segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Copa do Mundo 2018 / Willian prega respeito à Bélgica: ‘Muita qualidade’

Willian prega respeito à Bélgica: ‘Muita qualidade’

Matéria publicada em 4 de julho de 2018, 19:02 horas

 


Willian fez boa partida na Copa do Mundo diante dos mexicanos e vira boa arma na hora certa


Sochi, Rússia – 
A quase eliminação da seleção belga nas oitavas de final da Copa do Mundo fez os brasileiros ficarem menos temerosos em relação ao adversário da Seleção na próxima fase do torneio. Após sair perdendo surpreendentemente por 2 a 0 para os japoneses, os Red Devils, como são apelidados os belgas, tiveram de suar a camisa para garantir a virada literalmente no último lance do jogo. Ainda assim, Willian pregou respeito aos rivais da próxima sexta-feira, em Kazan.

– São vários jogadores que jogam na Premier League [Campeonato Inglês], alguns jogam comigo no Chelsea. São grandes jogadores, com muita qualidade. Hazard é o principal jogador deles, Courtois é um baita goleiro. Difícil achar um ponto fraco, porque é um goleiro muito alto, que sai bastante do gol. Mas, com certeza, vamos ver a melhor maneira de atacar e marcar a equipe da Bélgica – afirmou Willian.

Nem mesmo as debilidades dos belgas deixam Willian um pouco mais relaxado. Apesar da grande partida feita pela seleção japonesa e a quase classificação surpreendente do time asiático, que soube explorar os pontos fracos dos rivais, o jogador do Chelsea, por enfrentar grande parte dos jogadores da Bélgica no Campeonato Inglês e ser companheiro de equipe de alguns outros, prefere não subestimá-los.

– Não acho que tem jogo fácil, Copa do Mundo é sempre complicada. Com certeza vai ser mais um adversário difícil, vamos encontrar dificuldades. Da mesma forma que vamos estudar a equipe deles, eles também estão estudando o nosso time. Vai ser mais um jogo difícil para nós – continuou.

O atacante do Chelsea também comentou mais detalhadamente sobre seus dois companheiros de equipe e agora adversários na Copa do Mundo: Courtois e Hazard. Profundo conhecedor das características do goleiro e do atacante, Willian não pensa em outra coisa a não ser levar a melhor no confronto e manter vivo o sonho do hexa.

– Meu relacionamento com o Hazard sempre foi muito bom, em cinco anos de Chelsea será a primeira vez que jogarei contra ele. É uma pessoa muito humilde, gosto muito dele, de poder ter um relacionamento com ele dentro do clube. Mas, cada um vai defender seu lado. Espero que eu possa levar a melhor – disse, antes de citar o goleiro Courtois.

– Acho que é difícil jogar contra ele, porque ele é muito bom, alto. Temos que fazer algo para marcar contra ele. Sabemos da qualidade que ele tem, mas vamos fazer de tudo para marcar contra ele, é o que queremos no momento. Também temos bons goleiros aqui, temos qualidade com Alisson, Ederson e Cássio. Há muitos goleiros com muita qualidade – concluiu.

Sochi fica para trás

Após 24 dias em Sochi, a Seleção Brasileira se despedirá da cidade localizada no Sul da Rússia nesta quinta-feira, dia em que viaja a Kazan, local da partida contra a Bélgica, válida pelas quartas de final da Copa do Mundo. Com um clima ameno e repleto de resorts luxuosos, o balneário agradou os jogadores, que contaram com a presença de seus familiares durante a preparação para as partidas.
– Gostei muito da cidade, me surpreendeu bastante. Até os outros jogadores também foram surpreendidos. A cidade é bem agradável, com um tempo muito bom para nós jogadores e familiares que aqui estão. A infraestrutura que tem aqui surpreendeu bastante a gente. Nós gostamos muito – disse Willian.

Durante a preparação do Brasil, foi possível acompanhar registros de alguns jogadores em suas redes sociais em que apareciam desfrutando da estrutura que o resort escolhido pela CBF oferece. Embora a Seleção tenha contado com uma ala exclusiva para todos os profissionais, os atletas não tinham qualquer restrição para circular no complexo hoteleiro, podendo, inclusive, socializar com outros hóspedes.

As folgas nos dias seguintes às partidas da Seleção Brasileira se tornaram quase que uma regra nesta Copa do Mundo. Após a partida contra o México, porém, os atletas tiveram de seguir concentrados pela proximidade e importância do confronto com os belgas. Por isso, os familiares foram permitidos a jantarem com os convocados no hotel na última terça-feira.

A presença da família dos jogadores, ao contrário dos últimos Mundiais, em que o Brasil adotou um modelo de preparação bem mais recluso, foi um dos diferenciais da Seleção neste ano. Tite decidiu liberar o convívio de seus atletas com as pessoas mais próximas, o que parece estar dando certo. Ao término dos treinamentos, por exemplo, é comum ver as crianças brincando com seus respectivos pais no campo.

– O Tite e sua comissão sempre nos deram essa liberdade de ter a família perto. É uma coisa que ele gosta, que é importante para nós jogadores. Família é o que temos de mais precioso, ter a família por perto é sempre importante. Claro que há momentos certos, como depois do treino estar com as filhas, com a esposa. Na Europa estamos acostumados com isso, de ter a família perto. A gente sabe que no Brasil é um pouco diferente, mas temos que deixar bem claro que não estamos abrindo o treino para vários torcedores, apenas para a família. É claro que os torcedores brasileiros são importantes, mas foi uma coisa bem alinhada, nada bagunçado – completou Willian.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document