>
quarta-feira, 6 de julho de 2022 - 04:05 h

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Firjan lança o projeto ‘Rio Metal Mecânico’

Firjan lança o projeto ‘Rio Metal Mecânico’

Matéria publicada em 18 de novembro de 2021, 19:25 horas

 


Documento propõe 37 ações de fomento ao segmento industrial, que emprega 90 mil trabalhadores

Foto: Vinícius Magalhães / Firjan
O presidente do Metalsul, Jairo Rodrigues da Silva Junior, se orienta sobre captação de recursos para inovação para as indústrias no Sul Fluminense

Sul Fluminense – Uma iniciativa elaborada por representantes de empresas associadas, seus sindicatos, e o apoio do corpo técnico da Firjan resultou na criação do projeto Rio Metal Mecânico, voltado ao fortalecimento do setor no estado do Rio. São ao todo 37 ações que incluem encontros de negócios, consultoria para acesso ao crédito, assessoria para licenciamento ambiental, e programas para melhorar a eficiência operacional, entre outros.
O projeto foi lançado nesta quinta-feira (18), no 1º Encontro da Indústria Metal Mecânica do estado do Rio de Janeiro, promovido pela Firjan, em sua sede, no Centro do Rio. O evento reuniu mais de 140 pessoas, entre líderes de sindicatos patronais, empresários e executivos do setor de todas as Regiões Fluminenses. Na ocasião, foram apresentados recursos diversos de fomento aos negócios, incluindo palestras com especialistas e portfólio de serviços. Em todo o estado há mais de 3.600 empresas de metal mecânico que empregam mais de 90 mil pessoas. O Sul Fluminense concentra 22% deste total.
De acordo com o presidente da Firjan, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, a iniciativa promove o encontro das demandas com as oportunidades de desenvolvimento do segmento em todo o Rio. “O projeto que estamos oferecendo às indústrias do metal mecânico vai proporcionar condições para que as empresas possam responder aos desafios que todos estamos passando. Muitos se referem ao metal mecânico como ‘a indústria das indústrias’. Fortalecendo esse setor através do projeto, fortalecemos toda a indústria e o Brasil”, destaca.
Beneficiárias do projeto, as empresas do metal mecânico passam a ter à disposição um rol de recursos para a expansão e crescimento dos seus negócios. As linhas de ação se dividem em quatro eixos: a gestão das áreas tecnológica, financeira, negócios e defesa de interesses, que reúnem 37 ações.
Na visão do presidente da Firjan Sul Fluminense, Henrique Nora Jr., o Projeto Rio Metal Mecânico proporciona a soma de forças necessária para a evolução do setor na economia fluminense. “Ele é uma ponte para um futuro de expansão e crescimento dos negócios da base industrial do metal mecânico em nosso estado”, pontua. O empresário Jairo Rodrigues da Silva Junior, presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas, Automotivas, de Informática e de Material Eletroeletrônico do Médio Paraíba e Sul Fluminense (Metalsul), destacou que “a Firjan está sendo uma das grandes parceiras da indústria, principalmente nesses últimos dois anos. Foi implacável na defesa dos interesses das empresas nesse momento atípico. Desde o início da pandemia, lutou para que a indústria não parasse mas, ao mesmo tempo, trabalhou para preservar a vida dos profissionais da indústria, garantindo o ritmo de produção sem aumentar os índices de contaminação. Eventos como este ajudam a empresas do Rio a retomar um protagonismo nacional.”
Daniel Godinho, diretor de Relações Institucionais e Marketing da WEG, ressaltou em sua palestra que “a velocidade crescente das transformações nas matrizes energéticas nos trazem desafios e oportunidades. Quando o conceito de inovação entra no DNA da empresa, fica para toda vida”. Já Douglas Pedro de Alcântara, diretor de Tecnologia e Novos Negócios da Romi, complementou em sua exposição aos empresários que “a inovação não é privilégio das áreas tecnológicas. Pode estar em qualquer setor. Na Romi, a gente aprendeu a inovar ouvindo as dores de nossos clientes. Nos esforçamos para nos tornarmos melhores do que já fomos um dia”.
Além do presidente do Metalsul, participaram do evento outros empresários e líderes sindicais do metal mecânico, entre eles Mauro Pereira Alvim Junior, do SINDMETAL Centro-Norte; Fábio Azeredo, do SINDMETAL Noroeste; Carlos Henrique Sercio, da Fábrica de Telas Guará Comércio e Indústria; Lucas Vieira, da Schulz BC Equipamentos e Acessórios Tubulares; Luiz Alfredo Salomão, diretor da Metalbras; além dos vices presidentes da Firjan CIRJ Henrique Osório Santos e Julio Talon; os diretores da Firjan Sérgio Yamagata e André Sobrinho; o 1º vice-presidente da Firjan Luiz Césio Caetano (Leste), e a presidente da Firjan Centro-Norte Márcia Carestiato (Centro-Norte).


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document