segunda-feira, 6 de julho de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Cancelamentos de festas e casamentos por causa do Covid-19 prejudicam profissionais

Cancelamentos de festas e casamentos por causa do Covid-19 prejudicam profissionais

Matéria publicada em 26 de março de 2020, 14:12 horas

 


Pessoas que trabalham com ornamentação, buffets e cerimonial sentem os prejuízos que, segundo elas, devem se estender pelos próximos meses

Coronavírus provoca cancelamentos de festas e adiamento de sonhos
(Foto: Rede social)

Barra Mansa- Diante das recomendações das autoridades para que a pessoas evitem sair de casa, como forma de se prevenir contra a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), muitas pessoas estão cancelando festas de aniversário e até cerimônias de casamento, que seriam realizadas não só agora em março, mas também nos meses posteriores.
A situação, que pegou muitas pessoas de surpresa, está prejudicando diretamente os profissionais que trabalham na área e alguns, que já contabilizam os prejuízos, estão fazendo um apelo para que os clientes não cancelem, mas que apenas adiem os eventos. Conscientes de que o problema ainda deve se estender, por algum tempo, os profissionais temem não ter como manter o sustento da família.
É o caso da proprietária de um Buffet infantil, Rafaela Paiva, que teve todas as festas que ainda iria fazer, neste mês, canceladas. Ela, que tem uma equipe de sete pessoas que também dependem das festas para garantir o sustento, acredita que a situação se torne ainda pior, nos próximos meses.
– Todas as festas de março foram canceladas e a previsão é de que as próximas também sejam, já que têm muitos clientes entrando em contato por esse motivo. Eu estou tentando convencê-los a não cancelar, a adiar, estou oferecendo até descontos, mas nem todos querem. Estamos todos desesperados porque essa é a nossa única fonte de renda. Eu moro de aluguel e meu marido também trabalha comigo e essa situação é muito complicada – lamentou.
De acordo com Rafaela, de todas as festas que foram cancelas ela tinha mais de mil reais para receber, de cada cliente, o que somaria cerca de R$ 8 mil reais. Dentro desse valor, além de arcar com as despesas de fornecedores, ela também arcaria com as suas despesas pessoais.
– Tenho aluguel para pagar, prestação de carro, água, luz e compra para fazer. Como eu dou prioridade aos pagamentos de fornecedores e funcionários até o dia 10, graças a Deus, eu consegui com as festas que fiz até agora. Mas, as minhas contas eu pago com as festas feitas após o dia 15, já que todas têm vencimento a partir dessa data. Está sendo um baque muito grande porque a reserva que eu tinha utilizei para fazer a festa de 15 anos da minha filha, sem nem imaginar que iríamos viver isso tudo, e agora as coisas vão ficar mais difíceis. Temos que ter fé e esperança de que tudo isso vai passar – disse.

Encomendas canceladas

A artesã em papelaria personalizada para festas, Carina do Amaral Ruiz de Oliveira, também teve serviços cancelados em decorrência das ações de combate ao coronavírus. De acordo com ela, alguns cogitaram a possibilidade de retomar a encomenda quando a situação melhorar, no entanto, outros afirmaram que somente farão a festa planejada no ano que vem.
– Eu tive clientes que fizeram encomendas para decorar sua festa, mas que por conta da pandemia desistiram de fazer. Por sorte ainda não tinha feito as artes, senão o prejuízo seria ainda maior. Mais do que cancelar, ao invés de adiar, isso me dói profundamente porque aqui em casa essa renda é complementar, me ajuda e fará muita falta. Graças a Deus tenho meu esposo que trabalha de carteira assinada, mas penso naqueles autônomos que só tem esse meio como renda. Isso é realmente muito preocupante – enfatizou a artesã.
De acordo com ela, embora ainda não tenha dado tempo de fazer os cálculos do seu prejuízo, ela prevê que com as encomendas que eram certas e foram canceladas a perda seria de aproximadamente R$ 1,2 mil.
– Conforme estamos indo ficarei sem encomendas para esse mês e é provável que o próximo também. Serão quase dois meses sem nada, ou, a não ser, que apareça alguém – acrescentou Carina.

Casamento e festa de 15 anos adiados

O cerimonialista Leonardo Lima, além de um casamento e uma festa de 15 anos adiados, também se viu, nesta semana, com reuniões para futuras festas canceladas. De acordo com ele, que também aderiu à campanha de autônomos dessa área, que pedem o adiamento e não o cancelamento desse tipo de evento, o receio é de que as coisas piorem, nos próximos meses.
De acordo com Leonardo, a noiva que teria o casamento realizado no próximo mês resolveu adiar para o mês de outubro, mesmo estando com a festa toda paga. Já o aniversário de 15 anos, que seria para 300 pessoas, os pais da debutante foram mais radicais e adiaram as comemorações para o próximo ano.
– É uma loucura tudo isso que está acontecendo e, realmente, as pessoas estão sendo obrigadas a cancelar não só a rotina, mas os planejamentos de uma vida. A noiva adiou o casamento porque está com receio, o pai é idoso, tem problemas de saúde e não quer arriscar. Já a festa de 15 anos iria reunir muita gente os 300 convidados mais as equipes de buffet, garçons, fotógrafos, DJ, cerimonialista e seria muito arriscado porque iria acontecer em maio, que talvez possa ser o período do ápice da doença. Foi uma decisão sensata – comentou Leonardo Lima.
Segundo ele, embora todos saibam que a economia vai sofrer prejuízos em função da pandemia, o adiamento das festas será uma oportunidade para que as pessoas que trabalham nessa área também possam se reerguer, quando toda essa situação for amenizada.
– O cancelamento gera um prejuízo coletivo a diversos profissionais que garantem com as festas sua única fonte de sustento. Por isso estamos pedindo para que não cancelem, mas que adiem seus eventos para um momento oportuno – finalizou.

Por Roze Martins 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Na hora de votar nos curiosos para a função pública não pensaram nas consequências do futuro.

Untitled Document