Futuro de Walter segue indefinido no Fluminense

Por Diário do Vale
43 Visualizações
Cheio: Atual condição física de Walter tem sido criticada pelo técnico Cristóvão Borges (Foto: Paulo Dimas/Arquivo)

Cheio: Atual condição física de Walter tem sido criticada pelo técnico Cristóvão Borges
(Foto: Paulo Dimas/Arquivo)

Rio

A diretoria do Fluminense tem evitado falar abertamente sobre a situação do atacante Walter, que vem tendo poucas oportunidades com o técnico Cristóvão Borges na atual temporada.
Porém, é quase unanimidade nas Laranjeiras que a saída do atleta neste momento seria algo altamente positivo. Pois isso permitiria uma redução na folha salarial, tão importante em momentos de crise, e contribuiria para a melhora no ambiente do elenco.
No último sábado Walter tentou agredir o goleiro Kléver com uma tesoura voadora e só não conseguiu porque foi impedido por companheiros que apaziguaram os ânimos. Os dois jogadores até conversaram depois do ocorrido, mas Cristóvão Borges e os dirigentes não aceitaram bem o fato.
Cristóvão, por sinal, não aceita a atual condição física de Walter, que parece mais uma vez bem acima do peso. O jogador chegou a ser usado em quatro das seis partidas disputadas pelo time no Campeonato Carioca, sempre entrando no segundo tempo. Não marcou nenhum tento no Estadual e sequer foi utilizado na derrota de 1 a 0 para o Vasco, no domingo passado, o que o fez deixar o Estádio Nilton Santos, no Rio, com cara de poucos amigos. Seu único gol na temporada foi na derrota de 3 a 2 para o Colonia, da Alemanha, em um torneio amistoso em janeiro.
O Fluminense chegou a receber algumas sondagens por Walter, vindas de Grêmio e de Santos. Porém, os valores acabaram não sendo acordados e a negociação não avançou. O Tricolor paga apenas parte do salário do atacante, o que é registrado em carteira. Os direitos de imagem, que deveriam ser pagos pela Unimed, ex-patrocinadora do clube, estão em aberto.
Há duas semanas surgiu a informação de que o Goiás, com o auxílio de uma rede de lanchonetes, estaria apresentando uma proposta pelo jogador, porém, nada de concreto ainda chegou ao Fluminense.
Walter tem contrato com o Tricolor até o fim deste ano e o Fluminense não exerceu o direito de adquirir em definitivo o jogador no fim do ano, quando precisava pagar R$ 6,2 milhões ao Porto, de Portugal, ou ceder um percentual dos direitos federativos de atletas de suas categorias de base. Os dirigentes cariocas tentam convencer os portugueses, inclusive, a aceitarem Walter de volta, algo pouco provável de acontecer neste momento. Assim, o futuro do jogador continua completamente indefinido nas Laranjeiras.
Dentro de campo o Fluminense volta a jogar no próximo domingo, às 18h30(de Brasília), quando enfrenta o Resende no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), pela sétima rodada do Campeonato Carioca. Para este compromisso ele perdeu o volante Edson, suspenso por ter sido advertido com o terceiro cartão amarelo diante do Vasco, e o reserva imediato, Rafinha, expulso no mesmo clássico.
A única opção para formar dupla de volantes com Jean é o jovem Luiz Fernando, revelado nas categorias de base das Laranjeiras, porém visto como um jogador ainda não preparado. O outro caminho seria uma improvisação. O lateral direito Wellington Silva poderia ser usado no posto, mas como Renato ainda se encontra no departamento médico, Wellington terá que seguir na lateral. A definição da formação que vai a campo começa a acontecer no treino previsto para a tarde desta quarta-feira, nas Laranjeiras.

Advertisement

VOCÊ PODE GOSTAR

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

 

(24) 99926-5051 – Jornalismo

 

(24) 99234-8846 – Comercial

 

(24) 99234-8846 – Assinaturas

Canal diário do vale

colunas

© 2023 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996