sábado, 25 de maio de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Diga-me com quem andas

Diga-me com quem andas

Matéria publicada em 14 de dezembro de 2018, 09:19 horas

 


Discussão ultrapassada sobre o aquecimento global é retomada

Fato: Ursos estão morrendo com o degelo polar.

Devido à subida ao poder de governos de direita, nos Estados Unidos e no Brasil, a velha discussão sobre o aquecimento global volta a ser motivo de debates. Donald Trump afirma que a influência humana sobre o aquecimento do planeta não existe, e quer tirar os Estados Unidos do acordo de Paris. Ele ignora os dados da NASA, a agência espacial criada pelo governo do seu próprio país para monitorar a Terra e os planetas. Aqui no Brasil o futuro governo, que acha que “o que é bom para os Estados Unidos é bom para o Brasil” dá uma de macaquinho de imitação e quer se alinhar com Trump na questão.
Do outro lado, dos que acreditam que o desmatamento e a queima dos combustíveis fosseis estão aquecendo a Terra de modo perigoso, está a ONU, a maior parte da comunidade científica internacional e o presidente da França, Emmanuel Macron. Que se entusiasmou pelo tema depois que Paris sediou uma conferencia sobre o clima. A situação me lembra um antigo ditado de minha falecida avó que dizia: “Diga-me com quem andas que te direi quem és”.
Quem é o grupinho que rejeita o aquecimento global antropogênico? Donald Trump, cujo currículo é ter herdado uma fortuna de seus pais e ter sido apresentador de um reality show ridículo; alguns velhos cientistas aposentados, que não fazem uma pesquisa há décadas; a Arábia Saudita, aquele país que manda assassinar e esquartejar jornalistas em território estrangeiro; e as grandes empresas que exploram reservas de carvão e petróleo.
No caso do Brasil temos os grileiros e a bancada ruralista do Congresso, que já desmataram 20% da Amazônia e querem desmatar muito mais, para criar espaço para lavouras de soja e pasto para gado. E tem os evangélicos, que acham que não precisamos nos preocupar com o meio ambiente porque Jesus vai voltar e resolver todos os problemas, e estão esperando há mais de dois milênios.
E tem aquele presidente eleito, que já bateu continência para os militares norte-americanos e sonha em ser um Donald Trump tupiniquim. Esta semana um de seus futuros ministros anunciou que o Brasil também vai sair do Pacto Global da ONU sobre migração. Que autoridade tem essa gente para opinar sobre questões científicas? Nenhuma. A NASA, que eles acusam de falsificar dados sobre o clima, colocou homens na superfície da Lua numa das maiores façanhas da história da humanidade. Seus críticos fizeram o que? Qual foi a grande realização deles? Ter cursado uma academia militar? Ter desmatado centenas de quilômetros quadrados de florestas? Ter comandado um reality show? É uma turminha patética.
Nos Estados Unidos a questão da mudança climática tem oscilado entre a negação e a aprovação, dependendo do partido que esta no poder. No início da década de 1990, o aquecimento global era tema proibido dentro do governo do Tio Sam. Qualquer cientista que defendesse a ideia do aquecimento provocado pela ação humana podia ser demitido e ter suas verbas de pesquisa cortadas. Tudo porque o presidente republicano, George Bush, aquele que morreu na semana passada, achava que o “aquecimento global era invenção de cientista para ganhar apoio em suas pesquisas”.
Depois veio o governo democrata do Bill Clinton e as agências do meio ambiente, como a NOAA, voltaram a ser encorajadas a estudar o assunto. O governo liberal de Clinton foi substituído por outro governo de direita, do George W. Bush, que também não acreditava em aquecimento global até que um furacão de categoria 5 arrasou com a cidade de Nova Orleans em 2004 e ele mudou de opinião.
O urso aí na foto não participa dessa polêmica, ele esta morrendo de fome devido ao degelo do ártico, que anda descongelando completamente durante o verão. Coisa que nunca tinha acontecido antes, ms a turminha do “fóssil é bom” acha que isso é normal.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

11 comentários

  1. Avatar

    Angustiada,andinha e cegueta vivandeiras com furor uterino,cretinas!!!!!!!!

  2. Avatar

    Trump e Bolso são mal amados, devem ter até ejaculação precoce e por isso odeiam a natureza, é uma espécie de vingança.

  3. Avatar

    O urso da foto é mais uma das vítimas da ignorância humana.

  4. Avatar

    O Brasil tem o maior potencial em relação as energias renováveis.
    Com investimento em energia eólica ,solar e das ondas poderemos ser ícone do novo mundo.

  5. Avatar

    O aquecimento global derreteu o cérebro de um cretino .

  6. Avatar

    Bom, vale frisar que quando se fala em aquecimento global, não é exatamente a NASA que diz que o homem provoca o aquecimento global, ela só afirma que há o aquecimento global e ela diz que pode ser que o homem tenha certa interferência nisso. E quando falei que não é exatamente a NASA, é que a NASA possui diversos escritórios dentro dela, ou seja, alguns desses escritórios já se falou que o aquecimento global PODE ter algumas influências do ser humano.

    E quando se fala em “comunidade científica” dentro desse debate, só se considera aqueles que atribuem o aquecimento global às ações humanas, há uma outra dezena de cientistas extremamente respeitados e gabaritados, com dezenas de livros publicados, que afirma que não há qualquer prova de que seja o homem o causador do aquecimento global. Isso tem que ficar muito claro. Até mesmo os cientistas que atribuem o aquecimento global às ações humanas, apenas apresentaram teorias, não existe nada preto no branco ainda, o debate é muito amplo e complexo, e vale a pena ir além e ver o que dizem os dois lados. Mas, isso não significa que eu não seja contra o desmatamento e da redução dos gases poluentes, independente de qualquer coisa. Se a Amazônia tem esse desmatamento todo é porque vivemos num país onde o crime (ainda) compensa, até hoje nunca se viu sequer um só preso por desmatamento, isso tem que mudar!
    Quanto a citação da ONU e Macron como bons exemplos e virtudes de que sabem tudo de aquecimento global, vou ignorar, fiquemos apenas com os cientistas nesse debate.

    Ridículo ou não, o reality show de Trump ficou para a história como um dos maiores recordistas de audiência da TV americana. E ele herdou uma certa fortuna sim, mas quanto que ele herdou e em quanto ele multiplicou esse capital? Trump pode não ser (e NÃO É) bom exemplo de ser humano pra ninguém, mas desclassificar todo seu potencial empreendedor é coisa de quem não conhece minimamente sua história ou sequer acompanhou a corrida eleitoral americana desde as primárias.

    Associar bancada ruralista do Congresso com desmatamento de 20% na Amazônia não faz sentido, não se tem qualquer notícia disso. O que ocorre, como já disse acima, é que vivemos no país da impunidade, desmatam pois sabem que não acontecerá nada (e as leis estão aí!). Há inclusive o desmatamento em terras indígenas, algo também complexo para se debater, envolve diversas nuances. A questão é que, como sempre, querem suprimir as vozes dos ruralistas, quem sabe melhor do meio rural são burocratas e ativistas urbanos que nunca nem puseram a mão num bezerro. Esse é o grande problema, querer desqualificar um lado só por não estar em sintonia com aquilo que se acredita. Vamos discutir ideias, e não os interlocutores, os ruralistas precisam e DEVEM sim ter voz no debate, ainda que em vários momentos possam estar equivocados. Veja por exemplo a vice do Ciro Gomes, a Kátia Abreu, ela é de esquerda, estava numa chapa de esquerda e por ter nascido na roça sabe muito bem a realidade rural, e portanto se colocava muitas vezes a favor de várias pautas ruralistas.

    • Avatar

      Muito bom comentário! Concordo totalmente. Temos que parar de nos levar por esta onda de clichês que rondam estes assuntos e começar a discutir de fato soluções viáveis para estes problemas. Muita gente por aí ficou tanto tempo ouvindo só um lado do debate que achou que que estas opiniões estavam gravadas em pedra e eram verdades absolutas.

  7. Avatar

    Nesse assunto eu fico ao lado da ciência e concordo com o Calife. Só não acho que governos de esquerda tenham propostas reais para ajudar na questão. O socialismo não é a solução para o problema da pobreza, nem muito menos para a questão ambiental. Ou a China comunista e a antiga União Soviética são exemplos de responsabilidade ecológica? A tecnologia e a economia real, sem magia intervencionista, resolverão a questão.

    • Avatar

      Certo está o futuro ministro das relaçoes exteriores que disse que o aquecimento global é invenção de marxista para transferir recursos para a China. Meu Deus onde fomos parar.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Avatar

      Me lembra o Lula sujando a mão de petróleo e sorrindo, ou seja, para Lula tanto faz queimar mais petróleo, desde que traga mais dinheiro para o país!

Untitled Document