prefeitura de Resende, através da AMAR (Agência do Meio Ambiente de Resende).

A iniciativa, realizada no Parque das Águas e também nos distritos do município, resultou na coleta de oito toneladas de lixo. O material foi vendido para a empresa Ecotronic, especializada na destinação correta desses equipamentos, e resultou na arrecadação de R$1.100,00, que serão agora divididos entre as três instituições.

A entrega dos cheques, que beneficiará a Frente Nacional de Combate ao Câncer (FNCC), a Casa da Amizade e a Associação de Catadores Recicla Resende (ACRR), será realizada às 20h, na Avenida Marcílio Dias, 417, no Jardim Jalisco (Pizzaria Cibb Pizzas), com a presença de representantes das instituições beneficiadas. De acordo com o Rotary Club, a Casa da Amizade e a Frente Nacional de Combate ao Câncer (FNCC) receberão, cada uma, R$ 440,00, e a Associação de Catadores Recicla Resende (ACRR), R$ 220,00, conforme havia sido previamente definido.

De acordo com a Agência Municipal do Meio Ambiente (AMAR), a coleta das cerca de oito toneladas de resíduos eletroeletrônicos, como televisores, celulares, impressoras, computadores, mouses, teclados e aparelhos de micro-ondas, entre outros, foi feita em duas etapas. A primeira delas foi realizada nas localidades da Serrinha, Capelinha, Visconde de Mauá e Engenheiro Passos, onde a AMAR disponibilizou caçambas para recolher os resíduos. Já a segunda, e mais ampla, foi realizada no dia 26 de agosto, no Parque das Águas, com a participação de toda a sociedade.

O presidente da AMAR, Wilson Moura, destaca que a iniciativa tem uma grande importância para a preservação do meio ambiente, já que ajuda a evitar o depósito de materiais na natureza.

– Sempre batemos na tecla de que qualquer material deve ter uma destinação correta, seja ele resíduo doméstico, reciclável ou eletroeletrônico. As pessoas geralmente têm dificuldade para descartar celulares, ventiladores e pilhas, entre outros materiais, por esse motivo decidimos abraçar a ideia do Rotary, que já deu certo em outros municípios e também foi um sucesso em Resende, além de beneficiar diversas instituições, com a venda do volume arrecadado – disse presidente da AMAR, Wilson Moura.

Para reforçar a importância da coleta seletiva no município, a Prefeitura está realizando, desde o início de outubro, uma campanha porta a porta, em parceria com a ACRR e a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC). A iniciativa visa conscientizar os moradores da cidade, no momento em que a cidade está ampliando o serviço de coleta seletiva para mais cinco bairros: Boa Vista I e II, Casa da Lua, Monet e Morada do Contorno.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document