terça-feira, 26 de outubro de 2021 - 11:22 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Aluna do Pré-vestibular MEP é aprovada em instituição pública

Aluna do Pré-vestibular MEP é aprovada em instituição pública

Matéria publicada em 18 de fevereiro de 2017, 18:25 horas

 


Volta Redonda – Pioneiro em ações do tipo na região, o Pré-Vestibular Cidadão (PVC) do MEP (Movimento Ética na Política) aprovou mais uma de suas alunas em uma instituição pública de ensino. Trata-se da estudante Isabella Ferreira Gonçalves, de 18 anos, que vai fazer o curso de jornalismo na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

Até o primeiro ano do ensino fundamental, Isabella estudou em escola particular, mas depois passou para a rede pública e cursou o ensino médio junto com o técnico na Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica), no bairro Volta Grande II. Até então, segundo ela, não conhecia o MEP Foi através de seu pai, que já tinha ouvido falar do projeto, que a estudante iniciou a preparação para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) no Pré-Vestibular Cidadão, no qual se destacou com a melhor pontuação do curso no geral e na redação.

– Iniciei as aulas em março de 2016, onde me preparei até a data do Enem. Antes não tinha frequentado nenhum pré-vestibular e achei a experiência muito boa. No caso do MEP, o curso não é um pré-vestibular só para matérias tradicionais, é também uma escola para a vida. Além das matérias repassadas pelos professores, nós realizamos atividades diferenciadas como visitas à Câmara dos Vereadores como também participamos de palestras com professores renomados e um Promotor. Essas atividades me ajudaram a aumentar o meu conhecimento de política – ressalta.

Isabella afirmou que o aproveitamento das aulas foi muito bom.

– Durante a preparação tive um enfoque maior em algumas disciplinas, nas quais os professores levavam questões do próprio Enem ou nos encaminhavam por e-mail para estudarmos. O fato de serem professores voluntários faz com que eles tenham uma maior sensibilidade com a gente, tirando nossas dúvidas e nos ajudando nas questões. Por esses e outros motivos é que eu recomendo o MEP para quem está querendo se preparar – afirma.

Um curso diferenciado

De acordo José Maria da Silva, o Zezinho, secretário-geral do MEP, além da Isabella, o pré-vestibular cidadão teve outros alunos aceitos em alguma instituição de ensino.

– No levantamento feito pela secretária até o momento, da turma 2016, 18 alunos conquistaram vagas nas universidades, 50% nas públicas e as demais em setores privados, via programas governamentais ou sistema de bolsas. Outros ainda estão aguardando notas. Chegaremos a 80% de aproveitamento, creio – aposta Zezinho.

O pré-vestibular cidadão é procurado, segundo Zezinho, por pessoas que ficaram 05, 10 ou até mais anos sem estudar. Também por pessoas como Isabella, que são oriundos da rede pública.

– O aluno ali é acolhido fraternalmente em primeiro lugar, depois os professores deixam claro que farão a mediação de saberes, cabendo a eles também a busca. Ali aprenderão que terão que sair da sala para melhor compreenderem o mundo, através de aulas na rua e em outros espaços – explica.

Social: Alunos conquistam bom aproveitamento com aulas especialmente preparadas (Foto: Arquivo pessoal)

Social: Alunos conquistam bom aproveitamento com aulas especialmente preparadas (Foto: Arquivo pessoal)

 

Professores voluntários falam das dificuldades dos alunos

Segundo o professor Luiz Henrique Castro, mestre em história, professor de Cultura e Cidadania e um dos fundadores do Pré-Vestibular Cidadão, o MEP tem alunos bem diferenciados, que em geral trabalham e estudam. Segundo ele, isso dificulta na assimilação das matérias.

Por este motivo, os professores do projeto se esforçam para levantar a autoestima destes alunos.

– O sucesso deste aluno se deve a sua dedicação e ao esforço dos professores. E mesmo vindos de escola pública, eles conseguem superar suas dificuldades. No caso da Isabella, ela era uma ótima aluna, e como os demais, estava procurando uma realização, e isso ajuda a trabalhar melhor com eles – opina Henrique.

A mestra em educação e especialista em língua portuguesa, professora Marcele Lopes, acredita que o sucesso da aluna Isabella se deve a sua dedicação e interesse em aprender. E esclarece que a grande maioria dos alunos sentem dificuldades no início.

– No início é difícil identificar os alunos, e o fato de ser interessado os ajuda no resultado. A principal dificuldade que percebo neles é na hora de utilizar a língua portuguesa nos textos escritos, acho que é em decorrência da tecnologia, onde os jovens se utilizam de textos curtos e simplificados, o que dificulta na hora da redação. E no caso do pré-vestibular, os incentivamos a fazerem bastante texto. O segredo é estar sempre exercitando a produção textual – explica.

O Pré-Vestibular Cidadão

Com o formato de trabalho voluntariado, o Pré-Vestibular Cidadão (PVC) foi criado com o objetivo de provocar tanto uma reflexão sobre a realidade, como também trabalhar a inclusão de pessoas com carência de conhecimentos e dificuldades para entrar nas universidades, em especial as públicas.

De acordo o secretário geral do Movimento Ética na Política (MEP, criado em 1997), na medida da atuação do Movimento foi percebendo a necessidade de criar programas específicos para melhor atuação sócio-política, o curso foi pensado e criado no ano de 2000, como programa de educação popular, intitulado MEP-PVC, o “pré-vestibular cidadão”.

De acordo com Zezinho, apesar da existência de outros pré-vestibulares sociais funcionando dentro de algumas universidades públicas, o “PVC” do MEP ainda é procurado e mantém uma turma de 40 alunos a cada ano. E graças ao seu trabalho, ao longo desses anos muitos alunos já passaram pela universidade ou estão lá graças ao trabalho voluntário de destemidos educadores.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

2 comentários

  1. Ações que mudam pessoas. Tanto os que lá ensinam e trabalham (voluntariamente), quanto aos que lá estudam. Parabéns mais uma vez.

  2. Sem duvida merece nossos parabens…

Untitled Document