terça-feira, 19 de novembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Ninguém faz o Enem sozinho

Ninguém faz o Enem sozinho

Matéria publicada em 2 de novembro de 2019, 06:00 horas

 


É na família que a criança e o jovem vai se sentir encorajado para os desafios da vida

Amanhã é dia de prova do Enem. Boa prova a todos os participantes, a todos os meus alunos! Ops! Eu também farei a prova do Enem. Boa prova a todos nós!
Mas, antes de iniciar a coluna, gostaria de lembrar uma frase de John Donne, “nenhum homem é uma ilha”. A partir dessa assertiva, podemos identificar a necessidade dos vínculos afetivos para a formação de um indivíduo pleno. Portanto, é na família o primeiro meio de desenvolvimento social e afetivo de um ser humano. Nesse viés, inferimos que a família, embora seja um clichê, é a célula mais importante de uma sociedade.
Amanhã é dia de prova! É na família que a criança e o jovem vai se sentir encorajado para os desafios da vida, é na família que o jovem e a criança vão aprender que há limites, regras, direitos e deveres, tão esquecidos nessa contemporaneidade líquida. É na família que aprendemos a ter coragem para enfrentar o Enem. Amanhã tem prova do Enem.
No livro de Jorge Amado, “Capitães da Areia”, Pedro Bala e os seus amigos não prestaram vestibular, não fizeram o Enem. Analogamente a esse recorte literário, quantos outros Pedros e Marias não farão o Enem amanhã? Talvez seja um bom momento para questionarmos nosso sistema e, ao mesmo tempo, para quem tem o privilégio de poder fazer a prova de amanhã, de agradecer a oportunidade que recebemos de nossas famílias.
Amanhã teremos prova! Vale destacar, ainda, que a família aprimora nossas relações interpessoais. Segundo o psicólogo Kohlberg, nossa consciência é forjada no decorrer de nossas vidas, e um dos fatores fundamentais para esse desenvolvimento se encontra no seio familiar. É na família que aprendemos a trabalhar em equipe, a respeitar o próximo, a amar, incentivar, a dialogar, a conviver. É na família que aprendemos e temos o apoio para sermos nós mesmos. É na família que tomamos coragem para seguir uma carreira, por mais difícil que seja.
Amanhã tem prova do Enem. É, hoje, certamente, o exame mais importante do Brasil para quem deseja seguir uma carreira acadêmica. É por isso que volto a desejar uma boa prova a todos os participantes, uma excelente prova a todos os meus alunos. Mas, antes de irmos às provas, que tal agradecermos aos nossos familiares, pois foram eles que permitiram e permitem que tentemos, com coragem força e determinação. Foram nossos familiares que nos encorajaram a ser nós mesmos. Afinal, o que seria de cada um de nós sem as nossas famílias?
Amanhã é dia de prova! E não faremos sozinhos. Pois, estamos, verdadeiramente, juntos, ou melhor, TAMUJUNTO!

Boa Leitura,
BOA PROVA!
TMJ!

Raphael Haussman. É professor, Coach, consultor e apaixonado por educação e desenvolvimento humano e, ainda, pai da Raphaela e do Theo.

Nosso dicionário:

– Enem – O Exame Nacional do Ensino médio é uma prova realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), utilizada para avaliar a qualidade do ensino médio no país. Seu resultado serve para acesso ao ensino superior em universidades públicas brasileiras, através do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), assim como em algumas universidades no exterior.

– John Donne – John Mayra Donne (1572 – 31 de março de 1631) foi um poeta inglês e um pastor anglicano que viveu na pobreza por muitos anos. Suas obras de juventude são principalmente poesias amorosas e sátiras enquanto as da velhice são sermões religiosos.

– Contemporaneidade líquida – O termo faz referência ao conceito de “Modernidade Líquida” de Zygmunt Bauman, sociólogo polonês, utilizado para tratar da fluidez das relações em nosso mundo contemporâneo.

– Capitães da Areia – O romance, escrito por Jorge Amado, retrata o cotidiano de um grupo de meninos de rua, procurando mostrar não apenas os assaltos e as atitudes violentas de sua vida bestializada, mas também as aspirações e os pensamentos ingênuos, comuns a qualquer criança.

– Kohlberg – Lawrence Kohlberg (Nova York, 25 de Outubro de 1927 – Boston, 19 de Janeiro de 1987) foi um psicólogo, professor na Universidade de Chicago, bem como na Universidade Harvard. Especializou-se na investigação sobre educação e argumentação moral, sendo mais conhecido pela sua teoria dos níveis de desenvolvimento moral.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document