domingo, 18 de novembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Volta Redonda terá projeto de Educação em Saúde Ambiental

Volta Redonda terá projeto de Educação em Saúde Ambiental

Matéria publicada em 13 de agosto de 2018, 15:46 horas

 


Ações vão acontecer no bairro Água Limpa e têm como objetivo o combate ao Aedes Aegypti

Volta Redonda – O bairro Água Limpa recebe na quarta-feira, dia 15, o projeto de Educação em Saúde Ambiental. Estão previstas visitas domiciliares e atividades nas três escolas do bairro e o principal objetivo é o enfrentamento ao Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

A ação, que será realizada das 8h ao meio-dia, é uma parceria das secretarias de Saúde, por meio da Vigilância Ambiental, de Meio Ambiente, de Educação, de Infraestrutura, de Ação Comunitária e o Escritório de Gerenciamento de Projetos.

As visitas domiciliares começam às 8h e o ponto de partida será a Unidade Básica de Saúde da Família Água Limpa, na Avenida Felipe dos Santos, nº 545. Participam da ação vinte agentes de endemias, da Vigilância Sanitária; quatro catadores de materiais recicláveis; quatro funcionários da Secretaria de Infraestrutura. O trabalho conta ainda com apoio de um caminhão da cooperativa de catadores.

A equipe vai percorrer a Avenida Felipe dos Santos e as ruas Jasmins, Rio Negro e Santa Luiza. As visitas educativas aos moradores sobre a prevenção ao Aedes Aegypti incluirão coleta de material que possa acumular água na área da residência e divulgação do serviço de coleta seletiva no bairro. O material recolhido será direcionado aos catadores de recicláveis e ao CRAS (Centro de Referência em Assistência Social) do Água Limpa para confecção de artesanato.

A coordenadora de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde de Volta Redonda, Janaína Soledad, afirmou que a participação da comunidade é crucial para o êxito no trabalho de combate ao Aedes.

-Nossos agentes passam orientações e ajudam os moradores a vistoriarem os imóveis e identificarem os possíveis focos, contudo, como o ciclo de vida do mosquito se completa em um intervalo de 7 a 10 dias, a vistoria deve ser semanal – explicou.

Ela alertou que, de acordo com os últimos levantamentos, a maioria dos focos está dentro das residências em materiais que possuem alguma utilidade e que são móveis, como bebedouros de animais, pratinhos de plantas, brinquedos de crianças e outros.

O prefeito Samuca Silva também fez um alerta para a população.

-Todos nós devemos ser vigilantes. As ações de prevenção realizadas pela prefeitura devem ser complementadas pelos moradores e donos de imóveis. É importante que cada pessoa vistorie sua casa – ressaltou.

Atividades nas escolas

A equipe da Vigilância Ambiental também vai realizar atividades na Escola Municipal Juracy Varanda e no Centro Municipal de Educação Infantil Alkindar Cândido da Costa. Os alunos da escola, que têm entre 8 e 10 anos, vão assistir ao vídeo “Todos Unidos Contra a Dengue”, depois vão participar de um quiz sobre o tema. Além disso, haverá exposição com trabalhos desenvolvidos pelos alunos no Programa de Saúde na Escola. As atividades começam às 8h e vão até 9h.

Os alunos da educação infantil, que têm até quatro anos, terão exibição de vídeo de fantoches “Quem Conhece Esse Mosquito?” com quiz sobre o tema; vão trabalhar a música “Era uma Casa”; e vão participar de atividade de pintura vai abordar “Dê uma mãozinha contra a dengue”. Tudo das 9h30 às 10h30.

Na Escola Estadual Rotary a ação, das 9h30 às 10h30, será coordenada pela equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Estudantes com idades entre 13 e 17 anos participarão de palestra sobre cuidados ambientais e consumo consciente.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. CEM Reais para votar, SEM saúde pública depois

    Mais uma vez atrapalhando os professores? Depois da Secretaria da Mulheres agora não satisfeitos reuniram outras secretarias tbm?

    Os nossos estudantes já passam poucas horas dentro de uma escola ONDE deviam estar aprendendo a Língua Portuguesa e Matemática, e ainda querem atrapalhar? Se pode dificultar, pra que facilitar, né?!

    A ideia de levar o projeto de saúde ambiental aos bairros é ótimo, mas deixem os professores e estudantes se concentrarem no que estão fazendo. Eles aprendendo a ler e escrever corretamente já estarão APTOS a combater a dengue e os professores, principalmente os diretores, estarão APTOS a expulsarem os vereadores para irem arrumar o quê fazer DENTRO DA CASA DO POVO. E olhe que há muitas e muitas coisas lá que os 21 vereadores não estão fazendo.

    E se cuide! Vc pode estar reelegendo, sem saber, o Temer ao votar em QUALQUER PARTIDO aliado ao Alckmin.

Untitled Document