domingo, 25 de agosto de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Polícia começa a desarticular quadrilha de roubo de cargas com prisão de irmãos

Polícia começa a desarticular quadrilha de roubo de cargas com prisão de irmãos

Matéria publicada em 20 de julho de 2019, 09:33 horas

 


Vassouras e Campinas– Policiais civis de Vassouras continuam as investigações para desarticular uma quadrilha especializada em roubo de cargas que age ao longo da BR-339 (Rodovia Lúcio Meira), ou seja, num trecho entre Três Rios e Barra Mansa. O bando começou a ser desarticulado na sexta-feira (19), com as prisões dois irmãos que integravam o grupo.

Os suspeitos foram encontrados em Campinas (SP).  A ação contou com o apoio de agentes do Departamento Estadual de Investigações Criminais de Campinas, para onde os irmãos foram levados .

Um dos crimes praticados pelos bandidos foi registrado em abril deste ano, quando os criminosos roubaram uma carga avaliada em R$ 1,3 mil.

Eles renderam o motorista na rodovia, perto do distrito de Massambará, em Vassouras. À época, a vítima registrou o fato na 95ª DP.

Os agentes acreditam que com a prisão dos irmãos possam chegar aos outros integrantes da quadrilha, evitando assim novos assaltos na BR-393.

Os irmãos foram presos na última sexta-feira (19) em Campinas (SP)
(Foto: Polícia Civil)

Dicas para evitar o roubo de carga

  1. Treine os motoristas

Primeiramente, é bom deixar claro que treinar motoristas não significa transformar os condutores em especialistas de combate ao crime. Logicamente, a prioridade sempre será a segurança dos colaboradores.

Treinar os motoristas significa orientá-los quanto às atitudes preventivas que devem ser tomadas para diminuir as chances de roubo da carga.

Algumas dicas importantes que podem ser passadas para os motoristas são:

  • se atentar ao perigo de falsas blitz;
  • não falar com pessoas estranhas sobre a carga que está carregando ou o trajeto de entrega;
  • se manter vigilante caso algum veículo aparente seguir o caminhão;
  • comunicar à polícia rodoviária se perceber atitudes suspeitas;

Além da orientação e dicas de segurança, é importante passar para os motoristas informações sobre as rotas mais críticas, em que o índice de assaltos tende a ser mais elevado.

  1. Trabalhe com rotas variadas

Um alvo que segue sempre o mesmo trajeto é mais vulnerável do que aquele que pratica alternância. Assim também acontece nos assaltos nas estradas.

Depois que as quadrilhas conseguem analisar a frequência de rota de caminhões específicos, fica muito mais fácil à ação de abordagem. Dessa forma, é de suma importância realizar um planejamento detalhado para alternar as rotas e as datas para cargas específicas.

É essencial também que seja praticado o rodízio de locais que são utilizados para abastecimento, descanso, alimentação, entre outros.

Todas essas ações são de caráter preventivo, por isso, devem ser adotadas pelos gestores em parceria com motoristas e com a ajuda de dados fornecidos pelos órgãos competentes.

  1. Diminua o tempo de carga em repouso

Além de alternar os locais de descanso, é preciso trabalhar para que o tempo em repouso da carga seja menor. Nesse contexto, é importante que todos os motoristas tenham em mente que uma carga em repouso é também uma carga em risco.

Isso acontece porque, nas paradas, os caminhões não estão em movimento e, normalmente, não há ninguém vigiando a mercadoria transportada. Furtos de cargas nesse cenário são muito comuns.

Mas é preciso atenção. Toda orientação deve ser baseada nas leis trabalhistas, sempre respeitando o tempo de descanso e alimentação previstos por lei.

  1. Dê preferência ao transporte diurno

Grande parte do roubo de cargas acontece durante a noite, quando a visibilidade é menor, o trânsito nas estradas não é tão intenso e os motoristas já estão mais cansados. Sendo assim, é importante que se dê preferência ao transporte diurno.

Trabalhar com comboios de caminhões também é uma alternativa para a prevenção, ainda que escureça, uma quantidade maior de caminhões dificulta a ação de criminosos.

Além disso, independentemente do horário, a comunicação entre a empresa e os motoristas deve ser constante.

As dias foram fornecidas pelo site Datamex.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document