quinta-feira, 6 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Colunas / Pinheiral e o Estado Islâmico do Iraque

Pinheiral e o Estado Islâmico do Iraque

Matéria publicada em 26 de junho de 2015, 07:00 horas

 


Quem destrói o passado acaba ficando sem futuro; antigo prédio da prefeitura de Pinheiral é destruído, construção pitoresca, ficava no centro de uma praça cheia de árvores

wp-coluna-espaco-aberto-jorge-calife

Praça: Reforma acabou com os gramados e só deixou o cimento  Fotos: Paulo Dimas

Praça: Reforma acabou com os gramados e só deixou o cimento
Fotos: Paulo Dimas

espaco aberto 2
Sábado passado eu estava no mercado, em dúvida se comprava uma lata de atum ou de salmão para colocar na minha salada. De repente apareceu ao meu lado um leitor desta coluna. Um senhor de mais de cinquenta anos, com idade para conhecer a Pinheiral de outras épocas como eu. O homem estava chocado e me disse: “Destruíram a prefeitura, o prédio que o prefeito Aurelino construiu, quando Pinheiral se emancipou. Não sobrou nada, meteram a marreta e acabaram com tudo!”.
Tentei consolar o homem e prometi que ia dar uma olhada. Eu conhecia bem o antigo prédio da prefeitura. Era uma construção pitoresca, em estilo mediterrâneo. Parecia uma grande casa espanhola, de um só andar, com portais em arco. Ficava no centro de uma praça cheia de árvores, onde o povo se reúne nas noites de verão para conversar e ouvir musica. Ficava, eu disse bem.
Andei até lá e encontrei a área toda cercada por uns tapumes. Olhei pelas frestas, tentando encontrar algum vestígio da bonita construção e não tinha nada. O pessoal da prefeitura já colocara tudo abaixo. Guardadas as devidas proporções a cena me lembrou a cidade de Ninroud, no norte do Iraque, depois da passagem do Estado Islâmico. A fúria destruidora fora idêntica.
É claro que a prefeitura de Pinheiral não tinha o significado histórico de Ninroud, que foi fundada no século XIII antes de Cristo. Mas era importante. Afinal foi lá que se instalou o governo, há vinte anos, quando o município se separou de Piraí. Todo o ano fazem festa para comemorar a tal da emancipação e ao mesmo tempo destroem, sem cerimônia, o símbolo, o local onde o novo município nasceu. A desculpa é a suposta necessidade de construir um prédio novo, de três andares, para alojar a nova prefeitura inchada e aumentada.
Mas isso não justifica a destruição do antigo prédio. Ele não tinha defeito nenhum. Podia ser aproveitado para alojar um centro cultural. Ou a biblioteca municipal, que sofre com a falta de espaço na antiga estação ferroviária.
Destruir um prédio perfeito em uma época de crise, de falta de dinheiro, é mais que um desperdício é uma falta de bom senso. Mas bom senso é uma coisa rara nos governos de Pinheiral. Como já comentei aqui mesmo, nesta coluna, os prefeitos agem como se fossem donos da cidade e não seus administradores temporários. O importante é construir alguma coisa para colocar uma placa com o nome deles. E dane-se a história da cidade.
Com a Praça Brasil aconteceu coisa semelhante. Era uma praça linda, com jardins e gramados. Tinha até o nome da cidade escrito na grama. Aí, no governo passado, o prefeito resolveu “reformar” a praça. Acabaram com o gramado, arrancaram os jardins e cimentaram tudo. Para transformar a praça em área de lazer para a garotada andar de skate e patim. Como se já não existisse uma área próxima para a prática desse esporte. De quebra fizeram o mesmo com a vizinha Praça Teixeira Campos.
Do verde original sobraram uns pequenos canteiros onde foram plantadas flores na época da reinauguração. Flores que murcharam e secaram devido a falta de irrigação. Domingo passado eu passei por lá e a praça estava suja, enlameada com o barro que escorreu dos canteiros sem plantas ou flores. Um contraste com a Praça Brasil da minha juventude, onde havia até um lago com peixes ornamentais.
E com cada uma dessas reformas Pinheiral vai perdendo sua identidade, vai ficando cada dia mais parecida com um bairro da periferia de Volta Redonda. Já destruíram o casarão, acabaram com a praça e agora lá se foi a antiga prefeitura. Como no caso do Iraque o passado é destruído em nome de um presente, que não vai durar para sempre. E no final só vai ficar o vazio.
Qual será o próximo passo? Demolir a estação?
Jorge Luiz Calife | jorge.calife@diariodovale.com.br


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

24 comentários

  1. Avatar
    ?????????????????????

    onde e o terreno?

  2. Avatar

    Parabéns, Jorge Calife, por ousar ser uma voz dissonante no presépio. Vivemos em uma democracia e você tem todo o direito de discordar das obras e reformas realizadas na cidade. Certamente grande parte da população deve concordar com o que você escreveu. A imprensa existe para -entre outras coisas- denunciar o que há de ruim ou discutível em uma comunidade. Também sinto muita falta da antiga praça da cidade: local tradicional onde muitos amores e amizades foram formados e dissolvidos; agradabilíssimo ponto de encontro para a juventude, com seus inúmeros bancos e mesas onde se podia ler, conversar, jogar e brincar sem a obrigatoriedade de beber; entrar em contato com a natureza sem ir para o meio do mato ou simplesmente descansar sem estar cercado de cimento. Quanto à sede da prefeitura, entendo que algumas vezes faz-se necessário derrubar uma obra relativamente recente para a construção de algo melhor e mais condizente com a nossa condição de cidade, embora tenha dúvidas se não seria melhor erguer o novo prédio em outro local e manter o antigo para o funcionamento de algum órgão público ( a câmara de vereadores, por exemplo), afinal de contas, não estamos em condições financeiras favoráveis para derrubar construções que possam ser reaproveitadas com outras finalidades. Mas, agora “Inês é morta”. Dizem que o atual prefeito é extremamente teimoso e só faz o que lhe dá na “cachola”- e, para a sua felicidade e capricho, está cercado por um Legislativo que só faz o que é conveniente a si próprio ou ao “sinhô”. Esse é o Pinheiral que eu conheço…

  3. Avatar

    LEANDRO AQUELE TERRENO(PANTANO) É SÓ PARA FATURAR PROPINA, IDIOTA.

  4. Avatar
    Leandro Pinheiral

    Poderia construir a nova cede da prefeitura no terreno de R$700 mil comprado pelo prefeito no início do mandato! E aíaquele terreno teria alguma utilidade!

  5. Avatar

    O governo atual do PT em Pinheiral não foge a regra, é iconoclasta.

  6. Avatar
    Esclarecendo para Leandro

    Todos tem sua importância no mundo ” até você” .

  7. Avatar

    Moro em Volta Redonda, e nem sei onde fica Pinheiral. Que importância tem esse lugar que merece até capa de jornal?

  8. Avatar
    Esclarecendo para ÊTA POVINHO

    Onde fui agressivo ?
    Apenas expliquei o que é arquitetura do Mediterrâneo , alem de deixar claro que a foto usada (que pode induzir o leitor ao erro ) não e da SEDE e sim da antiga estação de trem (esta sim com historia relevante para ser conservado e onde funciona a biblioteca municipal)

  9. Avatar

    Parabéns, Calife! Vc é melhor falando de Pinheiral do que dos céus. Veja quantos comentários e audiência?

    Não se importe com os críticos. Certamente eles são assessores, cargos comissionados ou RPAs e pela agressividade tbm são petistas – defensores das bandeiras vermelhas.

  10. Avatar

    a foto do predio que aparece não e da sede da prefeitura e sim da antiga estação esta sim preservada por sua historia e hoje funciona uma biblioteca
    Nem tiveram coragem de colocar uma foto da casinha / curral que era a atiga sede da prefeitura

  11. Avatar

    ESTILO Mediterrâneo
    Estilo que marca a arquitetura de países banhados pelo Mar Mediterrâneo, como Marrocos, Itália, Tunísia, Grécia etc… São vilas pintadas de branco, dispostas em ruas estreitas e sinuosas, remontam à ocupação da região pelos mouros no século VIII. As casas, geralmente, têm poucas aberturas para o exterior, voltam-se para o pátio interno e dispensam ornatos. A cor branca das casas reflete os raios solares e amaina o calor.

    NADA HAVER COM antiga sede ,ISSO SIM ERA UM AFRONTE A POPULAÇÃO

  12. Avatar

    Vc com estes comentários ridilos e sem o menor apreço pela cidade.Não sei se compro atum, francamente vc esta totalmenete desorientado e deveria se mudar para o Nepal, onde teria muita coisa para velha par proteger.
    Vc não procura saber as verdades para dar as notícias simplesmente escreve crônicas para desmoralizar a cidade e seus atuais governates, sejam eles quem forem.Vc só quer avacalhar a cidade e seus moradores. CHATO

    • Avatar

      maicon é só não permitir que os eleitores não avacalhe Pinheiral. Enquanto Vc deixar os eleitores em noção escolherem petistas e outros governantes que recebem fortunas de empreiteiras, Pinheiral será sempre avacalhada.

  13. Avatar

    Não sou a favor de reforma radical igual esta acontecendo em Pinheiral , mas temos que fazer uma restauração para não ficar uma cidade museu cheia de predios velhos caindo aos pedaços como vemos muito em cidadezinha mineira ., no meu ponto de vista temos que manter a historia da cidade mas temos que dá um tom de modernidade senão ficaremos parado no tempo .
    Abraços e parabéns pela materia .

  14. Avatar

    Infelizmente o povo não compreende a necessidade de se preservar o patrimônio histórico. O prédio poderia muito bem abrigar um centro cultural, com mini-museu, oficinas de música, dança etc. O antigo e o moderno podem conviver na mesma cidade.

  15. Avatar

    Admiro esta coluna. transmite cultura e instiga questionamentos.

  16. Avatar

    nao sei como vc ainda tem este espaço para escrever besteira moro em um bairro de volta redonda e sou muito feliz aqui ,agua tratada onibus na porta internet de graça e ai tem local que nem onibus passa ,sem noçao vc

    • Avatar

      Vc entendeu errado. Ele fez referência ao fato de Pinheiral realmente funcionar como bairro periférico de VR (periferia = bairro afastado do centro). Como um bairro comum, Pinheiral não possui um centro bem definido, diferente de outras cidades pequenas como Itatiaia, Piraí e Quatis… É um aglomerado de ruas e casas com setor de comércio e servicos incipientes, não muito diferente de bairros como Santa Cruz e Santo Agostinho

  17. Avatar
    Calife pede pra sair

    Calife e seus comentários sem noção.
    Falar sobre os milhares de reais que serão economizados com os aluguéis vc nem lembra né.
    Prédio histórico ????? onde ????
    vc nunca entrou lá pra saber que estava cheio de rachaduras por todos os lados… isso sem contar que era zero de acessibilidade.

    acorda pra vida e chega de viver do velho

    • Avatar

      A tua opinião demonstra a imaturidade e falta de educação de grande parte do povo brasileiro. Não é necessário desmerecer nem ofender o interlocutor quando não se concorda com ele… O Brasil é um país muito bom tendo em vista o povo que temos aqui…

    • Avatar

      Concordo que o Brasil é um pais muito bom tendo em vista o povo que temos aqui. Realmente parte do povo são zumbis, uma parte parte maior são amebas. Outra parte são inteligentes, mas omissos. Esses são os brasileiros vistos pelos povos de países desenvolvidos.

      Dentre os zumbis estão os politiqueiros – aqueles que são marionetes das empreiteiras. Politiqueiros esses eleitos pelo POVINHO.

  18. Avatar
    Sabe de Nada Inocente

    Aquilo era um curral segundo os antigos moradores e foi adaptado para Prefeitura, se liga, deve melhorar e evoluir..
    #voltapracavernacalife

  19. Avatar

    Essas reformas de prédios e logradouros públicos, chamadas de revitalizações pelos “marqueteiros” dos governantes, estão acontecendo em quase todas as cidades. Entre outros detalhes, geralmente aumentam o piso cimentado, como você observou também, e tudo novo porém de pouca duração.

Untitled Document