segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / As abóboras assassinas e o terror de hoje

As abóboras assassinas e o terror de hoje

Matéria publicada em 4 de dezembro de 2018, 08:50 horas

 


Vida moderna lembra filme de invasão alienígena

Invasão: As abóboras de 1978

A vida moderna esta um horror, talvez por isso os filmes de terror nunca foram tão populares. Até o cinema brasileiro resolveu investir no gênero, com o prometido “Exterminadores do além contra a loira do banheiro”, que é uma paródia dos Caça Fantasmas americanos. Outro dia eu estava no ônibus, cheio de passageiras hipnotizadas pelos telefones celulares e me lembrei daquele filme das abóboras assassinas, que já teve um monte de refilmagens desde o original, dirigido pelo Don Siegel em 1956.
“Invasores de corpos” é uma típica ficção da era espacial. Em meados do século passado os monstros clássicos, dos filmes de terror, já não metiam medo em ninguém. As crianças brincavam com bonequinhos do Frankenstein. Enquanto isso a ciência, que tinha substituído a magia e o ocultismo, mostrava um pode assustador. Uma única bomba nuclear podia destruir uma cidade inteira e os jornais estavam cheios de histórias sobre discos voadores e visitantes do espaço. Foi por isso que o escritor Jack Finney criou um novo tipo de história de terror. No lugar de pessoas possuídas por demônios, pessoas possuídas por alienígenas.
O filme original, de 1956, é em preto e branco e bem simples. Um jovem médico é chamado de volta à pequena cidade onde nasceu por vários de seus pacientes. Eles acreditam que os moradores de Santa Mira estão sendo substituídos por duplicatas desprovidas de emoção. A princípio o médico e sua namorada não acreditam na história. Mas acabam descobrindo que a origem de tudo são umas enormes vagens extraterrestres que cresceram nos campos em torno da cidade.
Quando as pessoas dormem elas são absorvidas pelas plantas e dão origem a duplicatas zumbis, sem emoções. Em 1978, o cineasta Phillip Kaufman refilmou “Invasores de corpos” com todo o colorido e os efeitos especiais do cinema moderno. No lugar das enormes vagens de 1956, as plantas extraterrestres viram umas abóboras enormes e gosmentas. O filme tem uma abertura linda mostrando um planeta moribundo, na órbita de uma estrela gigante vermelha. A estrela está se expandindo e os vegetais daquele mundo lançam seus esporos no espaço. As sementes viajam impulsionadas pelos ventos estelares e vão cair na Terra, perto da cidade de San Francisco na Califórnia.
E desta vez, no lugar de acontecer em uma cidadezinha do interior, a invasão ocorre em uma grande metrópole. Depois do filme de 1978 a obra do Jack Finney teve mais duas refilmagens, a última delas com a atriz Nicole Kidman. Como crítico, acho que a versão de 1978 é a melhor de todas. Geralmente o cinema aborda o tema da invasão extraterrestre com discos voadores e armas de raios, como o clássico “Independence day” de 1996. Finney mostra uma invasão mais sutil, através de plantas que parecem inofensivas, mas que dominam os humanos enquanto eles dormem. E os substituem por duplicatas idênticas, mas desprovidas de personalidade ou sentimentos.
Quando a primeira versão dos “Invasores de corpos” passou nos cinemas, em 1956, foi vista como uma metáfora sobre o medo do comunismo. Era a época da guerra fria e das investigações do senador McCarthy. A ideologia comunista, diziam, ia se infiltrar nos corpos dos cidadãos americanos e transforma-los em criaturas sem alma, como as duplicatas do filme. Depois, em 1978, a ameaça comunista já era coisa do passado e o filme foi visto como uma crítica à alienação humana provocada pela vida moderna.
Os heróis do filme desmascaram as duplicatas alienígenas devido a sua indiferença e falta de sentimentos. Hoje em dia seria muito mais difícil, as abóboras do filme conquistariam a Terra de forma muito mais fácil. Provavelmente elas invadiriam a mente das pessoas via internet e celular. Como naquele livro do Stephen King.
No lugar dos extraterrestres é a tecnologia que está transformando as pessoas em zumbis.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

5 comentários

  1. esse tal de Guto e o mesmo que disse que nunca houve na história do Brasil manifestações contra o sistema de tal monta e se esqueceu das diretas já ,época a qual não havia redes sociais ?

  2. Anderson dos Santos Costa

    A primeira coisa que me veio à cabeça quando li esta resenha foi o estrago que a ideologia petista faz ao cérebro do militante de esquerda. Depois do mensalão, do petrolão, da lava jato, de toda a cúpula do PT presa, do Lula preso, da maior crise econômica da história do Brasil e do maior escândalo de corrupção já descoberto em uma nação ocidental, o petista típico, que teve o cérebro corroído pela ideologia, vai dizer que tudo não passa de uma grande conspiração da Polícia Federal, Justiça Federal, Ministério Público Federal, Justiça Estadual de São Paulo, Ministério Público de São Paulo, STJ, STF, Globo, SBT, Record, Folha de São Paulo, Veja, Isto É, Época, Estadão, etc, etc, etc, etc, etc, todos unidos com a CIA e o FBI para prejudicar o PT e perseguir o Lula. Nem a abóbora alienígena é capaz de um estrago tão grande!

  3. O alienígena onisciente está entre nós , em qualquer tema os seus dizeres são os mesmos,fico imaginando o quanto foi sofrida a sua existência em épocas passadas,para ele , hemorróida,chifre e prisão de ventre só tem um culpado.

  4. Eu assisti a “Invasores de corpos”, e, realmente, ele é o mais horripilante de todos os filmes de horror que assisti até hoje, pois mostra um mundo guiado pelo acaso, onde quem vence é o mal, e não há Deus!
    Seria um mundo dominado totalmente pelos comunistas, ou seja, seria, por exemplo, um Brasil dominado pelo PT, mas sem partido de oposição, e nesse caso os brasileiros que ainda fossem humanos seriam perseguido pelos petistas nas ruas, nas casas e nos prédios para convertê-los para a seita!!!

    Graças à Deus, o povo não dormiu, pois a imprensa livre, mesmo ameaçada pelos alienígenas, combateu o bom combate, apontando o dedo para os invasores e mostrando que eles estavam tomando o Estado Brasileiro como propriedade deles mesmos!!!

    Os seres humanos que sobravam ainda no Brasil foram às ruas em 2013, mostrando que os alienígenas estavam criando a Maior Crise Econômica que o Brasil já teve, devido ao fato de terem criado o Maior Esquema de Corrupção do Mundo Ocidental!
    A história brasileira vai terminar melhor que o filme, pois muitos alienígenas foram presos, como a Rainha Mãe, que está presa em Curitiba; outros partiram para os grotões do nordeste, onde não há imprensa e é fácil enganar os seres humanos que lá vivem! Outros, a grande maioria, procurou se esconder saindo do PT e se escondendo no PDT e PSB, lá eles fingem que são seres humanos!
    Como diria o ex-Senador Mão Santa(que foi muito perseguido pelos alienígenas): “A gente faz apenas uma vez na vida: nascer, morrer e votar no PT!”…

  5. Zumbis mesmo, não pensam, elegeram um espertalhão para a presidência, com um discurso de reduzir o tamanho do Estado ( governo), privatizando o que puder, sendo que sempre mamou nas tetas deste mesmo Estado- primeiro como militar , que nunca comandou ou produziu algo, depois como parlamentar que nunca fez algo de relevante ao país, pelo contrário só fez patuscadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document