quinta-feira, 17 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Festa do Feijão Porto Real reúne mais de duas mil pessoas

Festa do Feijão Porto Real reúne mais de duas mil pessoas

Matéria publicada em 9 de setembro de 2019, 17:46 horas

 


Apresentar os resultados da pesquisa da Vitrine Tecnológica e resgatar a cultura local foram os pontos principais do evento

Valorização do agronegócio foi um dos objetivos da Festa do Feijão Porto Real
(Foto: Dorinha Lopes- Secom PMPR)

Porto Real- A Festa do Feijão Porto Real reuniu cerca de 2,5 mil pessoas entre 06 a 08 de setembro, no Horto Municipal. O evento organizado pela secretaria municipal de Desenvolvimento Rural, Agricultura, Pecuária em parceria com a secretaria municipal de Educação, Cultura e Turismo. Teve o objetivo de resgatar a valorização de uma das culturas agrícolas mais importantes do município.

A Vitrine Tecnológica abriu a festividade com amostras de grãos de feijão plantados no solo de Porto Real e que se destacaram quanto às condições climáticas; seguiu com shows musicais de artistas regionais; apresentação de Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Banda Musical, da secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e Habitação; e finalizou com uma grande feijoada e diversas outras atrações.

Com o cenário montado de uma mini mercearia, o stand da secretaria de Desenvolvimento Rural, expunha mudas de hortaliças (alface, jiló e mostarda), mostras de tomate, pimenta, ovos caipiras, beterraba, repolho, sementes de arroz e o feijão Porto Real. A Festa ainda contou com palestra do engenheiro agrônomo da Pesagro-Rio e do Centro Estadual de Pesquisa em Agroenergia e Aproveitamento de Resíduos (Cepaar), Benedito Fernandes Filho.
– A palestra aborda o cenário de uma vitrine de produção de feijão, de maneira a colaborar com a repercussão da marca de Feijão Porto Real, muito importante para o sul do estado. Queremos reduzir a importação de feijão de outros estados e disponibilizar este à melhoria da merenda escolar no estado do Rio, por exemplo. Foram avaliados 13 materiais de feijão, em Porto Real, neste ano, especialmente BR1 Xodó, BRS Esplendor, BRS Esteio, entre outros, recém-lançados pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Arroz e Feijão – destacou o palestrante.

O secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca do Estado do Rio de Janeiro, Eduardo Lopes, presente na abertura do evento, comentou que umas das grandes vocações do estado vêm da agricultura familiar e é, inclusive, exportada.
– Somos o segundo maior mercado consumidor do feijão em nosso país, produzindo mais de mil toneladas e consumindo mais de 300 mil toneladas, por ano. É imprescindível nosso engajamento no incentivo de pesquisas tecnológicas nessa área e é maravilhoso perceber que Porto Real está caminhando rumo ao mesmo objetivo – afirmou.
Presidente da Pesagro-Rio, Nilton Leal, disse que mesmo o município tem um grande potencial.
– Nosso intuito é reativar o intercâmbio visando melhorar o panorama da agricultura na região, pois certamente é uma cultura implantada. Porto Real está no caminho certo, apresentando a melhor seleção de sementes plantadas no campo no município – analisou.

Buscar informações para mais elementos destinados à próxima safra e resgatar a identidade local, são os principais propósitos a serem alcançados, segundo o supervisor regional da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio de Janeiro (Emater-RJ), Reinaldo Guedes.
– Como parceiros, fornecemos a assistência necessária de forma a fortalecer a agricultura familiar – concluiu.

De acordo com o prefeito Ailton Marques, a história do feijão em Porto Real é antiga, se tornou uma vocação e citou alguns dos destaques do município com o decorrer dos anos.
– Depois do feijão veio a açucareira; o inhame; e a indústria. Certamente temos uma das melhores terras para o plantio e buscamos incentivar o agricultor de forma a desenvolver pesquisas tecnológicas. Nos anos 90, o Feijão Porto Real foi um sucesso de plantio e colheita e até hoje é lembrado por todos nossos produtores e pela população. A Vitrine Tecnológica visa avaliar as sementes e demonstrar as que obtiveram os melhores desempenhos, a fim de incentivar o plantio e resgatar essa marca. O grande objetivo da Festa do Feijão Porto Real, é valorizar o agronegócio em nossa cidade e movimentar o turismo, o comércio e a consequente geração de renda – completou.

Vereadores e secretários municipais marcaram presença nos dias do evento.

Concurso de redação

A secretaria de Desenvolvimento Rural realizou na abertura da Festa, a premiação dos primeiros colocados no Concurso de Redação, com o tema a história e a importância do feijão na cidade. O morador do bairro Vilage, Eduardo Watanabe, que é estudante do 7º ano da E.M. Maria Hortência Nogueira, obteve a primeira colocação.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document