sexta-feira, 23 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Os perigos no caminho de Pinheiral

Os perigos no caminho de Pinheiral

Matéria publicada em 31 de julho de 2015, 07:00 horas

 


Segurança e conforto no trânsito ainda estão longe da realidade; ninguém pensa na solução mais lógica para o problema do transporte coletivo nas nossas cidades

wp-coluna-espaco-aberto-jorge-calife

Perigo: Os riscos do nosso transporte coletivo   ( Foto: Enviada pelo Whatsapp )

Perigo: Os riscos do nosso transporte coletivo
( Foto: Enviada pelo Whatsapp )

Como já comentei com vocês, moro em Pinheiral e trabalho em Volta Redonda. Todo dia vou e volto nos ônibus lotados da empresa que faz a única ligação entre as duas cidades. Esse trajeto, que leva uns 45 minutos se não houver retenções no trânsito, já serviu de tema para várias crônicas. Sempre acontece alguma coisa curiosa ou preocupante na viagem de quase uma hora de duração. Ainda tenho saudades do tempo em que os trens elétricos faziam o percurso em 15 minutos, mas aí eu não teria tanto material para essas crônicas.
Sexta-feira passada peguei o ônibus ali em frente ao shopping da vila. Estava lotado como de costume e seguimos em meio a um anoitecer gelado, típico do inverno. Chegando a Pinheiral o coletivo esvaziou e seguimos pela Rua Helena Corrêa de Miranda, que agora tem mão única. Eram 19 horas quando fiz sinal para saltar perto da esquina com a José Gomes da Silva Jr. A maioria dos motoristas não gosta de abrir a porta do meio, por isso eu já tinha me posicionado junto da porta traseira. Atrás de mim umas cinco pessoas, incluindo meu irmão e uma mocinha loira de uns 18 anos de idade. O ônibus parou em frente ao sinal, a porta abriu e saltei seguido pelo meu irmão e outras quatro pessoas. Foi quando quase aconteceu uma tragédia. A moça loira era a última da fila. Quando ela foi saltar o motorista arrancou com a porta aberta. A jovem caiu no chão e bateu com a cabeça na calçada. Corremos para ajuda-la a se levantar. Estava tonta e desorientada.
O motorista queria leva-la para o Pronto Socorro. Ela se recusou e preferiu ir para casa. Mora na Rua Tancredo Neves, e com as mudanças recentes no trânsito da cidade, teria que andar uns três quarteirões para chegar a casa. Uma senhora que estava conosco se prontificou a leva-la até lá. Caminhei para casa pensando no acidente. A moça tivera muita sorte. A cabeça dela bateu no chão a um palmo do meio fio. Ela podia ter morrido ali mesmo, naquela tarde de inverno.
Esse tipo de acidente era muito raro no passado. Antigamente as pessoas entravam nos ônibus pela porta traseira, onde ficava a catraca e o cobrador. E saltavam pela porta da frente ao lado do motorista. Que tinha visão ampla de quem estava desembarcando. Aí as empresas mudaram tudo. Colocaram a catraca na frente, para que os motoristas pudessem exercer dupla função. Dirigir e cobrar as passagens. E os passageiros passaram a desembarcar pela traseira, longe da visão de quem dirige.
Não é o único risco de quem anda nos ônibus superlotados de Pinheiral. Outro dia um deles pegou fogo em Volta Redonda, ali na Avenida Amaral Peixoto. Estava cheio de gente e só não aconteceu uma tragédia porque o motorista conseguiu tirar todo mundo de dentro da arapuca em chamas. E já é o segundo acidente desse tipo. Teve outro que pegou fogo ali na Ponte Alta. O governo, como de costume, não está nem aí. Só vão fazer alguma coisa quando acontecer uma tragédia.
Esta semana o Detro, o Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro, publicou uma nova portaria aumentando o tempo de vida útil dos ônibus intermunicipais. A partir de agora eles vão poder ficar 15 anos circulando antes de serem trocados. Fico imaginando o que vai acontecer quando esta portaria entrar em vigor aqui na região. Se os ônibus já estão pegando fogo agora o que vai acontecer quando tiverem dez anos de uso.
Ninguém pensa na solução mais lógica para o problema do transporte coletivo nas nossas cidades. O retorno dos trens elétricos. Afinal as linhas estão aí e tudo o que falta é a vontade dos nossos políticos. De trem íamos de Pinheiral a Volta Redonda em 15 minutos, a passagem era muito mais barata e em quinze anos de funcionamento nunca houve um acidente.
Infelizmente nossos prefeitos e vereadores não enxergam o óbvio.

Jorge Luiz Calife | jorge.calife@diariodovale.com.br

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

13 comentários

  1. Avatar
    Marcelo Soares Barbosa

    Só esclareço uma coisa: os vereadores não têm poder pra criarem linhas de transporte via trem e não têm nada com o transporte intermunicipal. Claro, poderiam “fazer força” via suas ligações políticas no Estado e no governo federal. Inclusive dizem que a concessão do MRS prevê o transporte de passageiros e esta não cumpre.

  2. Avatar
    Incompetencia Ministerial

    O Ministerio Publico é conivente com esse e outras trajedias anunciadas. A preocupação da instituições e de seus promotores-astros são de para holofotes se interessando apenas por materias de grandes reprecussões.
    Infelizmente a instituição do ministerio publico caiu no descredito da população esclarecidas e informada.

  3. Avatar

    A e tem mais estive a feliz Oportunidade de conhecer uma cidade no interior de São Paulo chamada agudos e acreditem o deslocamento dentro da cidade é gratuito vc vai para qualquer ponto da cidade e sem pagar nada e detalhe todos os ônibus com ar condicionado …….vai vendo gente ainda existem prefeitos mas humanos e menos político.

  4. Avatar

    Meus pais moram em pinheiral e é complicado visitá-los de ônibus ainda mais finais de semana ,essa situação de pinheiral deveria ser investigada pelo ministério público ,não credito que não tenho mais nenhuma empresa de ônibus interessada na concessão da linha,me lembro quando estudava e a prefeitura disponibilizada um ônibus para nos levar ,e na boa era horrível ,mas as coisas estão melhorando ,colocaram uma placa desejando boas vindas !!!!!!

  5. Avatar
    moradora de Pinheiral

    Realmente é um absurdo o que aconteceu a passageira. A pressa, a falta de capacitação, a falta de atenção com certeza contribuem muito para isso, não somente em Pinheiral mas em todo o País. Quanto a implantação de outros transportes, ou alternativas de transportes urbanos que viabilize a condução dos moradores de Pinheiral a outro município, não cabe ao Prefeito e nem tão pouco vereadores batalharem por isso. Ainda é obrigação do Governo do Estado e dos Deputados Estaduais proporem e se preocuparem com essa situação. Aliás sempre digo que a concorrência é o melhor remédio para qualquer serviço, pois havendo mais opções podemos escolher o que melhor atenderia as nossas necessidades, assim como os que produzem, como os que vendem produtos e serviços, teriam como meta melhorar o produto /serviço a ponto de ser mais atrativo ao cliente optar pelo o que ele está oferecendo. Infelizmente não temos concorrência no quesito transporte publico, e ficamos a merce dos desmandos de uma empresa, sob o aval do Estado.

  6. Avatar

    Na verdade todos sabemos o motivo pelo qual o transporte continua uma merda, todo mundo ganha, menos os usuários do transporte público e apesar de uma curta distância até Volta Redonda o valor da passagem é um dos mais caros.
    Em Barra Mansa por exemplo foi preciso uma empresa de ônibus matar várias pessoas até ser substituída por outra, será que aqui também vai ser assim? só nos resta esperar e pedir a Deus que proteja todos os dias quando nós ou nossos parentes e amigos embarcam no ônibus para que nada de ruim aconteça, em fim, só Deus mesmo.

  7. Avatar

    Na verdade, nossos políticos enxergam o óbvio. Por isso não incentivam os trens e ferrovias, pois isto retira os lucros deles, direta ou indiretamente. Por isto também não incentivam o transporte público, pois é muito mais econômico. Por isto também a Petrobrás é do tamanho que é. Eles querem é mais trânsito congestionado, que vende mais combustível. Consequentemente fazem obras de infraestrutura e desviam mais e mais dinheiro. Este é o Brasil. Por isto não voto em ninguem. Realmente somos loucos, pois enxergamos a realidade. A grande maioria só quer churrasco e cerveja. Nada contra! rs.

    • Avatar

      Jogar a culpa no MEU BRasil, no POVO e nos POLÍTICOS é fácil; difícil é trocar de voto.

      Mais um que reelege sempre aquele que está no governo, reelege sempre os mesmos quando “não vota em ninguém”.

      Se acha que não votando é a solução, então o dia que estiver em 1 contra X 2 a favor para te mandar para o hospício e depender do meu voto, EU TBM VOU DEIXAR DE VOTAR.

  8. Avatar

    caro calife, felismente revogaram a tal portaria do aumento da idade da frota ,graças a pressão da midia escrita e televisiva , a viação pinheiral precisa com urgencia reciclar seus funcionarios,motoristas, cobradores e despachantes, não sei se é o seu caso ,mas se um idoso que tem direito a gratuidade estiver sozinho no ponto eles não param ,presenciei isso domingo no ponto em frente aos correios na vila é revoltante .

  9. Avatar

    Não será porque as linhas foram privatizadas e hoje funcionam para indústria?

  10. Avatar

    Para se tomar uma atitude deste quilate, é-se preciso que se atropelem interesses escusos dos políticos envolvidos no assunto. O Brasil é grande; o povo, porém, é pequeno, infelizmente!

  11. Avatar

    Ainda vai demorar algum tempo para “sobrar” dinheiro e vontade política para melhorar a vida da população. Mais uma ou duas gerações. Afinal, os políticos não andam de ônibus e nem tem horários a cumprir, seja no trabalho ou na escola. Mas, nos custam muito e muito mesmo.

  12. Avatar
    Emmanuel Alves Md.

    São chamamos de loucos os que na verdade enxergam a realidade limpa e transparente , transporte de ma qualidade , empresários gananciosos e povo reprimido ( olhem não sou politico) enquanto os “anormais” são aqueles que vivem trazendo a ilusão ao povo que acredita pode? . Como escrevia Cicero” populus a nuntio”

Untitled Document