segunda-feira, 17 de maio de 2021 - 19:01 h

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / As encruzilhadas da história

As encruzilhadas da história

Matéria publicada em 28 de abril de 2021, 15:51 horas

 


Decisões erradas podem levar pessoas e nações por caminhos sem volta

A vida de uma pessoa depende de decisões importantes que ela toma uma ou duas vezes na vida. São oportunidades que, se forem perdidas não voltam mais. No plano nacional ou mundial acontece a mesma coisa. A história se desenrola a partir de decisões tomadas em momentos críticos. E dependendo da escolha que for feita naquele momento a realidade pode se tornar bem diferente.

Autores de ficção adoram explorar essas realidades alternativas. Foi o caso do escritor Philip K.Dick, que imaginou como seria a vida nos Estados Unidos se os aliados fossem derrotados na Segunda Guerra Mundial. O romance, “O homem no castelo alto” virou série de tv em 2015 e fez muito sucesso. Com sua visão distópica de uma América ocupada pelos japoneses e pela Alemanha nazista.

Atualmente outro seriado bem sucedido, sobre o tema da realidade alternativa é “Por toda a humanidade”. Produzido pela Sony Pictures e a Apple TV, a série imagina uma vitória dos soviéticos na corrida espacial dos anos 60. Ao contrário do que aconteceu na vida real, o primeiro homem a pisar na Lua é um cosmonauta russo. O que prolonga a corrida espacial por toda a década de 1970 e 1980. Com os americanos instalando uma base na Lua e tentando chegar em Marte em 1995.

Aqui entre nós, uma das obras mais bem sucedidas da ficção científica brasileira foi a noveleta “A ética da traição” do carioca Gerson Lodi Ribeiro. Ele imaginou como seria a América Latina se o Brasil tivesse perdido a guerra do Paraguai no século 19. Virando uma nação bem menor e sem nenhum prestígio. Pode parecer um pesadelo, mas a realidade costuma superar a ficção quando se trata de pesadelos. Enquanto escrevo essas linhas o número de brasileiros mortos pela pandemia do Covid 19 já chegou a 395.022 e deve alcançar os 400 mil ainda no mês de maio.

Mas será que esse pesadelo era inevitável? Vamos imaginar uma realidade diferente, se decisões mais sensatas tivessem sido tomadas há um ano atrás. Documentos revelados pela atual CPI da Covid mostram que, no dia 15 de agosto de 2020, a empresa americana Pfizer , que fabrica uma das vacinas mais eficazes contra a Covid-19, ofereceu 70 milhões de doses ao governo brasileiro. Na época o Brasil ainda estava na primeira onda da pandemia, com um número de mortos chegando a 100 mil pessoas. Mas o governo atual achou que não precisava de vacina, que a Covid podia ser tratada com cloroquina e vermífugos e que a pandemia ia acabar antes do final do ano.

Foi uma decisão errada, como todos nós sabemos. Os remédios contra malária e os vermífugos não conseguiram impedir uma explosão de novos casos. E a primeira onda emendou na segunda no final de novembro. Só nos primeiros quatro meses de 2021 já morreram mais brasileiros do que em todo o ano de 2020. Muitas dessas pessoas estariam vivas se o governo tivesse optado pela vacina no ano passado. Começando uma vacinação em massa em dezembro ou janeiro, como aconteceu nos Estados Unidos. Com a vacina o tsunami da segunda onda teria sido contido e hoje nossas vidas poderiam estar retornando a normalidade.

Infelizmente a oportunidade foi perdida. O Brasil perdeu a corrida das vacinas e agora não tem como corrigir o erro. A vacinação dos grupos prioritários, que devia terminar agora, no mês de maio, só deve acontecer em setembro. E com isso o Brasil deve ser o último país do mundo a sair da pandemia. E o pior é que isso é realidade, não é ficção como nos seriados da TV.

Brasil: Ficou pra trás no combate a pandemia

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

12 comentários

  1. Avatar
    CARLOS MAGNO DE OLIVEIRA

    Calife, gostaria de acrescentar nesta matéria mais três decisões ocorridas aqui no Brasil para que todos os leitores pudessem fazer uma avaliação dos resultados que o país colheu pelas atitudes seguramente erradas no passado e que hoje sofremos as consequências em viver em uma nação totalmente despreparada e em total processo de decadência moral, economica e institucional. Poucos sabem que nosso país sofre com a pressão dos interesses de alguns países que dominam grande parte da economia mundial e que aqui no Brasil conseguiram formar um grupo de políticos que aceitaram e aceitam serem dominados com a finalidade de prejudicar governos ou políticos sérios que trabalhavam ou trabalham para termos um país com justiça social, crescimento econômico e uma indústria nacional que pudéssemos nos orgulhar. Infelizmente a pressão externa com apoio de políticos brasileiros que se venderam para beneficiar os interesses de investidores estrangeiros nosso país que até meados de 1960 vinha crescendo substancialmente com investimentos substanciais na industrial, petróleo, energia, mineração e educação incomodava muito aqueles que se acham os donos do mundo.
    O primeiro e inconsequente grande erro foi a decisão da deposição em 1964 do presidente João Goulart, homem honesto e de caráter e que foi o vice-presidente de Juscelino Kubitschek quando se construiu Brasília, e que desde o início de seu governo após a renuncia do Jânio Quadros passou a ser pressionado e prejudicado pelas forças dos políticos da direita corrupta que desde a década de 50 já prejudicavam nossa nação, neste episódio classifico que o golpe militar foi motivado principalmente pelas proximidades da eleição presidencial que seria no ano seguinte e teria seu cunhado o governador Leonel Brizola com grandes chances de vitória e isto não seria bem aceito principalmente pelos EUA porque Brizola encampou empresas americanas de telecomunicações e energia que prestavam péssimos serviços no Rio Grande do Sul e assim a partir do golpe de 1964 com a desculpa mentirosa de comunismo que dura até hoje ficamos dominados e nas mãos de grande parte dos políticos corruptos que infestam a política nacional.
    A decisão e insensata foi a participação do PT na eleição presidencial de 1989 onde novamente poderíamos ter como presidente eleito o capacitado, honesto e corajoso governador Leonel Brizola, mas infelizmente o PT com Lula que na época sem nenhuma experiencia ou currículo que pudesse lhe colocar como capacitado ao cargo de presidente mas com apoio maciço de religiosos e sindicalistas conseguiu dividir os votos e nossa oportunidade de um governo sério e que pudesse reiniciar a trajetória de nosso país como nação e protegendo e valorizando nossas empresas, nossas riquezas e nosso povo através de investimentos em educação e em infra estruturas diversas, mas quem foi para o segundo turno para perder foi o Lula e assim Fernando Collor de Mello venceu e o que sabemos para os anos posteriores foram os totais entreguismos de nossas empresas e riquezas sem que nenhuma das privatizações tiveram como resultado melhoria das condições econômicas ou das vidas do povo brasileiro.
    E em terceiro novamente em 2018 por imposição e falta de uniões daqueles mesmos que poderiam se redimirem dos erros do passado conseguiram ajudar a eleger este que hoje ilude uma parcela inconsequente da população e é o principal responsável pelas mais de 411 mil mortes de brasileiros.
    Enfim, acho que enquanto grande parte de nossa população estiverem desunidas e sendo massas de manobras deste sistema que oprime e só visam lucros para serem remetidos para o exterior nunca seremos um país que possamos nos orgulhar e oferecer dignidade para as gerações futuras e sim colônia daqueles que devastam nossas terras e deixam aqui somente corrupção, violência, desigualdades e parte de um povo de digladiando entre ser de direita ou esquerda.

  2. Avatar

    Parabéns aos envolvidos na eleição deste mentecapto e genocida

    Alguns países europeus já tendo festivais de música ajudando a tirar os artistas da miséria que foi 2020, e aqui este palhaço falando pro povo comprar Cloroquina

  3. Avatar

    O DIA DO TRABALHADOR COM MAIS PESSOAS DESEMPREGADAS DE TODOS OS TEMPOS, PARABÉNS AOS ENVOLVIDOS,VCS SAO OS VERDADEIROS MITOS

  4. Avatar

    Para quem sabe fazer conta de percentual: em breve o Brasil deve assumir a liderança em número de mortos por milhão de habitantes, em relação aos países que não atrasaram a vacinação.

  5. Avatar

    Se o miliciano genocida do Planalto, tivesse adquirido as 70 milhões de vacinas que estavam disponíveis e foram ofertadas ao Brasil, isso não teria acontecido. Bozo preferiu gastar milhões com Cloroquina e incentivar “tratamentos precoces”, tolices há muito descartadas pela Ciência.
    As prefeituras no Brasil inteiro são obrigadas a interromper a vacinação por um motivo elementar: o país não tem vacinas suficientes. E é por isso que o país tornou-se ameaça sanitária global.
    Mas a culpa da falta de vacinas deve ser do STF, do governador de Rondônia, do Sultão de Brunei, ou do prefeito de Guapimirim… Nunca do Capitão Cloroquina…
    #BolsonaroGenocida

  6. Avatar

    De novo Calife? Não é tão simples assim não. Erros tivemos muitos, pra todos os gostos e pra todos os matizes ideológicos. Se o problema ou (grande parte dele) fosse a compra atrasada ou não da vacina, os países que a produzem não teriam tido números absurdos de mortes. A politização do vírus chinês foi, ao meu ver, o pior que poderia nos ter acontecido. Mas, o negócio é minar o governo, o resto a gente vê depois, afinal, a população e sua vontade, é o que menos importa aqui in terra brasilis.

  7. Avatar

    Hitler desprezava os pobres e miseráveis da Alemanha assim como Lula e o PT davam esmola para os pobres e enchiam os cofres da elite empresarial corrupta.
    Com Bolsonaro foi despejado dez vezes mais recursos em auxíio ao pobre do que na época do PT, ou seja,aquele discurso do PT de que Bolsonaro iria acabar com o Bolsa Família era mentira, assim como tudo que o PT diz!

    • Avatar

      Mostre os números que você diz
      Falar até papagaio fala

    • Avatar

      Manifestação pelo direito de morrer nas ruas dia do DESENPREGADO foi um fiasco, 23 pessoas passando VERGONHA nas ruas ,nem tenho mais coragem de usar minha camisa da seleção,vai que me confunde com esses lunáticos

  8. Avatar

    Brasil supera 400 mil mortes por Covid-19 apenas 36 dias após totalizar 300 mil.

  9. Avatar

    Já o Brasil, a partir de 2018, parece ter um razoável percentual de fanáticos querendo a volta da Idade Média, dos anos de obscuridade, negação da Ciência, com vontade de mandar os cientistas para a fogueira.

  10. Avatar

    Dizem que até Hitler sabia que a ocupação de territórios além mar era muito difícil, ele apenas esperava que gerações futuras de nazi-fascistas nascidos nas Américas tomassem o poder em seus respectivos países, contando principalmente com a ajuda dos descendentes de alemães e italianos, como no sul do Brasil, que também tinha os integralistas como seus colaboradores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document