sábado, 25 de janeiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Mês da fé

Mês da fé

Matéria publicada em 7 de dezembro de 2019, 06:30 horas

 


É importante destacar que, para que os progressos se realizem, é necessário que a população acredite neles

Martin Luther king acreditou na igualdade entre os homens, ou seja, teve fé. Nelson Mandela acreditou que poderia libertar a África do Apartheid, ou seja, teve fé. Santos Dumont acreditou que poderia voar, ou seja, teve fé. Steve Jobs acreditou em um computador de bolso, ou seja, teve fé. Acreditar, então, foi o verbo sempre conjugado por ícones que transformaram o mundo. Nesse sentido, podemos afirmar que a fé, embora eu acredite que possa mover montanhas, ou seja, é fundamental para nossa vida, apresenta-se como ferramenta positiva para a construção da felicidade.
O desenvolvimento de uma sociedade, em geral, está atrelado a diversos fatores. Um desses fatores é a crença, que permite o ser humano confiar e acreditar em si mesmo. Podemos tratar de fé humana, a qual se dá na crença em nós mesmos e na fé Divina, a qual se relaciona a algo superior, transcendente. Muitas vezes é essa fé superior que motiva o indivíduo a agir de forma altruísta e a pensar no coletivo. Para Maslow, psicólogo humanista, as necessidades humanas se dão em uma pirâmide hierarquizada, sendo o topo ocupado pela transcendência e pela autorrealização, o que confirma o credo como caminho para que o crescimento, tanto pessoal, como social, seja alcançado.
É importante destacar ainda que, para que os progressos se realizem, é necessário que a população acredite neles e, mesmo sendo difícil, que não desistamos de atuar para a efetivação dos nossos progressos. Segundo pesquisas amplamente difundidas pela mídia, a fé permite maior resiliência do indivíduo diante das dificuldades da vida, assim, pode-se levar em conta que pessoas com fé serão mais capazes de se desenvolver perante a sociedade e, dessa forma, cria-se um círculo virtuoso.
Portanto, neste mês de dezembro, é importante olharmos para o alto para tentarmos reascender a chama da fé em nossos corações, pois sabemos que com a fé nós somos mais fortes. Com a fé temos a sensação de nunca estarmos sozinhos. É com a fé que acreditamos no impossível. Chaplin criou um aforismo que diz muito sobre nossas conquistas: “ Penso que a fé é uma extensão do espírito, é a chave que abre a porta do impossível”.
E não é que ele tinha razão… Ou você, leitor amigo, não acredita?

Boa Leitura,
TMJ!

Raphael Haussman. É professor, Coach, consultor e apaixonado por educação e desenvolvimento humano e, ainda, pai da Raphaela e do Theo.

Nosso dicionário:

Fé – A fé é um sentimento de total crença em algo ou alguém, ainda que não haja nenhum tipo de evidência que comprove a veracidade da proposição em causa.

Martin Luther King – Martin Luther King Jr. (Atlanta, 15 de janeiro de 1929 — Memphis, 4 de abril de 1968) foi um pastor batista e um dos principais líderes negros na luta contra a discriminação racial nos Estados Unidos.

Nelson Mandela – Nelson Rolihlahla Mandela (Mvezo, 18 de julho de 1918 — Joanesburgo, 5 de dezembro de 2013) foi um advogado, ativista político e presidente da África do Sul de 1994 a 1999. Mandela foi um dos líderes do movimento contra o regime do apartheid no país.

Apartheid – O Apartheid foi um regime de segregação racial que ocorreu na África do Sul a partir de 1948, o qual privilegiava a elite branca do país, que perdurou até as eleições presidenciais de 1994, ano em que ascendeu ao poder Nelson Mandela.

Santos Dumont – Alberto Santos Dumont (Palmira, 20 de julho de 1873 — Guarujá, 23 de julho de 1932), considerado o “Pai da Aviação”, foi um grande inventor e idealizador brasileiro, um dos precursores do avião.

Steve Jobs – Steven Paul Jobs (São Francisco, Califórnia, 24 de fevereiro de 1955 — Palo Alto, Califórnia, 5 de outubro de 2011) foi um empreendedor que ao longo de sua vida criou empresas como a Apple, Next e Pixar. Jobs ganhou notoriedade por implementar uma política industrial que valoriza a inovação e o design de seus produtos.

Altruísta – Altruísta é um adjetivo que define um indivíduo que pratica o altruísmo, ou seja, que se dedica aos outros. O altruísmo também é visto como sinônimo de filantropia e solidariedade.

Maslow – Abraham Harold Maslow (1 de abril de 1908, Nova Iorque — 8 de Junho de 1970, Califórnia) foi um psicólogo de grande destaque por causa de seu estudo relacionado às necessidades humanas.

Resiliência – A resiliência é a capacidade do indivíduo lidar com problemas, adaptar-se a mudanças, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas – choque, estresse, algum tipo de evento traumático, entre outros.

Chaplin – Sir Charles Spencer Chaplin (Inglaterra, 16 de abril de 1889 — Corsier-sur-Vevey, 25 de dezembro de 1977) foi um ator, dançarino, diretor e produtor inglês. Chaplin tornou-se o mais famoso artista cinematográfico da era do cinema mudo.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document