>
sábado, 28 de maio de 2022 - 19:48 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / VR dá início a vacinação infantil contra a Covid-19 em crianças com comorbidades e deficiência

VR dá início a vacinação infantil contra a Covid-19 em crianças com comorbidades e deficiência

Matéria publicada em 17 de janeiro de 2022, 14:53 horas

 


Os Colégios Delce Horta Delgado, no Aterrado, e João XXIII, no Retiro, estão atuando como postos de vacinação das 9h às 16h

As crianças precisam estar acompanhadas dos pais ou responsáveis legais – Foto: Cris Oliveira (PMVR).

Volta Redonda- A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), deu início à vacinação infantil contra a Covid-19 nesta segunda-feira (17). Nesta primeira fase, a imunização é prioritária para crianças com comorbidades e deficiência permanente na faixa etária de 5 a 11 anos de idade.

O município abriu, inicialmente, duas unidades escolares como postos de vacinação, para atendimento exclusivo de crianças: Colégio Delce Horta Delgado, no bairro Aterrado, e Colégio João XXIII, no Retiro. A primeira dose é aplicada das 9h às 16h.

As crianças precisam estar acompanhadas dos pais ou responsáveis legais. É necessário apresentar os seguintes documentos: caderneta de vacinação, CPF ou cartão do SUS da criança, além do laudo ou receita médica que comprove a condição clínica.

A vacina utilizada na imunização infantil é da farmacêutica Pfizer. O Ministério da Saúde recomenda que a segunda dose seja ministrada no intervalo de até oito semanas.

Depoimentos

Pais ansiosos à espera do atendimento, muito sorriso, choro, e foto. Todos unidos por um único sentimento: esperança. Um dos primeiros vacinados do dia foi José Aquiles Souza da Silva, de 8 anos. Ele recebeu a primeira dose no Colégio Delce Horta Delgado, no bairro Aterrado.

O avô da criança, Damásio Francisco de Souza, destacou que não há dúvidas em relação à vacina, a proposta de vacinação para crianças foi recebida por toda a família como um grande alívio.

“A vacina nos traz esperança em dias melhores, saber que meu neto está protegido através da vacina é uma tranquilidade para toda família. Acreditamos na vacinação e precisamos conscientizar todos para vacinarem seus filhos, netos, sobrinhos. Vacina é proteção”, disse.

Outra vacinada do dia foi Manoela Italoray, de 6 anos, que estava acompanhada dos pais. A mãe Priscila estava muito emocionada e declarou: “Com a vacina, minha filha não está mais numa guerra sem proteção”, afirmou, acrescentando que sua filha foi muito bem atendida no local.

“Quero agradecer à prefeitura pelo empenho na vacinação das crianças, fomos muito bem recebidos. Organização e atendimento excelentes”, comentou.

Maria Sophia de 11 anos recebeu a primeira dose ao lado da mãe, Dilciane Aragão. “Misto de alívio e emoção ver minha filha vacinada. A vacina nos protege e permite que voltemos à rotina, principalmente, na volta às aulas”, falou a mãe.

Maria de Fátima Ferreira levou os dois filhos para se vacinar. Samuel e Lucas Eduardo, de 9 e 11 anos. “Alegria muito grande os ver vacinados, a vacinação infantil é muito importante, principalmente nesse momento da pandemia. Eu já tomei as três doses e sigo acreditando na vacina”, comentou.

Têm direito à vacinação prioritária, crianças que apresentem as seguintes condições clínicas:

– Deficiência motora ou intelectual permanente

– Crianças com Transtorno do Espectro Autista

– Doenças pulmonares, inclusive asma

– Doenças cardiológicas e hipertensão

– Doenças imunológicas e autoimunes

– Transplantados de órgãos sólidos

– Crianças com Síndrome de Down

– Crianças com obesidade severa

– Crianças institucionalizadas

– Doenças neurológicas

– Imunossuprimidos

– Diabetes


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document
close