segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / O que vou comprar nas férias?

O que vou comprar nas férias?

Matéria publicada em 13 de julho de 2019, 10:00 horas

 


A música ‘Bolsa de Grife’, da maravilhosa Vanessa da Mata, nos convida a refletir acerca de buscar fora o que podemos e deveríamos encontrar dentro. Segue um trechinho da música – “Comprei uma bolsa de grife / Ouçam que cara de pau / Ela disse que ia me dar amor / Acreditei, que horror / Ela disse que ia me curar a gripe / Desconfiei, mas comprei / Comprei a bolsa cara pra me curar do mal / Ela disse que me curava o fogo / Achei que era normal / Ela disse que gritava e pedia socorro / Achei natural”. A letra da música em questão apresenta uma reflexão bastante interessante em tempos líquidos de obsolescência programada, principalmente com as férias de meio do ano chegando. Muitas vezes o shopping vai funcionar como parque, divã, babá, médico, amigo, igreja. Será?
Vale a reflexão sobre as férias. Como aproveitar o tempo disponível? Com o verdadeiro estar presente, de maneira focada e verdadeiramente intensa ou dividindo-nos entre os momentos presentes, as redes sociais e as ansiedades sobre o futuro? Vale a dica do escravo Epíteto, “preocupe-se com aquilo que está ao alcance de suas mãos”. O foco no presente é capaz de fazermos, verdadeira, efetiva e simplesmente viver.
Sobre o agora, quem nunca ouviu que os cães vivem o presente, apenas o presente? O encantador de cães, Cesar Milan, sempre afirma que para cães não há traumas e nem ansiedade. Podemos aprender com os animais e focar, cada vez mais, em nosso presente e ensinar aos nossos filhos a fazerem o mesmo. Se temos o tempo de férias, é para brincar, correr, socializar, ou mesmo não fazer nada. Pois aprender com o ócio também faz parte da construção de nossa identidade, de nossa personalidade, não é mesmo?
Posso voltar à pergunta, o que vamos fazer nessas férias? Viver cada momento ou vamos focar nas postagens que podemos fazer? Vamos viver cada momento ou vamos aproveitar para tentar antecipar o futuro? Por tudo isso a ideia do shopping no início deste texto. Nada contra aos shoppings, muito pelo contrário, adoro um bom café com um pão de queijo na companhia de um amigo ou amiga, mas daí fazer do consumo elemento capaz de me auxiliar a viver há uma grande, imensa diferença.
Entender a construção dos relacionamentos e dos momentos que realmente são significativos para nosso aprendizado e fortalecimento das relações interpessoais é nosso grande desafio para este momento de relações tão frágeis, em todos os sentidos. Sempre gosto de me lembrar de que não controlo o mundo e nem o que os outros pensam ou dizem. Mas, quem realmente importa saber quem eu sou sabe? Quem realmente importa ter alguns momentos de vida compartilhados recebe os compartilhamentos, preferencialmente no off line? Será que vou conseguir nessas férias ter mais tempo presente com meus filhos, amigos? Será que terei um tempo de plenitude comigo mesmo? E o mais importante, não custa nada.
Talvez, mudar a pergunta, em vez de ser o que vou comprar para o que vou viver, presentemente nessas férias? O coração e todo mundo que realmente importa agradecem.
Boa Leitura,
TMJ!
Raphael Haussman. É professor, Coach, consultor e apaixonado por educação e desenvolvimento humano e, ainda, pai da Raphaela e do Theo.
Nosso dicionário:
Vanessa da Mata – Vanessa Sigiane da Mata Ferreira (Alto Garças, Mato Grosso, 10 de fevereiro de 1976) é uma cantora, escritora e compositora brasileira. Lançou sete álbuns e dois CDs ao vivo, além de ter seu primeiro romance relançado em três outros países.
Tempos líquidos – É a expressão utilizada pelo filósofo e sociólogo polonês Zygmunt Bauman para se referir ao atual momento histórico. Os tempos são “líquidos” porque tudo muda tão rapidamente. Nada é feito para durar, para ser “sólido”. Disso resultariam, entre outras questões, a obsessão pelo corpo ideal, o culto às celebridades, o endividamento geral, a paranoia com segurança e até a instabilidade dos relacionamentos amorosos. É um mundo de incertezas
Obsolescência programada – É uma estratégia de mercado utilizada pelo produtor para fomentar o consumo e estimular a produção e, consequentemente, o descarte. Esta prática ocorre quando um produto vem de fábrica com a predisposição a se tornar obsoleto ou parar de funcionar após um período específico de uso. Dessa forma, as empresas lançam produtos no mercado para que sejam rapidamente descartados e substituídos por outros.
Epíteto – (Hierápolis, Turquia, 50 d.C. – Nicópolis, Grécia, 135 d.C.) foi um filósofo grego antigo, que pertenceu à escola filosófica estoica, é considerado um dos principais representantes do estoicismo. Epiteto viveu parte de sua vida como escravo em Roma. Suas obras não chegaram até nós, porém seus pensamentos, ideias e ensinamentos estão presentes em duas obras (Manual e Discursos de Epiteto) editadas pelo seu discípulo. Um dos objetivos principais de sua filosofia é a busca da felicidade.
Cesar Milan – Cesar Millan (Culiacán, México, 27 de agosto de 1969) é um escritor, apresentador de televisão e adestrador canino mexicano, radicado nos Estados Unidos. Tornou-se famoso por apresentar e produzir a série de TV “O Encantador de cães”, que atingiu oitenta países na exibição da sexta temporada.
Offline – Offline é um termo da língua inglesa usado para qualificar alguma coisa que está desligada ou desconectada. É habitualmente usado para designar que um determinado usuário da internet ou de uma outra rede de computadores não está conectado à rede.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Eu quero comprar um Minions para poder tirar férias…

Untitled Document