sábado, 21 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Vítimas das chuvas continuam recebendo atendimento da prefeitura de Barra Mansa

Vítimas das chuvas continuam recebendo atendimento da prefeitura de Barra Mansa

Matéria publicada em 16 de agosto de 2019, 17:32 horas

 


Famílias são cadastradas em programas sociais e recebem atendimento no CRAS; ainda este ano será destinada 3% das casas do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’ para moradores em áreas de risco

Doação de roupas, móveis, cestas básicas, água e utensílios domésticos fazem parte da iniciativa
(Foto: Paulo Dimas)

Barra Mansa- Três meses após as fortes chuvas que assolaram Barra Mansa, causando as cheias dos Rios Barra Mansa e Bocaina e deixando diversas famílias desalojadas e outras desabrigadas, a secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, continua realizando diversas ações direcionadas aos moradores atingidos pela catástrofe. Uma das iniciativas é a doação de roupas, alimentos, móveis, materiais de limpeza e utensílios domésticos. Esses materiais foram arrecadados junto à população através de campanhas de solidariedade.

De acordo com a secretária da Pasta, Ruth Coutinho, houve uma grande mobilização da sociedade.
– As doações garantiram o recomeço para muitas pessoas. Somos gratos a todos que contribuíram de alguma forma, inclusive com o serviço de apoio às famílias. Foi fundamental – destacou.
Grande parte do material recebido já foi distribuída. O processo exigiu a realização de uma triagem rigorosa.
– Uma expressiva quantidade de roupas foi doada. As peças, assim como os móveis e afins, em bom estado de conservação foram entregues rapidamente. No entanto, aquelas doações que não estavam em boas condições de uso foram armazenadas, momentaneamente, no Parque da Cidade. São roupas que faltam botões e zípers ou possuem algum rasgado. Recebemos camas faltando o estrado, o que inviabiliza a colocação do colchão e o uso adequado do móvel – detalhou Rutinha.

Uma força-tarefa envolvendo soldados do Tiro de Guerra e representantes de instituições de caridade do município e da região Sul Fluminense vem sendo realizada com foco em uma destinação final desses materiais.
Vânia Maria de Jesus, 55 anos, moradora do bairro Siderlândia, revelou que perdeu todos os pertences pessoais com as chuvas de abril.
– A doação de roupas foi super importante para proteger meus quatro filhos do frio e para que eles tivessem no dia a dia o que vestir – disse.

Outras ações

Paralela a entrega das roupas e móveis, a secretaria de Assistência Social continua realizando o acompanhamento das famílias através dos CRAS (Centro de Referência em Assistência Social). A medida permite o cadastramento no CADÚnico possibilitando o acesso a programas sociais, do Governo Federal, como o Bolsa Família e o aluguel social.

A liberação do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para as famílias residentes em áreas de risco também está em andamento. Algumas famílias já solicitaram o benefício, tendo sido liberado até o momento, um total de R$750 mil. Quem ainda não fez o pedido deve se encaminhar até o CRAS, munido de documentos pessoais, carteira de trabalho e comprovante de residência.

Ainda este ano, o prefeito Rodrigo Drable espera entregar as chaves das casas populares, do Programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal, localizadas nos bairros Paraíso de Cima, na região Leste, e no Santa Isabel. A obra está em fase de conclusão. Do total de 680 casas, 3% serão destinadas a famílias residentes em áreas de risco.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Agora resta saber o estado dos córregos, pois a prefeitura fez o seu trabalho, será que os moradores também fizeram os deles ao não jogar lixo em entulho, pois as chuvas logo estarão aí e se houver problemas, todo esse esforço terá sido em vão. Espero que isso não aconteça.

Untitled Document