Chão de estrelas estreia novo espetáculo em Angra dos Reis

Por Diário do Vale
111 Visualizações
Espetáculo: Apresentações acontecem nos dias 25 e 26 de março, no Frade (Foto: Divulgação)

Espetáculo: Apresentações acontecem nos dias 25 e 26 de março, no Frade (Foto: Divulgação)

João Vitor Monteiro Novaes

joã[email protected]

O Grupo Chão de Estrelas já se prepara para a estreia do seu novo trabalho e garante que o amor tomará conta da alma de quem estiver presente nos dias 25 e 26 de Março (quarta e quinta-feira), às 20h, na Rua Boa Esperança, nº 686, Frade, em Angra dos Reis.

O espetáculo “Fala Comigo Sobre Todas as Formas de Amor, Antes da Chuva Cair” narra à história de Pedro, um jovem ator que nunca teve um grande papel na vida, que ao encontrar Cris na beira de um abismo prestes a por fim na sua vida por causa de uma desilusão amorosa. Os dois acabam indo viver juntos e a vida começa a ficar tumultuada até o momento que ela decide partir da vida dele, mas isso antes de começar uma chuva torrencial.

O texto é uma adaptação feita por Richard Marx a partir de uma costura de cenas curtas do site Drama Diário, onde vários autores teatrais consagrados são colaboradores, e traz para o centro da discussão o amor e suas loucuras.

O diretor do espetáculo Richard afirma que esse segundo trabalho do grupo quer trazer para o centro da discussão como um simples falar eu te amo para outra pessoa se tornou tão complexo no atual contexto contemporâneo – o nome do espetáculo tem ligação com tudo que temos vontade de dizer e que por algum motivo deixamos de falar quando estamos vivendo uma vida em casal. “Fala Comigo Antes da Chuva Cair” pode ser traduzida como: fala comigo antes de eu ir embora (antes da chuva cair), pois quando eu for embora, fica difícil eu voltar…Ou seja queremos falar sobre o agora, dizer EU TE AMO, por mais simples que seja, não pode ser visto como algo banal.

O segundo trabalho de Chão de Estrelas busca atingir o público adolescente e adulto, e é bem diferente do primeiro trabalho que era voltado para o universo infantil. Nesse espetáculo que será realizado na sala da residência de um dos atores do grupo, os artistas trazem uma proposta intimista para a história, aproximando os espectadores para dentro da relação do casal, sendo estes envolvidos nessa trama que falará sobre amor, paixão e abandono, deixando surgir uma cumplicidade entre palco e plateia, tão visceral quanto a relação conturbada de Pedro e Cris.

 

RESGATE DE TRADIÇÃO

 

As inscrições para o Coral Infanto-Juvenil de Angra dos Reis estão abertas e podem ser feitas na Casa da Cultura Poeta Brasil dos Reis, Centro de Angra. Os interessados devem ter de 8 a 14 anos e não precisam ter nenhum aprendizado musical prévio, basta ter disponibilidade para os ensaios que acontecem na própria Casa, em duas turmas: quartas e sextas de 10h às 11h30 e quartas e sextas de 16h às 17h30.

O Coral Infanto-Juvenil de Angra dos Reis pretende fazer um resgate a uma tradição cultural angrense que marcou a vida de muitos moradores locais, “As Pastorinhas”. Essa tradição cultural, que perdeu sua força durante o passar dos anos, era um grupo formado por crianças e adolescentes trajados a caráter, sendo que cada um representava uma personagem e cantavam pelas ruas, visitando presépios e algumas residências entre o natal até o dia de Reis, onde a cidade comemora aniversário de fundação.

O resgate proposto pelo Coral Infanto-Juvenil reforça o trabalho que já vem sendo promovido por esse grupo, que tem sido um dos melhores projetos de formação musical de base de interior no país, pois além de seguir uma pedagogia musical que visa o desenvolvimento físico e intelectual do aluno, traz também em seu repertório, música popular e folclórica brasileira, de diversos países e canções que fizeram parte da história do Brasil e de Angra dos Reis.

 

DESTAQUE DA SEMANA ELAINE ALVES

Elaine Alves: Artista angrense de coração (Foto: Divulgação)

Elaine Alves: Artista angrense de coração (Foto: Divulgação)

Na semana que comemora-se o Dia Internacional da Mulher a nossa coluna traz para a cena a atriz Elaine Alves, que além de viver as mais variadas figuras femininas no palco, divide seu tempo em outras funções, como: a de dar aulas, fazer animação de eventos e ser mãe em tempo integral, pois se divide em muitas para dar conta disso tudo e ainda criar três filhos, mostrando que o dia da mulher deve ser comemorado todos os dias do ano.

Natural do Rio de Janeiro, mas angrense de coração, pois reside ha mais de 15 anos na cidade, Elaine diz que a vontade de ser atriz surgiu ainda quando estudava em um Colégio de Freiras e já sonhava com a arte de interpretar, deixando as freiras literalmente de “hábitos” levantados, prontos para mais uma criação da pequena atriz.

Porém a paixão pela arte de interpretar ficou mais forte ao entrar para o curso de atores pra comerciais e depois um workshop de teatro, ambos no Rio de Janeiro. Não tardará a se mudar para Angra, onde foi chamada pra fazer parte da peça de finalização da oficina da terceira idade, na qual Dona Irene, sua mãe, fazia parte.

Foi nesse curso que a história teatral da atriz ganhou mais força, com a coordenação e direção de Mário dos Anjos, a atriz montou o espetáculo “O Auto do Trabalhador”, que mais tarde foi remontada pelo Grupo Cutucurim, grupo no qual a atriz integrou por 10 anos.

 

A partir daí foram mais de 13 espetáculos como atriz e um como diretora. Essa nova função foi assumida na peça “Estória da Moça Preguiçosa”, espetáculo contemplado pelo projeto de fomento ao Teatro, da Secretaria de Estado do Rio de Janeiro em 2008/2009.

Elaine Alves que acabou de gravar uma participação na nova novela da Rede Globo, Babilônia, está em cartaz com o espetáculo “A Casa de Bernarda Alba”, no Teatro Municipal de Angra dos Reis, até o dia 26 de Março, sempre as quartas e quintas, às 20h. É por sua atuação nesse espetáculo que está sendo indicada ao Prêmio de melhor atriz coadjuvante no Prêmio FITA 2014, que será entregue no dia 23 de Março.

Se ganhar o prêmio, e estamos torcendo pra isso, à atriz aumentará a prateleira de prêmios, porque como ela mesma relembra – Já participei de diversos Festivais no Brasil. Fui indicada como melhor atriz em alguns deles, já mais de cinco prêmios, mas o primeiro, no Festival de Teatro de Varginha, em 2005, foi o mais inesquecível.

 

A atriz que hoje faz parte das Cias Show de Cenas e Angra Cia de Teatro, afirma:

– É no teatro que eu posso me divertir, com responsabilidade, e ser outras tantas, conseguindo me desligar um pouco do mundo real, mas sem sair dele. Temos tantos problemas na vida e o Teatro me liberta de todos. Quando subo no palco só existe o meu corpo ali, porque a alma é da personagem, então vivo a personagem até o final do espetáculo. Depois volto pro meu mundo e continuo a vida – disse.

Vamos prestigiar ela que já foi Maria, Jurema, Marisa, La Poncia, é mãe, filha, amiga, e poderá ser tantas outras, mas que antes de se todas são uma: Elaine!

Coral infato-juvenil: Já estão abertas as inscrições na Casa Poeta Brasil dos Reis (Foto: Divulgação)

 

Advertisement

VOCÊ PODE GOSTAR

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

 

(24) 99926-5051 – Jornalismo

 

(24) 99234-8846 – Comercial

 

(24) 99234-8846 – Assinaturas

Canal diário do vale

colunas

© 2023 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996