segunda-feira, 24 de janeiro de 2022 - 20:59 h

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Hoje é dia da Liberdade de Imprensa

Hoje é dia da Liberdade de Imprensa

Matéria publicada em 7 de junho de 2015, 07:00 horas

 


wp-coluna-mario-sergio

Túnel Do Tempo

quadrado-vermelho-5 Os Estados Unidos e o Reino Unido concordam em deixar de fazer o comércio de escravos (1862).
quadrado-vermelho-5 A Cidade do México é capturada por tropas francesas (1863).
quadrado-vermelho-5 A Noruega declara sua separação da Suécia (1905).
quadrado-vermelho-5 O primeiro navio atravessa o Canal do Panamá (1914).
quadrado-vermelho-5 A Cidade do Vaticano se torna um Estado soberano com a assinatura do Tratado de Latrão (1929).
quadrado-vermelho-5 Pierre Laval torna-se Primeiro-ministro da França (1935).
quadrado-vermelho-5 Segunda Guerra Mundial: A batalha de Midway termina com a vitória crucial dos Estados Unidos sobre a marinha e força aérea japonesa (1942).
quadrado-vermelho-5 O Rei Haakon VII da Noruega retorna com sua família a Oslo depois de cinco anos de exílio (1945).
quadrado-vermelho-5 500 milhões de pessoas assistem na televisão ao dia principal das celebrações do Jubileu da Rainha Isabel II (1977).
quadrado-vermelho-5 Morre Nara Leão, cantora brasileira (1989).
quadrado-vermelho-5 Carlos Mesa, presidente da Bolívia, renuncia (2005).

Zig – Zag

quadrado-vermelho-5 Hoje: Dia da Liberdade de Imprensa.
quadrado-vermelho-5 Limão, açúcar, cachaça e gelo. Nada mais simples.
quadrado-vermelho-5 E exatamente esta simplicidade e uma dose de rusticidade que atrai muitos bartenders mundo afora a se aventurarem primeiramente no preparo de uma caipirinha, depois ousar no uso da cachaça como ingrediente base para outros coquetéis.
quadrado-vermelho-5 Esta também é a razão que fez nossa caipirinha figurar na lista dos 25 coquetéis mais influentes dos últimos 100 anos publicada há poucos anos, na revista americana Imbibe – liquid culture, com direito a foto de página inteira.
quadrado-vermelho-5 Segundo a matéria, só há uma década o público norte-americano em geral começou a conhecer a caipirinha.
quadrado-vermelho-5 E o que fez dela um coquetel influente? Segundo a publicação, o fato de ter sido o canal de apresentação da cachaça brasileira a muitos bartenders ao redor do mundo.

Patogenia

quadrado-vermelho-5 Esta comprovada pela ciência, que pessoas que são radicais e usam de ações radicalizadas, são pessoas que apresentam comportamentos doentios e que necessitam de tratamentos psicológicos, pois se trata de um quadro patogênico muito grave.

Gaydar

quadrado-vermelho-5 A Ciência mostra que o “gaydar” existe.
quadrado-vermelho-5 Se você não sabe, o gaydar é como se chamam a capacidade de uma pessoa em sacar se a outra é gay ou não.
quadrado-vermelho-5 Seria um radar gay, especialmente usado para identificar os homossexuais mais discretos ou enrustidos.
quadrado-vermelho-5 E a maior parte dos próprios gays o tem e conseguem achar uma pessoa com a mesma orientação sexual no meio de uma multidão.
quadrado-vermelho-5 E essa coisa gera tanta discussão e questionamentos que cientistas holandeses resolveram por a prova.
quadrado-vermelho-5 Quando homens e mulheres passam por esse teste, os homens heterossexuais acabam respondendo muito mais rapidamente, mas erram mais.
quadrado-vermelho-5 Mulheres e gays acabam demorando mais para responder, mas dão respostas mais curadas justamente porque prestam mais atenção nos detalhes.
quadrado-vermelho-5 Para a pesquisa participaram 42 voluntários heterossexuais e homossexuais, de ambos os sexos, cuja tarefa era simples.
quadrado-vermelho-5 Analisar retratos de figuras geométricas como grandes quadrados e retângulos.
quadrado-vermelho-5 Assim, concluiu-se que os homossexuais não só analisam a situação como um todo como cada detalhe em si, o que os leva a identificar outros gays através de dicas subliminares que um heterossexual não consegue enxergar.

Sala Vip

quadrado-vermelho-5 Aniversariantes do dia: O editor da Revista Noivas, Reginaldo Orestes; Lidiane Pimenta de Andrade; Sônia Cristina Silva; Rafael Menezes; Carolina Fernandes; Kátia Requião; Carol Marques; Wanderson Castelo Branco.

MARIO SÉRGIO| [email protected]


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document