segunda-feira, 13 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Volta Redonda realiza capacitação contra zika, dengue e chikungunya

Volta Redonda realiza capacitação contra zika, dengue e chikungunya

Matéria publicada em 7 de março de 2017, 20:15 horas

 


Treinamento da Secretaria Municipal de Saúde tem como público-alvo profissionais da área

Volta Redonda – A secretaria Saúde de Volta Redonda inicia nesta quarta-feira (8) a capacitação ‘Atualização no Manejo Clínico das Arbovirores’. O treinamento, que será realizado até o dia 10 de maio, no UniFOA – Campus Aterrado, vai tratar da zika, dengue e chikungunya, três doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. O público-alvo inclui médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, agentes comunitários de saúde e de endemias da Atenção Básica, Rede de Urgência e Emergência e hospitais públicos e particulares do município.

Serão capacitados 885 profissionais da área, sendo disponibilizadas 50 vagas por dia de treinamento.

A estratégia é promover a integração entre esses profissionais com o objetivo principal de preparar as equipes para o atendimento adequado aos pacientes com os sintomas das três doenças.

– Vamos auxiliar as equipes de Saúde na resposta às epidemias de arboviroses – doenças transmitidas por insetos. Na capacitação serão atualizados os protocolos de manejo clínico estabelecidos pelo Ministério da Saúde, como uso de novos medicamentos e exames no caso de suspeita de dengue, zika e chikungunya – explicou a coordenadora do setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, Cinara Cunha.

– São três vírus que estão circulando ao mesmo tempo nos últimos meses no Brasil, colocando a saúde pública em alerta. Para auxiliar os profissionais de saúde do município a entender melhor a atual situação, também será feita uma introdução no cenário epidemiológico local – acrescentou Cinara.

Estão à frente da capacitação os setores de Superintendência de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde (SGTES), Superintendência de Atenção e Vigilância em Saúde (SAVS), e Vigilâncias Epidemiológica e Ambiental.

Cenário da dengue, chikungunya e zika

Em 2016, Volta Redonda teve 4.127 casos notificados de dengue, sendo 466 confirmados. No caso da chikungunya foram 29 notificações, sendo cinco confirmados e cinco descartados.

Já o zika rendeu 302 notificações, sendo 63 casos em mulheres grávidas. Em gestantes, grupo que faz o teste de comprovação, houve 20 casos confirmados e 36 descartados. O município também teve quatro notificações de microcefalia.

Em 2017, houve 77 casos suspeitos de dengue, sendo apenas dois confirmados e 33 descartados. Quanto a chikungunya, sete casos foram notificados e nenhum confirmado até o momento. O zika gerou três notificações, sendo que nenhuma delas em gestante.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    zika, dengue e chikungunya,fora a febre amarela,que se vier para a cidade, o Aedes aegypti também transmite.
    Chega de blá, blá, blá,multa para quem tiver criadouro em casa, limpeza compulsória com conta para o dono do imóvel.
    Coloquem como contravenção penal.

Untitled Document