segunda-feira, 16 de setembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / O fim dos motoristas bêbados

O fim dos motoristas bêbados

Matéria publicada em 29 de janeiro de 2016, 14:35 horas

 


Carros estão entrando na era do piloto automático e da direção autônoma; outro risco ao volante são os celulares

wp-coluna-espaco-aberto-jorge-calife

Se beber não dirija! É o que diz a lei, mas não adianta. Quase todo dia a televisão mostra acidentes provocados por motoristas bêbados. No final do ano teve o caso de uma jovem que saiu de uma boate vestida só com uma lingerie e pilotando um carro em alta velocidade. Bêbada, atropelou dois empregados da prefeitura que retocavam a sinalização. Outro motorista embriagado foi notícia com uma capotagem espetacular que lançou um passageiro pela janela.

Além da bebida, outro risco ao volante são os telefones celulares. É só parar em um cruzamento e contar o número de motoristas que insistem em dirigir falando ou digitando mensagens em seus telefones portáteis. Para os engenheiros da indústria automobilística a solução para este e outros problemas é tirar as pessoas do volante. Os seres humanos já demonstraram que não têm maturidade nem autocontrole suficientes para pilotar um veículo de várias toneladas através de ruas cheias de gente. A solução é entregar essa responsabilidade aos sistemas robóticos.

O sonho do carro autônomo, ou veículo terrestre com piloto automático, é antigo. Começou no século passado, em 1956, quando a General Motors apresentou seu carro do futuro. O Firebird 2 era equipado com um “cérebro eletrônico” e podia se guiar sozinho por uma estrada equipada com um trilho condutor de metal. De lá para cá a tecnologia avançou muito e várias empresas tem testado com sucesso veículos com controle remoto.

Uma delas é a Tesla Motors, do bilionário Elon Musk, que lançou recentemente seu modelo S. Musk tem investido não só no campo dos carros futuristas como da conquista espacial. Recentemente sua empresa aeroespacial, a Space X, conseguiu trazer de volta a Terra e fazer pousar intacto um foguete espacial. Diante disso, criar um carro capaz de se dirigir sozinho é bem mais simples.

Em uma entrevista coletiva Musk garantiu que o Tesla S tem capacidade de atravessar os Estados Unidos sem precisar de uma pessoa sentada atrás do volante. Ao contrário do velho Firebird da GM, o modelo S é orientado por sinais de GPS e não precisa de estradas especialmente adaptadas. “No momento ele dirige melhor do que uma pessoa”, garantiu Musk. Outra empresa, a Renault Nissan Alliance, prometeu lançar 10 veículos autoguiados nos próximos quatro anos.

Testes

Na Europa vários fabricantes estão investindo nesta área. Em 2013 foi feito um teste com um carro que se dirigiu sozinho em ruas e estradas com trânsito normal. É o chamado veículo de nível 4 onde o dono do carro não precisa fazer nada, o veículo chega ao destino e estaciona sozinho. Com o avanço da tecnologia é possível que a era dos acidentes provocados pela desatenção ao volante e a bebida termine já na próxima década. As pessoas vão poder ler o jornal, conversar pelo telefone ou simplesmente apreciar a paisagem enquanto os carros se dirigem sozinhos.

Todos esses carros são equipados com sensores que percebem qualquer obstáculo que surja a frente e desviam ou acionam os freios. Há quem diga que a natureza humana vai resistir a ideia de viajar em um veículo controlado por um computador. Mas isso já acontece com a aviação. Hoje em dia os pilotos das linhas aéreas se limitam a decolar e pousar com seus aviões. Todo o voo é feito no piloto automático e as tripulações têm dificuldade para controlar os aviões em caso de falha do sistema eletrônico. Como foi demonstrado naquele acidente com o Airbus que caiu no oceano Atlântico.

Nossa realidade está superando a ficção científica. George Jetson tinha um carro voador, mas ainda precisava dirigir.

Realidade: O Tesla modelo S dispensa o motorista

Realidade: O Tesla modelo S dispensa o motorista

 

JORGE LUIZ CALIFE | jorge.calife@diariodovale.com.br


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

4 comentários

  1. Avatar

    A verdade é que tem gente que mesmo sóbrio parece que tá bêbado dirigindo.Quando se dirige por imprudência ou imperícia …Imprudência não é só beber, é usar celular…

  2. Avatar

    A SOCIEDADE É FEITA DE HIPOCRISIA POIS TODOS CRITICAM OS BEBUNS MAS NA TELEVISÃO O QUE MAIS SE VE É PROPAGANDA DE BEBIDA ALCOLICA.QUANDO UMA PESSOA FICA DESEMPREGADA A PRIMEIRA COISA QUE SE FAZ É MONTAR UMA BIROSCA.A INDUSTRIA DE BEBIDA É A QUE MAIS ARRECADA DINHEIRO PAGANDO ALTÍSSIMOS IMPOSTOS AO GOVERNO SEM CONTAR AS MULTAS DE TRANSITO E AS FIANÇAS QUE SÃO PAGAS NAS DELEGACIAS.O QUE MAIS SE VE NO COMERCIO É BOTECO,É UM COLADO NO OUTRO,INFELIZMENTE O BRASILEIRO É BIRITEIRO POR NATUREZA É RARO ALGUÉM QUE NÃO BEBE E COMO HOJE EM DIA CARRO É IGUAL A CELULAR TODO MUNDO TEM SE QUISER O RESULTADO É CATASTRÓFICO.O ÁLCOOL É UMA DROGA MUITO PIOR QUE AS OUTRAS POIS É BARATA E ESTÁ EM TODOS OS LUGARES.DEPOIS DE DIGITAR TANTO ACHO QUE ÁTÉ EU,VOU TOMAR UMA KKKKKKKKK!!!!!!!!!!

  3. Avatar

    Sociedade idílica de Platão ( ficção ) o homem é ser dominante e não dominado pelas maquinas pode ser

  4. Avatar

    DAQUI 50 ANOS

Untitled Document