sábado, 24 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / O amanhã foi ontem

O amanhã foi ontem

Matéria publicada em 31 de maio de 2019, 10:00 horas

 


Futuro virou presente, no século passado vivemos o pós-futuro

Outro dia eu navegava pelo Youtube quando me deparei com um curta-metragem chamado “Rendezvous in space” (Encontro no espaço). Com dezoito minutos de duração o pequeno filme foi produzido em 1964 pela Martin Corporation, hoje Lockheed Martin, para ser exibido no Hall of Science da Feira Mundial de Nova York. Aquela que é lembrada até hoje em filmes como “Homens de Preto” e “Tomorrowland”. O objetivo do filme é mostrar ao público os benefícios que a exploração espacial traria para a humanidade.
Começa mostrando os satélites meteorológicos, que já em 1964 vigiavam a formação de tempestades e furacões nos oceanos Atlântico e Pacífico. Depois mostra as primeiras sondas enviadas para explorar a Lua e termina com o narrador fazendo uma previsão, que em 1964 parecia fantástica: No futuro será possível ligar para qualquer lugar do mundo usando um telefone portátil que se carrega no bolso. Graças os sinais de telefonia retransmitidos pelos satélites de comunicações que orbitarão nosso planeta.
Mas o auge do documentário é uma visualização, em desenho animado, de como seria a primeira estação espacial tripulada. O filme mostra um módulo em forma de tambor, com uma tripulação de dois homens e uma mulher, orbitando a Terra a uma altura de 500 quilômetros. Eles fazem pesquisas biológicas e astronômicas e recebem visitas periódicas de um pequeno taxi espacial, uma naveta chamada de Yellow Bird (Pássaro amarelo) devido a sua cor. O Yellow Bird traz suprimentos e renova a tripulação da estação orbital.
O filme só erra ao imaginar que esse laboratório orbital seria movido a energia atômica. Nove anos depois, quando a primeira estação espacial americana, o Skylab, foi colocada em órbita, a 400 quilômetros de altura, ela era movida a energia solar. Mas a ideia dos engenheiros da Martin não estava incorreta. Atualmente a agência espacial americana, NASA, voltou a pesquisar os sistemas de propulsão atômica visando uma futura viagem ao planeta Marte.
Tirando os pequenos detalhes, como da tripulação do Skylab ser toda masculina, tudo aquilo que o curta-metragem de 1964 previu já virou realidade. Hoje temos uma estação espacial muito mais sofisticada do que a pequena nave em forma de tambor prevista em 1964. A ISS é formada por doze módulos e tem o tamanho equivalente ao comprimento de um campo de futebol. Mas apesar do tamanho a tripulação da ISS é formada por três pessoas, dois homens e uma mulher atualmente.
Graças aos satélites meteorológicos, como o GOES, milhares de vidas são salvas anualmente com a previsão do avanço das tempestades violentas. Os satélites registram a formação de tufões e furacões e permitem prever seu deslocamento, mostrando quais as regiões costeiras que serão atingidas. A televisão mundial via satélite faz parte do nosso dia a dia. E os telefones celulares permitem o contato entre pessoas do planeta inteiro.
O que era futuro em 1964 hoje é passado e presente, vivemos o pós-futuro. Na semana passada a empresa Space X, do empresário Elon Musk, lançou uma rede de satélites que vai permitir o acesso à internet a pessoas vivendo em regiões pobres do nosso planeta. O Skylab é passado, a próxima estação espacial é a Gateway, que será colocada em orbita da Lua e servirá de ponto de partida para a construção de uma base lunar.
Vivemos cercados de tecnologia sofisticada e nem prestamos muita atenção nela. Tente imaginar um mundo sem internet, sem telefone celular, sem GPS e sem previsão do tempo por satélite. Esse mundo existiu, nossos avós viveram nele aí por volta da década de 1950. O mundo do pós-futuro onde vivemos hoje tem muitos problemas. Aquecimento global, corrida armamentista, terrorismo. Mas felizmente podemos contar com a tecnologia do futuro para enfrentar esses problemas.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

7 comentários

  1. Avatar

    Vejo esse belo texto e alguns comentários de leitores aqui, logo imagino aquele velho ditado: atirar pérolas para os porcos…

    • Avatar

      GUARDA estás pérolas para vocês se vocês acham que isso é riqueza. Tantas coisas ricas para fazer a cabeça desta juventude sábia e vocês vem falar de yellon Bird.

    • Avatar

      Já apareceu um aqui, grunhindo alto…

  2. Avatar

    Se o amanhã for ontem hoje é quarta feira. Amanhã quinta dpois sexta depois sábado o Domingo será dia 4 .caraca moleque

  3. Avatar

    TEMPO bom não VOLTA mais cmo dizia o humorista lilico.O TEMPO Bom não VOLTA mais saudade de outros tempos atrás. Tinha uma Estação SKYLAB em Barra Mansa e se hoje fossem domingo a Rapaziada ia la ver as primas.

  4. Avatar

    Se o amanhã foi ontem o domingo será depois do Amanhã. Que seja um dia feliz para todos.

Untitled Document