domingo, 8 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Volta Redonda terá aula inaugural para o Encceja neste sábado

Volta Redonda terá aula inaugural para o Encceja neste sábado

Matéria publicada em 26 de julho de 2019, 15:32 horas

 


Prefeitura, em parceria com o UGB, oferece curso para capacitar os inscritos do município para a prova nacional

Volta Redonda- O curso de capacitação para o Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos) será realizado em parceria pela Prefeitura de Volta Redonda e o UGB (Centro Universitário Geraldo Di Biase). O objetivo é preparar os candidatos do município para a prova. A aula inaugural será nesta sábado, dia 27, às 8h, no UGB, campus Aterrado.

A iniciativa dá continuidade às ações do 1º Mutirão do Emprego, realizado em Volta Redonda em comemoração ao Dia do Trabalhador, 1º de maio, na Ilha São João. Após análise dos resultados do evento, a equipe da prefeitura verificou que a baixa escolaridade dos candidatos era um dos motivos que impedia a inserção no mercado de trabalho.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turisto, Joselito Magalhães, lembrou que a prefeitura incentivou a inscrição no Encceja.

– Colocamos uma equipe do Na Hora à disposição dos interessados. Os indicadores apresentados no Mutirão do Emprego nos mostram a necessidade de ampliar o nível de escolaridade entre os candidatos – falou.

De acordo com o secretário de Projetos Especiais e de Captação de Recursos, Carlos Rosa, é com o objetivo de capacitar e formar essa mão de obra disponível no município, que a prefeitura resolver fazer parceria para preparar os candidatos do município para o Encceja.

– A maioria não estuda há muito tempo e o curso vai ajudar a fazer uma boa prova e conquistar o diploma – acredita.

Oitenta e duas pessoas se inscreveram para participar das aulas, sendo que 18 farão a prova para conclusão do ensino fundamental e 64 para conseguir o diploma do ensino médio. As aulas serão sempre aos sábados (27/07, 03/08, 10/08 e 17/08), no UGB, campus Aterrado. Professores da instituição de ensino vão abordar disciplinas como língua portuguesa, matemática, ciências, artes, educação física e técnicas de redação.

Para o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, incentivar a participação no Encceja e criar mecanismos para que os candidatos tenham sucesso na prova são os primeiros passos para suprir a necessidade de capacitar a mão de obra existente na cidade.

– No mutirão, as pessoas chegavam ao estande da empresa, mas não tinham capacitação para ocupar as vagas. Temos que ajudar a mudar essa realidade – afirmou Samuca, lembrando que, ainda este ano, Volta Redonda pode realizar o 2º Mutirão do Emprego.

O Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos) é voltado para estudantes que não concluíram os ensinos fundamental ou médio dentro da idade prevista. Podem fazer a prova de conclusão do ensino fundamental os maiores de 15 anos e para o ensino médio a idade mínima é 18 anos.

As inscrições gratuitas encerraram no dia 31 de maio e a prova será realizada no dia 25 de agosto. Serão quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha e uma redação. A nota mínima exigida para obtenção da proficiência é de 100 pontos nas provas objetivas e de cinco pontos na redação.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Há anos que venho falando aqui do equívoco de capacitar o povo com cursinhos disso e daquilo. Fazendo o povo perder tempo precioso para uma formação do Ensino Médio e Ensino Superior, dá nisso: desemprego mesmo tendo vagas nas empresas.

    VAI VENDO aí o que dá votar em candidatos que NÃO CONHECEM a Administração Pública e NÃO ENTENDEM de Gestão Pública.
    Eles não conhecem a escolaridade do povo. kkkk (escolaridade do povo é parte integrante da Administração Pública. E conhecer essa realidade é parte integrante de Gestão Pública). E olhe que o DV costuma publicar assuntos relacionados à baixa escolaridade dos estudantes brasileiros. Será que os governos municipais acham que a escolaridade dos munícipes está fora da realidade nacional?? Tudo indica que sim.

Untitled Document