segunda-feira, 13 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / O Brasil a preço de liquidação

O Brasil a preço de liquidação

Matéria publicada em 1 de setembro de 2017, 13:25 horas

 


Privatizações vão incluir a Eletrobrás e a Casa da Moeda; país está sendo vendido baratinho para quem interessar

wp-coluna-espaco-aberto-jorge-calife

O presidente Michel Temer embarcou esta semana para a China. Vai apresentar aos chineses o novo programa de privatizações do governo, que inclui a Eletrobrás, vários aeroportos como Congonhas e até a Casa da Moeda. É o Brasil em tempo de liquidação, sendo vendido baratinho para quem interessar. Como sempre acontece nessas ocasiões os “especialistas” aparecem na televisão prometendo que a conta de luz vai ficar mais barata e os aeroportos melhores. Promessas que não enganam mais ninguém.

Ainda tenho em minha casa algumas notas do extinto cruzeiro. A moeda que circulava no Brasil na época do governo Juscelino Kubitschek. O curioso é que não eram impressas no Brasil. Naquele tempo o nosso dinheiro era feito por duas firmas estrangeiras, a americana American Bank Note Company e a inglesa Thomas de la Rue. Depois nosso dinheiro passou a ser feito aqui mesmo, como vocês podem conferir em qualquer cédula do desvalorizado Real. Na nota de 10 reais está escrito Casa da Moeda Brasil ao lado de duas araras voando sobre a Amazônia.

Nem imagino qual firma estrangeira vai comprar a Casa da Moeda e passar a imprimir o nosso dinheiro. Quanto a Eletrobrás, não acreditem na falácia de que a conta de luz vai baixar. Na verdade vai aumentar porque os chineses, ou seja, quem for que passar a controlar nossa energia, vai precisar modernizar o sistema elétrico e recuperar os prejuízos deixados pelo governo Dilma. A luz vai é ficar mais cara com todas as consequências que isso costuma acarretar.

A história das privatizações no Brasil mostra que raramente esse tipo de negócio traz algum benefício para o povo. Veja o que aconteceu com as nossas ferrovias, que foram privatizadas há mais de 20 anos. Nossa malha ferroviária foi sucateada e caiu de 35 mil quilômetros para 12 mil quilômetros. O resultado é um prejuízo de 100 bilhões de reais que o país perde todo o ano transportando matérias primas em carretas pelas nossas estradas esburacadas. Se fosse transportada de trem, a soja e outros produtos de exportação teria um frete 40% mais barato.

Na década de 1980 o trem transportava 100 milhões de pessoas. Hoje o número não passa de um milhão, comprometendo a tão falada mobilidade urbana. Aqui em nossa região o trem elétrico funcionava ligando todas as cidades, de Barra do Piraí até Resende. De Pinheiral a Volta Redonda a viagem levava 15 minutos. Hoje se perde 45 minutos, pulando por cima de 33 quebra-molas, isso se o trânsito estiver bom. Em caso de acidente ou engarrafamento leva mais de uma hora. É o que os nossos políticos chamam de progresso.

O povo não ganhou nada com a privatização das nossas ferrovias. Só perdeu. Quem ganhou foram os donos das empresas de ônibus, como aquela turma que foi presa lá no Rio de Janeiro e acabou solta pelo ministro Gilmar Mendes. Em um episódio que mostrou a veracidade do velho ditado popular que diz: “A polícia prende, a justiça solta”.

Outra privatização que não só piorou a situação foi a da companhia telefônica do estado do Rio de Janeiro. Privatizada, ela mudou de nome, terceirizou todos os serviços e virou campeã de reclamações no Procon. Acabou tendo que mudar de nome outra vez. O que democratizou a telefonia no Brasil foi a tecnologia dos celulares, que surgiu independente das privatizações.

Se o povo não acordar da sua apatia não vai restar muita coisa do Brasil. Como em um sonho que tive outro dia, em que os americanos compravam o Brasil e o transformavam em um parque temático da Disney. Com mulheres vestidas de Carmen Miranda recebendo os turistas no aeroporto. Até pensei em escrever um conto, mas é melhor não mexer com esse tipo de fantasia. Vai que vira realidade!

Cruzeiro: Notas eram impressas por firma americana

Cruzeiro: Notas eram impressas por firma americana

 

 

JORGE LUIZ CALIFE | jorge.calife@diariodovale.com.br


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

31 comentários

  1. Avatar

    Eu duvido alguém dar um exemplo de algo que foi privatizado e ficou pior do que quando era estatal. Privatização não faz milagre, mas melhora muito qualquer serviço. O Estado é tão incompetente na gestão que até mesmo se estas empresas fossem cedidas gratuitamente à iniciativa privada, o país sairia no lucro. Como dizia Milton Friedman, se o Estado assumir o deserto do Saara, muito em breve acabaria a areia.

  2. Avatar

    e melhor devouvermos pros indios o brasil por que isso tanta roubalheira

  3. Avatar

    o problema não é a privatizar o que pertence a todos nós, brasileiros…. o real problema é ter que vender para tirar das mãos desses políticos…. que roubam mesmo, sem vergonha nenhuma…
    o Brasil merece um governo justo e coerente que não seja apenas um meio de enriquecimento de pessoas mas de verdadeira administração do nosso dinheiro, para que seja justo para todos, eficiente nos serviços e igualitário.

    mas………
    OS BR NÃO QUEREM SABER SE TA BOM PRA TODOS, BASTA QUE ESTEJA BOM PRA ELE O RESTO SE VIRE……EXATAMENTE COMO PENSA SEUS GOVERNANTES …..
    assim nada vai mudar.

    Paz e bem

  4. Avatar

    Todas as estatais brasileiras já foram privatizadas há mais de dez anos atrás e quem adquiriu os lotes foi o conglomerado liderado por PT, PMDB e PP. Privatização já! Chega de Petrolão e Eletrolão!

  5. Avatar
    Dona Florinda de Pinheiral

    Em vez de gastar recursos do BNDES com quem vai adquirir as estatais, seria mais prático, em vez de vender, doar logo as estatais.
    E vamos, tesouro. Não se misture com essa gentalha!

  6. Avatar

    O colunista ao se rebaixar atacando as ótimas medidas de privatização para tirar as estatais deficitárias das garras do estado corrupto, é atacado pela extrema-esquerda. pois se rebaixou pouco ainda .

  7. Avatar
    Carlos Magno de Oliveira

    A grande maioria do povo brasileiro foi condicionado a acharem que os americanos são os defensores da justiça mundial, nosso país vem sendo roubado a mais de 50 anos e quem paga a conta é nosso povo que com a ignorância adquirida devido a lavagem cerebral aplicada por uma mídia imposta por organizações criminosa de investidores internacionais aceitam tudo com a maior passividade. Hoje quem domina o ministério da fazenda e banco central, são Henrique Meirelles e Ilan Goldfajn, banqueiros a serviço destes agiotas investidores que estão extorquindo a nação devido o pagamento de altos juros de nossa eterna dívida publica hoje em torno de mais de 3,5 trilhões de reais. Sendo assim o que se arrecada de impostos são para pagar esta dívida e não aplicando em necessidades básicas como saúde, segurança e educação. Para completar a ganância destes investidores temos que fazer as doações de nossas empresas e riquezas de nosso solo.

    • Avatar

      Esse pensamento é o do Lula e de Maduro na Venezuela. Na Venezuela o amigo de Lula desapropriou 1200 empresas, enquanto outras tantas fecharam por não conseguir acompanhar os reajustes do salário mínimo e o controle de preços em plena recessão. A Sidor, siderúrgica expropriada em 2008 (com o apoio de Lula!), produzia então 4 milhões de toneladas de aço. Neste ano, deve produzir 135000. A petroleira estatal PDVSA demitiu 20000 funcionários, muitos deles técnicos perseguido politicamente, substituídos por “companheiros”. A produção caiu 16% desde 2013. O país tem 511 estatais, 70% das quais dão prejuízo. O déficit público é estimado em 20% do PIB. A economia Venezuelana cai desde 2014. A inflação disparou. O desespero por comida é tal que até animais do zoológico têm desaparecido….
      É inacreditável que o PT continue apoiando essa política que está fazendo crianças morrer por subnutrição!!!

    • Avatar

      Não espere pensamento racional de um petista. A esquerda é contra as privatizações por que quando se privatiza uma estatal não dá mais para encher o bolso, como os petistas fizeram com a Petrobrás e a Eletrobrás, só para ficar meses exemplos…

    • Avatar

      guto: Para quem disse q Romero Jeca estava c razão, tendo em vista a denúncia da PGR e, posteriormente, afirmou que Rodrigo Janot estava perdido. Realmente a sua opinião não deve ser levada a sério, sempre com discursinhos razos, repetitivos, simplistas, sem nenhum conteúdo,a propósito de dissertar com tanta propriedade sobre outros países, quando o mesmo mal conhece o seu.

    • Avatar

      Ao anunciar o pacote de privatizações o governo mexe com cadeiras em estatais que tem sido privatizadas por partidos e seus políticos… A gigante Eletrobrás, Furnas, Eletronorte, aeroportos, Casa da Moeda, portos, etc… tem sido prêmios e barganhas para partidos e políticos, e o resultado sempre é ruim se comparado com setores já privatizados como telefonia, siderurgia ou mesmo eletricidade… Isso sem falar nos esquemas de corrupção que a Lava-Jato descobriu nas estatais…
      Políticos estão reagindo para não perder esse poder de usar a coisa pública como meio de enriquecimento pessoal…

  8. Avatar

    E o gigante (cof cof) de Pinheiral acordou? vamos aguardar os próximos textos. : OOOO

  9. Avatar

    Ao longo de sua história a Eletrobrás foi vitima do loteamento de seus cargos e decisões políticas que se sobrepuseram aos argumentos técnicos e ao interesse da população (é só lembrar do aumento de 60% que Dilma promoveu nas contas de energia depois de eleita!!!)…
    Membros do PSDB mineiro, entre eles Aécio Neves, disseram que resistirão à privatização de Furnas, um reduto histórico de cargos para o partido. Sob influência de José Sarney, o PMDB, na região Norte, também é contra a venda da Eletronorte. No Nordeste, o privatista DEM lidera o movimento que pede a exclusão da CHESF do pacote….

    • Avatar

      Esquerdistas sempre resistirão às privatizações, pois as estatais são as galinhas dos ovos de ouro destes corruptos estatistas.O PT então, adora uma estatal, vide o que fizeram na Petrobrás.

  10. Avatar
    Capitalista com celular de cartão

    Oh, o sujeito aplaude o golpe e agora vem espernear por conta dos desdobramentos. Calibre o forévis e aguenta, paneleiro.

  11. Avatar

    Estou com tanta pena do Donald Trump do brejo. Será que ele finalmente entendeu um dos porquês do golpe? Talvez, embora não tenha coragem de admitir, entre um tropeço no idioma e outro. Agora é tarde: não adianta ficar dando ataque de topete feito titia arrependida.

  12. Avatar

    O brasileiro foi e sempre será bobão. Por isso ficamos escravos dos EUA e agora ficaremos tbm dos chineses.

    Enquanto isso tem defensor de que vereador atue nas ruas de VR e despreza a sua função dentro da CMVR, os quais desconhecem até a Lei Orgânica da cidade. Como mudar este país com gente com essa mentalidade??

Untitled Document