sábado, 16 de fevereiro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Angra passa a contar com câmeras de monitoramento e leitura de placas

Angra passa a contar com câmeras de monitoramento e leitura de placas

Matéria publicada em 14 de janeiro de 2019, 18:42 horas

 


Cinco equipamentos já estão em funcionamento e a previsão é que até sexta-feira outros 90 sejam instalados

Câmeras de Segurança vão auxiliar na segurança pública em Angra dos Reis (Foto: Divulgação/PMAR)

Angra dos Reis – A prefeitura de Angra acelerou o processo de reimplantação do sistema de monitoramento por câmeras de segurança no município. Ao todo, a cidade vai contar com 51 câmeras de vídeo e outras 44 de reconhecimento de placa veicular, na região central e ao longo da Rodovia Rio-Santos. Até o momento, cinco câmeras estão em funcionamento e a expectativa é que, até a próxima sexta-feira (17), as demais 90 estejam instaladas.

– Muita gente tem confundido as câmeras de monitoramento com radares, mas não são. Eles não geram multa ao cidadão. Nosso objetivo é colaborar com a segurança da nossa cidade, além de auxiliar na gestão de riscos, no ordenamento do trânsito e na gestão urbana – explicou o prefeito Fernando Jordão, que solicitou a inclusão de novas seis câmeras ao projeto inicial, incluindo a Igreja do Bonfim e a Praia Grande.

Ao longo da Rio-Santos, de Garatucaia ao Parque Mambucaba, serão instaladas 13 câmeras. Para isso, o município aguarda a liberação do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Estas câmeras não gerarão multa e permitirão o controle de acesso de entrada e saída de veículos em toda a cidade, inclusive colaborando no mapeamento de rotas utilizadas pelo tráfico de drogas. Esta novidade possibilitará ainda o monitoramento de veículos que possam estar envolvidos em acidentes, furtos e roubos, danos ao patrimônio público e privado, além de permitir o controle de gestão de tráfego de veículos.

O planejamento e a viabilização do projeto ficaram a cargo da Secretaria de Governo e Relações Institucionais, através da Secretaria Executiva de Planejamento e Gestão Estratégica e da Secretaria de Administração. Já a coordenação do processo de reimplantação e a operacionalização do Centro de Gerenciamento de Operações (CGO) estão sendo executadas pela Superintendência Municipal de Segurança Pública.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document