domingo, 20 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / O que faz um stylist?

O que faz um stylist?

Matéria publicada em 1 de junho de 2017, 07:00 horas

 


Algumas pessoas recorrem a esses profissionais quando precisam criar certa imagem para algum evento ou ocasião

wp-coluna-papo-de-mulher-paula-duarte

Vamos começar pela definição do termo. Stylist é um profissional especializado em tendências. Com o seu trabalho consegue analisar qual o melhor caminho para a imagem final. Neste trabalho o cliente é um personagem e a moda é um produto.

Então, o trabalho de consultor de moda, stylist e consultor de imagem e estilo é o mesmo com nomenclaturas diferentes? Engana-se quem pensa dessa forma. Vamos entender melhor.

“O consultor de imagem se preocupa com o pé. O fashion styling se preocupa com o sapato” (Carol Davidson, AICI, CIP)

Stylist ou consultor de moda – Com análise corporal o profissional vai lhe sugerir o que lhe cai bem dentro daquilo que foi buscado. O seu desenvolvimento profissional exige estudo de arte, história da moda, muita especialização e atenção às tendências. Muitas vezes os profissionais de styling trabalham em revistas, lojas, editorias de moda e fotografia. Algumas pessoas recorrem a esses profissionais quando precisam criar certa imagem para algum evento ou ocasião. Muito comum entre artistas.

Consultor de imagem e estilo – Ele busca entender o cliente não só fisicamente, mas também psicologicamente. Entrando na sua vida, ajuda a transmitir a imagem desejada e adapta o vestuário para isso. Utiliza comunicação verbal e não verbal, aparência e comportamento. Tendo como principal foco o guarda-roupa do cliente.

Falando com quem entende

Agora que já entendemos um pouco sobre cada profissão, que tal trazer para a realidade conversando com uma profissional da área? Para isso, convidei a stylist e consultora de moda Michelle Harue, de Barra Mansa, para um bate papo.

Michelle Harue já fez parte do corpo docente do Senac-SP e se aventurou como designer de moda e vitrinista. Assina a produção de inúmeros editoriais de moda, capas das principais revistas do país e campanhas de várias marcas nacionais e internacionais. Atualmente trabalha entre Rio e São Paulo assinando o styling de vários famosos e editoriais de moda. Tem uma coluna mensal na SBT em Revista e ministra palestras corporativas.

Papo de Mulher – Como é o trabalho na região?

Michelle Harue – Nos últimos anos a região vem ganhando força no mercado de moda. Anteriormente, os interessados em trabalhar nessa área iam para as capitais, principalmente São Paulo. Foi o que aconteceu comigo. Mas nos últimos anos, o mercado no interior vem ganhando força juntamente com o crescimento na capital do Rio de Janeiro e outras capitais como Belo Horizonte também.

Papo de Mulher – Tem alguma dica para quem queira iniciar no trabalho?

Michelle Harue – Não basta saber combinar uma camiseta com uma calça para ser stylist e produtor de moda, como a maioria imagina. A profissão exige especialização, pesquisa contínua e olhos clínicos. Assim como qualquer outra profissão, estudar e se especializar é o melhor caminho para iniciar. Pois dessa forma, além de conhecimento técnico, fará novos contatos na área.

 

Ficou interessado? Então anota aí que a dica é boa!

O Senac de Resende está abrindo turma para o curso de Produção de Moda, o qual a stylist Michelle Harue é docente. Imperdível né? Minha inscrição já está feita!

Mais informações no site (http://www.rj.senac.br/cursos/moda/producao-de-moda).

 

 

PAULA DUARTE | pauladuarte@diariodovale.com.br


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document