quarta-feira, 22 de maio de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Pagando a conta do churrasco

Pagando a conta do churrasco

Matéria publicada em 16 de abril de 2019, 09:19 horas

 


Chuvas torrenciais estão virando rotina no Brasil

Aguaceiro: As consequências de um mar aquecido – Foto: PMBM

Lembra daquelas chuvas da semana passada, que provocaram o caos no Rio de Janeiro e na nossa região? Segundo os meteorologistas do ‘Climatempo’ elas foram provocadas pelo aquecimento anormal das águas do Atlântico Sul. Em alguns bairros do Rio de Janeiro, como o Jardim Botânico, choveu 300 mm só na noite de domingo. É mais do que se esperava para o mês inteiro. Chuvas com esse volume eram raríssimas e costumavam acontecer uma vez a cada cem anos. Agora se repetem todo ano. Só este ano tivemos temporais destruidores em janeiro e agora em pleno outono. Mas o que é que esta esquentando o oceano Atlântico? Um dos motivos é aquele churrasquinho do fim de semana que brasileiro adora. O leitor não dispensa um churrasco? Então compre um bote de borracha porque as águas vão continuar rolando.
Essa mania de comer carne de boi tostada é uma coisa que copiamos dos argentinos. Nossos Hermanos do sul tem um país perfeito para criação de gado. Os famosos pampas argentinos são regiões de planície, onde só cresce uma vegetação rasteira. Foi obra da natureza, eles já encontraram assim. E enchendo os pampas de gado criaram toda a cultura do churrasco e da carne assada no espeto, que entrou no nosso país através da convivência dos gaúchos com os povos lá do sul.
O churrasco virou mania nacional e os brasileiros resolveram imitar os argentinos, investindo pesado na criação de gado de corte. Só que o Brasil não é a Argentina. Aqui tínhamos florestas tropicais exuberantes, como a Mata Atlântica, que foram sendo derrubadas para abrir espaço para os rebanhos. Destruída a Mata Atlântica nossos pecuaristas se voltaram para a Amazônia e as florestas do interior.
Segundo dados do Imazon, o Brasil perdeu 309 mil quilômetros quadrados de florestas só nos últimos 34 anos. Em doze meses foi desmatada uma região igual a 13 vezes a cidade de Belo Horizonte e 83% dos desmatamentos no Brasil são feitos para criar pasto para gado. Mas há um preço a pagar por isso, em primeiro lugar o desaparecimento das florestas altera o clima. Pegue um mapa-mundi ou um globo terrestre e dê uma olhada na latitude onde fica a nossa região sudeste. É uma região onde predominam os desertos.
Na mesma latitude do Rio de Janeiro temos o grande deserto australiano e o Kalahari, na África, mas aqui na América do Sul é diferente. Aqui tínhamos florestas luxuriantes e rios com água farta, o que causa a diferença é a nossa floresta amazônica. Ela gera ventos úmidos que colidem com a cordilheira dos Andes e vem parar aqui no sudeste. Provocando um regime de chuvas regulares, que não passam do normal desde que as águas do Atlântico Sul permaneçam frias.
O problema é que o oceano está mais quente do que o normal. A causa é o chamado aquecimento global, um fenômeno provocado pelo lançamento na atmosfera de dois gases do efeito estufa: O dióxido de carbono e o metano. O dióxido de carbono, como todo mundo tá cansado de saber, é produzido pelo escapamento dos automóveis, pelas usinas térmicas e pelas fábricas. Mas o dióxido de carbono é só o violãozinho dessa história. O super vilão é o metano, um gás de efeito estufa dez vezes mais poderoso do que o dióxido de carbono. E quem é que produz metano? Bois e vacas.
Uma vaca flatulenta esquenta mais a atmosfera do que todos os carros do leitor e dos seus vizinhos. E nós estamos cobrindo o Brasil de bois e vacas para garantir aquele churrascão com os amigos. E o que é que vai acontecer se o Atlântico Sul continuar esquentando, com mais metano e dióxido de carbono na atmosfera? Passado um determinando patamar não vamos mais ter chuvas torrenciais, vamos ter furacões. Como aquele que atingiu Santa Catarina na década passada. Dá pra imaginar o que um furacão não faria aqui na nossa costa? Um estrago igual aquele do tufão Idai, em Moçambique. Lá não morreram dez pessoas, morreram mil.
O que é um bom motivo para virar vegano.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

19 comentários

  1. Avatar

    então a gente tem q parar de comer carne de boi pq as vacas peidam

  2. Avatar

    As soluções da vivandeira angustiada são de uma total mediocridade ,os seus comentários são desmentidos por ele mesmo ,que mané !!!!!!

  3. Avatar

    Guto seu . medíocre,todo comentário que não pertença ao seu rol de imbecilidades seria de petista,para de ser retardado seu doente!!!!!

  4. Avatar

    Parando de regorgitar fezes,quem sabe melhora o ar.

  5. Avatar
    Tiro,porrada e bomba

    Esse Guto vive em outro mundo,com a crise instalada no país ,o bufão tem como solução as pessoas não conerem carne bovina todos os dias,meu filho , os brasileiros estão é passando fome ,seu débil mental!!!!!!!!!!!!!

    • Avatar

      Débil mental é você que defende o PT que levou milhões de pessoas para a rua amarga do desemprego e da falta de dinheiro para comprar carne!
      O que dizer desse estúpido que se diz preocupado com os brasileiros que estão passando fome e, ao mesmo tempo, defende o PT que foi o responsável pelo desemprego do brasileiro e pelo aumento da fome no Brasil!
      Como diria Albert Einstein: “Há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana…”

  6. Avatar

    Tem que parar de nascer tanta gente! Simples assim… não cabe mais ninguém aqui!

  7. Avatar

    Se o homem parar de comer carne todos os dias e variar sua comida com o peixe e a galinha poderemos reverter essa situação em uma ou duas décadas e voltar a ter chuvas normais!
    Podemos reverter essa situação, basta lembrar que quando as baleias estavam quase extintas nos mares do planeta terra, os países se reuniram e proibiram a matança das baleias! Foi uma ótima decisão, pois há dez anos que a população das baleias está aumentando e elas não vão mais ser extintas!
    Basta as pessoas comer menos carne de boi e as empresas começarem a lançar mais carros, ônibus e caminhões elétricos!
    O que dizer do governo Dilma que colocou no Ministério da Pesca o Marcelo Crivella, que não entendia nada de pesca e não incentivou o consumo de peixe pela população brasileira?!
    Como diria o jornalista Boris Casoy: “Isso é uma vergonha!”…

  8. Avatar

    Primeiro a culpa da degradação ambiental era das hidrelétricas.
    Depois foi culpa dos carros, depois foi dos aerosóis com CFC.
    Claro que agora é culpa das pessoas que comem carne.

    Em 2000, a Der Spiegel publicou uma matéria de que a neve na Europa ia acabar. Estamos esperando.
    Em 2006, Al Gore previu que o nível dos mares iriam subir 6 metros. Estamos esperando.
    Em 2018, o Washington Post publicou uma matéria de que nível dos mares iriam subir não 6, mas 9 metros. Estamos esperando os 6 metros ainda.

    Enquanto você fica se alimentando de alface, achando que está salvando o planeta, os pseudo-ambientalistas veganos ficam passeando de jatinho particular que gastam quase mil litros de combustível por hora, para falar mal do seu bife e do seu Palio 1.0, ganhando fama com a conversa mole de jornalistas neo-malthusianos, que como você, ficam repetindo o mantra do momento.

    Quando irão mandar você escrever o artigo defendendo o Green New Deal? Estamos esperando.

    • Avatar

      Exatamente.

    • Avatar
      Neemias Costa Isaias

      O mais fantástico é que o repórter falou que a cada 100 anos isto acontece. Mas há cem anos atrás não havia atividade humana suficiente para aquecimento global….tudo conversa para boi dormir…..a propósito: chove, por isto tem floresta amazônica e não ao contrário.

  9. Avatar

    Existem pessoas que peidam mais que as vacas.

  10. Avatar

    Parei de comer carne bovina depois que descobri que estava ajudando a corrupção em favor do Temer através da FRIBOI. Meu prato leva muitos legumes no lugar da carne de antes. Mas ainda sinto vontade de comer carne, então pego uma rebarba, e me dou por satisfeito.

    O que mudou no meu ritmo? Me sinto bem melhor e mais disposto do que antes quando ingeria carnes.

  11. Avatar

    A CULPA É DOS COMUNISTAS, ESSA GENTE QUE SÓ PRODUZ PEIDOS E FEZES, POLUINDO NOSSO LINDO MUNDO.

  12. Avatar

    Excelente colocação! Em nome da ganância desenfreada os seres humanos destroem ecossistemas, poluem a atmosfera, o ar, a água,promovem desmatamentos… Daí, no final como consequência, acontecem essas tragédias climáticas com mortes e destruição! Depois querem culpar São Pedro! Vá entender!

    • Avatar
      José de Arimatéia

      Como diz o bolsolixo e seu ministro anti-meio ambiente, aquecimento global é coisa de comunista, as vacas são comunistas, são pedro é comunista tbm.

    • Avatar

      O pombo discorrer sobre fezes Kkkkkkkkkkkkkkkkk,ele e o seu dono e uma tal de Gabi, lhe chamarão de comunista e mal informado, estes elementos são da trupe bozoloide ,os quais afirmam que aquecimento global não existe!!!!!!!!!!

    • Avatar

      Não com o carne me sinto ótimo 54 anos nunca fui no hospital. Carne demora 15 dias para apodrecer no organismo depois de poder ela se desfaz

Untitled Document