terça-feira, 26 de outubro de 2021 - 12:03 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Volta Redonda: Academia de ginástica abrigará serviço de reabilitação cardíaca

Volta Redonda: Academia de ginástica abrigará serviço de reabilitação cardíaca

Matéria publicada em 23 de março de 2017, 21:52 horas

 


Volta Redonda – Pacientes cardíacos da cidade acabam de ganhar um novo serviço de reabilitação que está sendo implantado através de uma parceria entre a secretaria municipal de Esporte e Lazer (Smel) e a secretaria municipal de Saúde (SMS), no Centro Municipal de Reabilitação Física Tuffi Rafful (Cemurf). O serviço beneficiará, inicialmente, cerca de 50 pessoas atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O atendimento acontece às quartas-feiras, de 8 às 13h no Cemurf e na Academia de Ginástica.

Segundo o diretor de fomento ao exercício da Smel, Leonardo Inácio, os pacientes irão utilizar a Academia de Ginástica Dr. Eljo Candido de Oliveira, focado na terceira idade, que fica no 2° andar do Estádio Raulino de Oliveira para realizar seus exercícios.

– Essa parceria é muito importante para os pacientes cardiopatas. Nosso objetivo é de formar uma rede completa para o atendimento desses pacientes. A nossa academia é especializada na terceira idade e está próxima ao centro de fisioterapia. Isso significa que é o espaço ideal para a realização das atividades físicas desses pacientes – disse o diretor.
O coordenador do Cemurf, Vladmir Lopes de Souza, explicou que os pacientes são encaminhados por cardiologistas e estão em condições de iniciar a reabilitação cardíaca sem a necessidade de equipe de emergência, visto que são pacientes estáveis.

– Com a implantação desse serviço vamos preencher uma lacuna existente no processo de reabilitação cardiovascular. Essa parceria é fundamental para o município, permitindo assim, o desenvolvimento de mais uma ação de saúde que garanta a integralidade na assistência à saúde – disse o coordenador destacando que os fisioterapeutas que integram a equipe possuem especialização na área.

O fisioterapeuta Glauco Fonseca de Oliveira, que faz parte da equipe, explicou que o serviço de reabilitação realiza a prevenção e tratamento pós-cirúrgico e não farmacológico das doenças cardíacas. Ele lembrou que os exercícios aeróbicos e anaeróbicos melhoram a função do coração fazendo com que o funcionamento cardíaco atenda as necessidades desse paciente. Além disso, segundo o fisioterapeuta, influenciam psicologicamente na recuperação, uma vez que os pacientes se sentem mais seguros e menos cansados para realizar suas atividades diárias.

– O serviço de reabilitação cardíaca é um benefício extraordinário para o paciente. Patologias cardíacas são o mal do século, presente na maioria dos países ocidentais. Os maus hábitos alimentares, o sedentarismo e o  estresse estão associados ao aumento da incidência da doença. São doenças silenciosas e crônicas que merecem muita atenção – concluiu.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Seria útil tbm se a fila para se fazer um eletrocardiograma se diminuísse tbm ainda mais nos casos de cirurgia esta uma vergonha ter q paga um exame desses sendo q os impostos q nos pagamos ultrapassa qualquer custo de tratamento particular vergonha dessa classe política unida uns com outros e vcs esperando !!!

  2. Bela iniciativa

Untitled Document