>
quarta-feira, 27 de julho de 2022 - 18:46 h

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Mato você encontra em qualquer lugar, orquídea não! Tenha diferencial

Mato você encontra em qualquer lugar, orquídea não! Tenha diferencial

Matéria publicada em 27 de julho de 2022, 18:43 horas

 


Nas relações profissionais e humanas, principalmente no nosso dia a dia, convivemos com diversos tipos de pessoas, umas que muitas vezes gostaríamos de nos espelhar e outras que a gente acompanha para que nunca sejamos iguais ou que façamos coisas parecidas com elas.
O motivo de começar a coluna assim tem um objetivo: nos meus 23 anos de comunicação pude conhecer pessoas e profissionais de todos os tipos, e confesso que antigamente, antes das redes sociais, era um pouco mais gostoso trabalhar e principalmente lidar com os talentos.
Que a internet é uma arma, todo mundo sabe, mas existem pessoas que não sabem manusear bem esse instrumento e podem acabar se ferindo, criando ilusões, vendo pessoas enriquecendo a todo custo, com vídeos virais, e muita, muita mentira e compras estrondosas de visualizações, seguidores e curtidas.
Mas o ser humano gosta de ser enganado, neste mundo de mentiras, o correto, o honesto, o bom, sai como o vilão da história.
Eu ouvi essa frase do meu terapeuta, dizendo que mato a gente encontra em qualquer lugar, e é verdade. Todos os dias surgem mais e mais especialistas, sonhadores, que enxergaram a oportunidade de ganhar dinheiro sem ao menos saber o que estão fazendo. O motivo? Uma chuva de informações na internet.
Existem profissionais muito sérios, dedicados, que estudaram e ainda continuam estudando para entregar de forma assertiva o que prometem, e não milagres!
Quando eu falo em ter um diferencial, é você pensar fora da caixinha, é se comprometer em falar a verdade, em mostrar que o resultado vem através de muita dedicação. Pensar de forma diferenciada, é entregar o que ninguém entrega, algo tem que ser diferente.
E a pergunta é, você tem diferencial? O que você tem feito para se destacar dos demais profissionais?
Conte-nos que vamos trocar experiências na próxima coluna, até já!


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document