segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Em busca de uma nova Terra

Em busca de uma nova Terra

Matéria publicada em 14 de janeiro de 2020, 10:18 horas

 


Telescópio TESS encontra mundo semelhante ao nosso dentro da ‘zona habitável’

O novo satélite caçador de planetas da Nasa, o TESS, fez a sua primeira descoberta importante. Ele encontrou um planeta semelhante a Terra orbitando uma estrela a 101.5 anos-luz de distância. A descoberta chamou a atenção porque o TOI 700b, como foi batizado o novo mundo, encontra-se a uma distância de seu sol que permite a existência de água líquida. E, portanto, poderia ter vida baseada em carbono, como a nossa. A sigla TOI vem das iniciais em inglês de Objeto de Interesse do TESS. E significa que se trata de um astro que merece ser investigado posteriormente por outros instrumentos. Com o super telescópio James Webb, que será lançado nesta década.
O TOI 700b orbita uma estrela tão insignificante que nem mereceu nome. Ele faz parte de um sistema de três planetas. Podem existir mais, porém, até o momento, só três foram identificados pelo TESS. O primeiro, que se encontra mais perto do seu sol, é um anão vermelho. Um mundo incandescente com 40% da massa terrestre. O segundo, o TOI 700 C, é um planeta gasoso gigante, 2,6 vezes maior do que a Terra e semelhante ao Netuno do nosso sistema solar.
Depois desse mundo gasoso, encontra-se o planeta semelhante a Terra. O TOI 700d. Ele é 20% maior do que a Terra e orbita seu sol uma vez a cada 37 dias. O que significa que o ano lá tem pouco mais de um mês. Deve ser muito chato fazer aniversário a cada 37 dias. O planeta recebe 86% da energia que a Terra recebe do Sol, o que deve permitir a existência de água no estado líquido. E, portanto, de vida semelhante a nossa.
O Toi700d encontra-se na região conhecida pelos cientistas como “faixa da cachinhos dourados”. O nome vem de um conto de fadas onde a menina “Cachinhos Dourados” encontra uma cabana que serve de lar para três ursos. Dentro há uma mesa com três tigelas de mingau. Uma está muito fria, outra se encontra muito quente. Só a tigela do meio se encontra na temperatura perfeita para o consumo. Lembrando essa história os caçadores de exoplanetas dizem que um planeta na faixa que permite a existência de água líquida está na “região da cachinhos dourados”.
Mas, esta não é uma regra absoluta. Em nosso sistema solar existem mundos com oceanos de água líquida orbitando os planetas Júpiter e Saturno. São as luas Europa, de Júpiter, e Encelado de Saturno. Nesses mundos a energia que mantém a água líquida vem da força gravitacional dos planetas gigantes. Os exobiólogos, cientistas que tentam descobrir vida fora da Terra, estão planejando enviar sondas espaciais para Europa e Encelado para verificar se existe vida nos mares dessas luas. Seria um tipo de vida aquática, como a que existe nos oceanos do nosso planeta.
No caso do TOI 700d ele se encontra longe demais para permitir um estudo com naves espaciais. Um ano-luz equivale a 9,4 trilhões de quilômetros, o que significa que o novo planeta encontra-se a 940 trilhões de quilômetros da Terra. Mesmo que tivéssemos uma nave capaz de se aproximar da velocidade da luz ela levaria cem anos para chegar nesse mundo. E estamos muito longe de dispor desse tipo de tecnologia. A sonda espacial New Horizons, que atravessou o sistema solar na década passada, levou nove anos para ir da Terra até Plutão, que fica na fronteira do nosso sistema solar. A luz leva quatro horas e meia para ir da Terra a Plutão. No caso do TOI 700d são 101 anos.
Como disse o presidente francês Emmanuel Macron não existe um planeta B. Se arruinarmos com a Terra não será possível se mudar para outro mundo semelhante no espaço.

 

Distante: Uma concepção artística do novo mundo


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Seria melhor procurar outro planeta onde não existam os demônios de Trump e bolsonaro e seus gados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document