Força-tarefa pretende impedir mais um bloco clandestino de desfilar em Volta Redonda

Por Diário do Vale
49 Visualizações

Volta Redonda –

O delegado titular da 93ª DP (Volta Redonda), Antônio Furtado, anunciou hoje que a força-tarefa montada pelas policias Civil, Militar, Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal, pretende impedir a realização de mais um bloco carnavalesco clandestino em Volta Redonda. Segundo ele, os integrantes estariam se organizando para desfilar a partir das 14h deste sábado pelas ruas da cidade. O ponto de concentração seria a praça do bairro Colina, onde há grande concentração de bares e restaurantes.
– Foi justamente os proprietários destes restaurantes que nos procurou e solicitaram que o evento não fosse realizado. Eles temem por algazarras e brigas. Nossa intenção é evitar até mesmo confrontos entre traficantes de quadrilhas rivais que aproveitam essas ocasiões para se infiltrarem entre os foliões para venderem drogas – explicou o delegado.
Furtado informou que os comandantes da PM e Guarda Municipal já garantiram que estarão no local para evitar qualquer tipo de desobediência ou resistência por parte dos idealizadores do evento, marcado por meio de redes sociais.
O delegado esclareceu que o motivo da proibição do desfile do bloco foi o mesmo que impediu a saída de outro bloco, o “Bebo Mas Não Sou Alcoólatra”, há uma semana antes do carnaval, pelas ruas do Conjunto Habitacional Vila Rica.
– Um bloco carnavalesco é considerado clandestino quando seus organizadores não comunicam com antecedência sobre a realização do evento aos órgãos de segurança pública de Volta Redonda, ou seja, não enviam oficio contendo dados sobre o número de participantes, solicitando pelo menos uma ambulância no local do desfile e colocação de banheiros químicos – disse Furtado.
Em janeiro, o bloco “Quem Mandou Me Convidar” saiu às ruas do bairro Colina, sem autorização das autoridades competentes e causaram muita confusão. Na ocasião, foliões urinaram perto de casas e estabelecimentos comerciais, brigaram entre si e promoveram quebra-quebra que só terminou depois da chegada de mais de 30 policiais militares. Segundo dados da polícia, aproximadamente 1,5 mil pessoas estiveram no local. Duas pessoas foram presas e meio quilo de maconha foi apreendido no local.

Advertisement

VOCÊ PODE GOSTAR

1 Comentário

igor 21 de fevereiro de 2015, 11:41h - 11:41

Ué, como é que funciona isso ? a secretaria de cultura anunciou no seu calendário oficial de blocos que o bloco de hoje que será realizado na colina é legalizado, então como pode ser legal e clandestino ao mesmo tempo ?

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

 

(24) 99926-5051 – Jornalismo

 

(24) 99234-8846 – Comercial

 

(24) 99234-8846 – Assinaturas

Canal diário do vale

colunas

© 2023 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996