terça-feira, 11 de maio de 2021 - 18:59 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Volta Redonda: Vigilância Sanitária inicia fiscalização em horário noturno

Volta Redonda: Vigilância Sanitária inicia fiscalização em horário noturno

Matéria publicada em 14 de março de 2017, 19:43 horas

 


Novo turno começou nesta segunda-feira, com visita a três estabelecimentos comerciais

Volta Redonda – A Vigilância Sanitária de Volta Redonda começou a atuar no período noturno,nesta segunda-feira (13), para fiscalizar estabelecimentos comerciais, principalmente bares e restaurantes, que só funcionam após as 18h. Os fiscais vão trabalhar das 18h às 22h, além do turno habitual, que vai de 8h às 17h.

Na primeira noite de trabalho, a equipe contou com o coordenador da Vigilância Sanitária Bruno Freitas e três fiscais. Eles visitaram três estabelecimentos comerciais, começando por uma chopperia no bairro Monte Castelo; em seguida, estiveram em uma pizzaria, no Aterrado; e em um restaurante, no bairro Conforto.

– O objetivo é fazer uma orientação sanitária para os proprietários e indicar o que precisa melhorar para que o local esteja de acordo com as normas da vigilância. A ideia é fazer um trabalho de educação, e não de punição – explicou Bruno Freitas, lembrando que neste primeiro momento não haverá multas.

– Os fiscais vão alertar caso haja necessidade de alguma adaptação – acrescentou.

O proprietário da chopperia, Wagner de Souza Cândido, acredita que a fiscalização traz credibilidade à casa.

– Procuro dar atendimento de excelência aos meus clientes. E o aval da Vigilância Sanitária aos meus serviços mostra isso para eles – afirmou.

A equipe do horário noturno, a princípio, vai atuar quinzenalmente, sempre com emissão de Ordem de Serviço avisando previamente da visita.

– O número de estabelecimentos com funcionamento noturno é crescente em Volta Redonda. É necessária a fiscalização e a definição de padrões sanitários junto aos proprietários para garantir a segurança da população – concluiu Bruno.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

11 comentários

  1. Avatar

    Só rindo dessa matéria. Esses fiscais precisam ir no Largo 9 de abril, e dar uma olhada nas lanchonetes e cafés. Sujeira, balcão quebrado, funcionários sem uniforme, baratas andando pelo chão imundo. VÃO LÁ CONFERIR.

  2. Avatar

    Avisar que vai ate o local, kkkkkkkkkkkkk, só pode ser brincadeira, faz o seguinte coloca aqueles bonecos que são usados para “intimidar” motoristas, o resultado e o mesmo, e eles ficam bem na foto. Quanto a orientar, em primeiro plano, tudo bem, afinal ninguém quer gerar desemprego, mas tem que ser constante, se for algo sério, pois “quem avisa, amigo e”.

  3. Avatar

    vocês falaram de estabelecimentos famosos; e essas pastelarias e churrerias novas? e essas pizzarias delivery que tem aos montes?? ih, tem muito trabalho pela frente

  4. Avatar

    Não sou especialista no assunto, mas analisando a foto, aquela pessoa que supostamente está inspecionando o freezer ela não deveria estar com, luva, mascara e jaleco?
    (obs: e sem bolsa que também é possivel foco de contaminação)

  5. Avatar

    Aproveita e passa nos mercados do santo Agostinho, produtos embalados vencidos sendo vendido a quilo nos frios e carne fedendo no açougue tem de montão

  6. Avatar

    Vigilância sanitária Inmetro tem que vim em 3 poços parque vitória supermercado vendendo produto vencido produto mofado roubando no peso .

  7. Avatar

    Atenção vigilância sanitária atenção IPEN tem que vim aqui em 3 poços parque vitória tem mercado com balança sem o selo e o lacre vendendo produto vencido e até estragado atenção ministério do trabalho o mesmo não registra os funcionários atenção policia comércio clandestino de gás de cozinha .

  8. Avatar
    Regina Célia Reis

    No bairro são João ,o antigo curisco ,a cozinha não tem chaminé ,a fumaça e o cheiro de gordura vai para os apartamentos . Tem música ao vivo e fica até 1:00 dá manhã ,e sem acústica .

Untitled Document