quarta-feira, 21 de outubro de 2020 - 12:59 h

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / O UniFOA antecipou a formatura de 44 alunos da 62° turma de Medicina

O UniFOA antecipou a formatura de 44 alunos da 62° turma de Medicina

Matéria publicada em 1 de maio de 2020, 07:30 horas

 


Salvando Vidas

 

*Formar para a vida, esse é lema do Centro Universitário de Volta Redonda.

*Em tempos de pandemia, se faz necessário a inserção de formandos aptos para atuarem na batalha contra o inimigo invisível.

*Conforme a coluna havia divulgado, na manhã de quinta-feira, dia 30, o UniFOA antecipou a formatura de 44 alunos da 62° turma de Medicina, que irão atender ao chamado da saúde no Brasil.

*A medida foi tomada de forma colegiada, com a participação dos acadêmicos, professores, gestores do Curso de Medicina e autoridades universitárias do UniFOA, para que os novos médicos somem forças na região e no país neste momento de pandemia.

*O vice-presidente da Fundação Oswaldo Aranha, Eduardo Prado, salientou que a formatura vai de encontro com a formação de excelência da instituição.

*“Os médicos que entregamos para o mercado são profissionais altamente qualificados e estão preparados para enfrentar qualquer situação de atendimento à população”, destacou Eduardo.

*A Instituição, ao cumprir a Portaria MEC 383/2020, está preocupada com o bem-estar do aluno e da população brasileira.

*A intenção é oferecer ao mercado, embora antecipadamente, já que a formatura estava prevista para junho de 2020, mão de obra qualificada, que fará a diferença neste período de pandemia.

*Ao longo de 12 módulos, cumpridos em seis anos, os alunos se dedicaram e sonharam com este momento.

*“Todos da turma tinham o sonho de serem médicos, nossa vocação e missão é ajudar ao próximo. Estamos muito confiantes em começar a atuar na profissão”, expressou a nova médica, Carolina dos Santos Zeferino.

*Para o coordenador do curso de Medicina, professor Geraldo Cardoso, é um orgulho formar os 44 médicos que estão prontos para representar a instituição e a tradição de 52 anos de curso com muita competência.

*“Boa parte dos formandos já aguarda o momento de praticar o que aprenderam e vão trabalhar na luta contra o covid-19”, declarou o coordenador.

*Pela primeira vez, o professor Luciano Rodrigues da Costa foi escolhido como nome de turma.

*A 62° turma está marcada no coração do docente.

*“Esta classe é muito especial, extremamente participativa e comprometida com os pacientes. Um futuro brilhante os espera”, disse o professor.

*Com sentimento de missão cumprida, a Fundação Oswaldo Aranha e o Centro Universitário de Volta Redonda se orgulham de entregar ao mercado de trabalho profissionais qualificados e humanizados para servirem a nação.

*A coluna publica algumas fotos, desta iniciativa humanitária dos novos médicos.

 

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document