segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Cia da Lua de volta com espetáculo “As aventuras de Tico e Teco”

Cia da Lua de volta com espetáculo “As aventuras de Tico e Teco”

Matéria publicada em 10 de outubro de 2018, 10:00 horas

 


Já no dia 24 de outubro, o palco do CCTM apresenta a nova cena autoral de Angra

Espetáculo é um monólogo que ressalta os diálogos da solidão voluntária de quem escolheu viver só

No dia 17 de Outubro, às 20h, no Teatro Municipal de Angra dos Reis, a Companhia da Lua irá apresentar o espetáculo “As Aventuras de Tico e Teco”, um monólogo que ressalta os diálogos da solidão voluntária de quem escolheu viver só. A direção do espetáculo é do diretor e autor do espetáculo Zequinha Miguel e tem atuação de Mauro Nask.
O grupo de Angra dos Reis, Cia. da Lua há mais de 15 anos vem se dedicando à pesquisa histórica, o resgate da cultura e da tradição e a ícones populares da cidade para a construção de seus espetáculos, divulgando para a população e turistas as histórias, lendas e o folclore de Angra. Com apresentações nas escolas, espaços culturais, embarcações e comunidades, vêm contribuindo para o aumento da cultura e o enriquecimento da grade curricular. Entre as principais realizações da companhia, estão os espetáculos Viagem à Baía dos Reis, Cruzes Etc…, A lenda da Bica da Carioca e A História do Chafariz da Saudade.
– A ideia de remontar a peça, surgiu a partir do projeto Cena ao redor do Sesc. Um trabalho de preparação de atores com vários grupos da região. Devido, durante o processo, eu ter ficado sozinho representando Companhia da Lua, escolhi trabalhar um monólogo. Com uma montagem diferente da original – disse o ator Mauro Nask.
Os ingressos estarão à venda no teatro no dia da apresentação pelo valor de R$ 5,00 (meia e antecipado).

 

Dezessete artistas dividirão o palco do Teatro Municipal Câmara Torres, na intenção de oferecer ao público a sensação do saudoso Festival de Música e Ecologia

Música autoral nos palcos de Angra
O Coletivo Angrense de Cantautores – CAnCanta apresenta a nova cena autoral de Angra no dia 24 de outubro, quarta-feira, a partir das 20h. Dezessete artistas dividirão o palco do Teatro Municipal Câmara Torres, localizado no prédio do CCTM – Centro Cultural Theóphilo Massad, em uma noite de beleza e criatividade, na intenção de oferecer ao público a sensação do saudoso Festival de Música e Ecologia, além de mostrar que há uma Angra que transpira arte e que existe um cenário musical rico no município.
Bruno Pelego um dos organizadores revela que o projeto se apresentará pela primeira vez no palco do teatro da cidade e ideia surgiu após várias apresentações em espaços mais intimistas.
– O Nova Cena segue um outro padrão. É a seleção dos artistas que mostraram mais maturidade, desenvoltura e cooperação durante os Saraus. O Sarau é aberto pra todos, um palco livre, onde o artista se inscreve antecipadamente e se apresenta, funciona como uma escola. As pessoas podem amadurecer ali, ganhar experiência, ficar a vontade com a plateia. No teatro a coisa tem outra proporção, houve curadoria, haverá direção dos artistas, as músicas foram escolhidas a dedo. Tentaremos deixar quase nada ao acaso. É um trabalho muito maior do que o do Sarau, usaremos equipamentos extras e também estaremos filmando e gravando o áudio para a produção de material de divulgação do coletivo. É importante salientar que manteremos mensalmente o palco da Casa de Cultura, de forma gratuita e mais experimental e a cada quatro meses pensamos no palco do teatro para edições do Nova Cena, que consideramos uma mostra da cena autoral angrense. E acreditamos que podemos reviver o espírito dos festivais de música e ecologia, mas focando no espírito colaborativo e não no competitivo – disse.
A equipe do evento é formada por Bruno Perez e Bruno Pelego na produção, Daniel Cavalcanti e João Lucas na técnica, Hugo Oliveira e Pedro Brasileiro na comunicação, João Casaforte assistente de produção e Ricardo Alexandre e Karine Castilho na fotografia dos eventos.
Os ingressos podem ser adquiridos no dia na bilheteria do teatro com o valor de R$ 10,00 (meia – antecipada).


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document