;
domingo, 29 de novembro de 2020 - 07:34 h

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Consumo de alimentos vencidos pode causar vários e graves problemas

Consumo de alimentos vencidos pode causar vários e graves problemas

Matéria publicada em 26 de janeiro de 2020, 09:39 horas

 


Consumir alimentos vencidos pode ser arriscado-Foto: Arquivo

Sul Fluminense- O apresentador Carlos Alberto de Nóbrega, de 83 anos, publicou um vídeo no qual alerta as pessoas com relação ao risco de se consumir alimentos fora da validade. Internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, ela alegava ter contraído uma infecção após ter consumido um iogurte estragado. O caso do apresentador chamou atenção de profissionais da área de saúde, que alertam e reafirmam os riscos: alimentos vencidos podem causar vários danos da saúde. Entre os mais comuns, estão a diarreia, dores estomacais, infecção alimentar, intoxicação alimentar, vômitos e cólicas. Em casos extremos, pode levar á morte.

De acordo com a médica Jéssica Oliveira, é de extrema importância observar os prazos de validade e a conservação dos alimentos, principalmente quando se tem crianças e idosos em casa, já que esse público merece atenção redobrada.

– Muita gente tem o pensamento de que se comer um alimento vencido não vai fazer mal à saúde, mas faz sim. Ingerir esse tipo de comida pode provocar intoxicações e infecções causadas por bactérias como a Escherichia Coli e Salmonella. Elas causam muito desconforto para a pessoa intoxicada, podendo levar até a morte. Nos produtos enlatados ou que passaram por processamento inadequado, assim como os embutidos que permanecem fora da geladeira, também pode haver a presença da bactéria Clostridium Botulinun, que é muito perigosa e também pode provocar sérios problemas à saúde – alertou a médica.

De acordo com ela, os sintomas de uma intoxicação alimentar podem surgir de forma rápida, no entanto, alguns micro-organismos podem fazer com que esses sintomas só apareçam após 12 ou até 24 horas após o consumo do alimento. Na maioria dos casos, esses sintomas vêm acompanhados de náuseas, vômitos, diarreia aquosa, dores de cabeça, dores abdominais e cólicas e febre. Em situações mais graves, esses sintomas também podem vir acompanhados de fraqueza, dormência, inchaço, confusão ou formigamento na rosto, mãos e pés.

– Se uma pessoa come algo na rua, em um passeio, ou fora do seu cotidiano e começa a sentir esses sintomas, ela deve buscar ajuda em um pronto socorro. Como medida preventiva, manter-se hidratada com água e soro composto de sais e minerais. É importante ressaltar que idosos e crianças correm o risco de serem mais afetados pela intoxicação alimentar, já que possuem o sistema imunológico mais lento ou ainda pouco desenvolvido, no caso das crianças – orienta a médica, ao acrescentar que no caso das gestantes o sistema imunológico também fica comprometido.

De acordo com ela, além do iogurte, outros produtos, também merecem atenção antes de serem comprados e consumidos. Entre estes alimentos, ela cita as carnes e peixes, os laticínios e produtos a base de ovos, como maionese, chocolate. Leite e enlatados, embora tenham uma duração maior, podem ser danificados caso as latas estejam amassadas.

Produtos vencidos devem ser trocados

De acordo com o coordenador do Procon de Barra Mansa, Felipe Fonseca, a orientação para os consumidores, caso compre um produto vencido, e somente observe isso em casa, é para que retornem ao estabelecimento e solicitem a troca do produto.

“O consumidor tem esse direito a troca.. Se o estabelecimento se negar a fazer a pessoa pode procurar o Procon, com a nota fiscal, que o órgão com certeza vai entrar em contato com o estabelecimento e garantir a troca”, afirmou Fonseca,
Com relação a promoções de produtos que estão perto de vencer, Fonseca disse que esse tipo de ação não é proibido, no entanto, que Produtos para vencer só devem ser comprados para serem consumidos dentro do prazo. “Se vai vencer no dia seguinte, o consumidor tem que analisar o risco e saber se irá consumir todo o produto em curto prazo”, completou.

Outro fato para o qual o coordenador chamou atenção é que a validade de determinados produtos só vale se estiver em acordo com o armazenamento correto.

“Por exemplo: se um produto que tinha que estar congelado, está resfriado, ele não tem a mesma qualidade que deveria. O mesmo vale para enlatados. Se uma lata está amassada, não tem como saber se danificou, ou não, o produto, e se a sua validade também foi prejudicada. É preciso muito atenção dos consumidores, na hora de comprar qualquer tipo de alimento”, disse o coordenador,

Experiência de intoxicação
carrega más recordações

A representante comercial Carla Fernandes, de 35 anos, teve uma experiência negativa com uma de suas quatro filhas, recentemente, por conta de a menina ter ingerido iogurte com a data de validade vencida. Ela, que tem quatro filhas, diz que é muito comum aproveitar promoções em supermercados e comprar grande quantidade do produto para as crianças.

– Eu aproveito muito as promoções porque são muitas crianças: tenho uma de 16, uma de 10, de 7 e de 4 anos.. Acredito que em uma dessas promoções eu comprei iogurte que já estava perto de vencer e não observei. A minha filha de sete anos consumiu mais de uma vez e teve uma intoxicação fortíssima que a fez ficar sete dias internada – recorda a representante.

De acordo com ela, a menina começou a se sentir muito mal, com diarreias, muitas dores na barriga e vômito. Ao levar no pronto socorro o diagnóstico foi de uma possível virose, a menina foi medicada, no entanto, continuou passando mal. Foi quando Carla buscou um hospital, onde os médicos fizeram o diagnóstico correto de intoxicação.

– O médico que nos atendeu fez várias perguntas e quando ele questionou se ela havia comido algo diferente, me deu um estalo e lembrei o iogurte. Na hora eu liguei para a minha filha de 16 anos, pedi para ela olhar a data de validade e aí tudo ficou claro: já tinha oito dias de vencido. Eu não imaginava que pudesse fazer tanto mal, até questionei pelo fato das outras não terem tido a mesma reação, mas o médico explicou que cada organismo pode reagir de um jeito e que, por isso, o recomendável é não comer nada vencido – finalizou a representante.

Qual o tempo de Validade de um iogurte?
– Iogurte Caseiro: 7-10 dias após ser feito
– Iogurte Natural ou Desnatado: 3-4 semanas
– Iogurte com Frutas: 7-10 dias
– Outros iogurtes: Cada marca tem sua validade

Por Roze Martins


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document