terça-feira, 11 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Ciência – Por Jorge Calife / Space X começa a testar componentes do BFR

Space X começa a testar componentes do BFR

Matéria publicada em 15 de novembro de 2018, 10:00 horas

 


Nave poderá levar até cem pessoas para a Lua e o planeta Marte

Testes: O BFR vai levar humanos para Marte

A conquista do planeta Marte vai “de vento em popa”. Pelo menos no que depender da empresa Space X, do bilionário Elon Musk. Semana passada ele anunciou que vai começar a testar os componentes da nave BFR. O cruzador espacial que poderá levar cem passageiros em viagens entre a Terra, a Lua e o planeta Marte. Os testes serão feitos com o foguete Falcon 9, que vai lançar uma réplica em tamanho menor do BFR, no lugar de seu segundo estagio. Com isso será possível testar os motores e seus componentes antes de construir a nave em tamanho real.

O Falcon 9, que esta voando desde 2010, recebeu este mês o cobiçado certificado da Nasa como foguete “categoria 3”. O que significa que ele é suficientemente seguro para lançar as sondas espaciais mais caras e valiosas. A “categoria 3” significa que o foguete possui uma confiabilidade de 90 a 95%. Em cada lançamento ele tem menos de dez % de chances de falhar. Até agora o Falcon 9 era “categoria 2” com confiabilidade de 80 a 90 %.

O Falcon 9 tem sido usado para lançar satélites e as cápsulas de carga Dragon, que levam suprimentos para os astronautas da Estação Espacial Internacional. É o único foguete do mundo que tem um primeiro estagio recuperável. Capaz de retornar do espaço e pousar suavemente em uma plataforma no mar. A mesma manobra que o BFR deve fazer para desembarcar passageiros na Lua e no planeta Marte. Musk anunciou na internet que o segundo estágio modificado, usado para testar os componentes do BFR, não será capaz de fazer esse tipo de manobra.

Seu objetivo é testar componentes como o escudo de reentrada “super leve” e superfícies de controle hipersônicas, que não podem ser testadas em laboratório. Elas precisam funcionar nas camadas mais altas da atmosfera, no limiar do espaço. Os testes de pouso serão feitos com outro tipo de veículo, que deve descer no campo de testes de Boca Chica, no Texas. Pelos planos atuais o BFR deve estar pronto em 2024, no mesmo ano em que a NASA, a agência espacial do governo americano planeja inaugurar sua estação espacial lunar, a Deep Space Gateway.

Pelos planos do presidente Donald Trump a NASA deve voltar a enviar astronautas para a Lua em 2026 e montar uma expedição a Marte na década de 2030. Mas a abordagem do governo é bem diferente da tecnologia das empresas particulares, como a Space X. A NASA ainda esta presa as arquiteturas e tecnologias desenvolvidas na década de 1960, durante as missões lunares Apollo. Em 2020 a agência espacial planeja colocar em operação seu foguete SLS, um imenso foguete descartável que é a versão moderna do antigo Saturno 5. Esse foguete deve lançar os componentes da estação lunar e a cápsula espacial Orion.

A Orion é uma versão moderna da nave Apollo, pequena, claustrofóbica, e com capacidade para levar de três a seis astronautas. Já o BFR (Sigla de Big Falcon Rocket, Foguete Falcon Grande) é uma nave totalmente recuperável, capaz de levar cem pessoas em seu segundo estagio e de lançar cargas de cem toneladas na órbita da Terra. Se tudo correr bem ela pode ganhar a corrida para Marte, ultrapassando as naves do governo já na próxima década.

Além das missões tripuladas, a conquista de Marte envolve também o envio de mais robôs para explorar o planeta.  Em 2020 a NASA planeja lançar um novo carro robô, para continuar a missão dos veículos Curiosity e Oportunity que percorreram centenas de quilômetros através dos desertos do planeta. Até os Emirados Árabes Unidos planejam enviar uma sonda robô para Marte, a Hope Mars Mission que também decola em 2020 no cone de um foguete japonês, o H-2.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Anderson dos Santos Costa

    E eis que após a corrida espacial entre nações agora assistiremos a corrida entre as burocracias estatais e a iniciativa privada. Acredito que o Elon Musk vai ganhar essa…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document