Granato: ‘Detran é casa de corrupção’

Por Diário do Vale
83 Visualizações
Juntos: Granato e Rosali Krejci confirmaram críticas do DIÁRIO DO VALE a ‘marimbondos’

Juntos: Granato e Rosali Krejci confirmaram críticas do DIÁRIO DO VALE a ‘marimbondos’

Volta Redonda
O vereador Washinton Granato (PTB), que propôs a criação da Comissão Especial da Câmara Municipal de Volta Redonda que busca apurar as irregularidades denunciadas pelo DIÁRIO DO VALE durante a ação dos “marimbondos” do Detran, afirmou, durante a edição de hoje do programa de rádio “Fato Popular” que o órgão de trânsito do Estado do Rio “é uma casa de corrupção sem paradeiro”.
— Nós fizemos uma comissão especial para levantar a legalidade da operação. Nós podemos fiscalizar tudo o que está dentro do nosso limite, nós temos imunidade para isso. Queremos buscar as ilegalidades, para buscar junto à Justiça. Fomos buscar o Ministério Público. Hoje nós teremos uma reunião com um promotor público, para que ele possa agilizar buscar essa condição na Justiça — declarou Granato, afirmando que os vereadores estão acumulando provas e pretendem buscar a Justiça porque não veem solução política para o caso.
O vereador comentou ainda que as dificuldades na marcação de vistorias depois que os proprietários de carros pagam o IPVA podem fazer parte do “esquema”:  “Eles estão criando um fato gerador de recursos para atender terceiros privados, para poder praticar a corrupção”, disparou.

Cidade sitiada

O diretor-presidente do DIÁRIO DO VALE, jornalista Aurélio Paiva, que também participou do programa, afirmou que o que está sendo feito com Volta Redonda é uma espécie de cerco: “os ‘marimbondos’ ficam dentro de Volta Redonda e, quando dizem que estão em Barra Mansa, em Barra do Piraí ou em Pinheiral, na maioria das vezes estão nos acessos à cidade”, disse
Aurélio lembrou ainda que a forma arrogante como os supostos agentes de trânsito do Detran estão se comportando só teve similar, na história de Volta Redonda, com duas outras situações: a “invasão” de militares nos dias que se seguiram ao golpe de 1964 e a truculência da repressão à greve de 1988, quando três operários da CSN morreram.
— Nós estamos vivendo todo o tipo de abuso que uma cidade pode viver. Eu não conheço país nenhum no regime democrático em que um agente chega em você, pega seus documentos, reboca o seu carro, e ninguém se identifica, todo mundo se recusa. Isso com o respaldo e o apoio obrigatório da Polícia Militar. Volta Redonda teve três situações em que esteve sitiada por força militar, com pessoas abusando do seu poder, não se identificando como agentes de autoridade, abordando você sem você saber quem é, recolhendo suas coisas, violando seus direitos. A primeira foi a implantação da ditadura militar em 1964. A segunda foi na greve de 1988. E a terceira é hoje. O que estamos vivendo aqui é mais ou menos o que vive o povo da Venezuela. Ele não tem nem o direito de saber quem está apreendendo seu carro. Nós estamos vivendo em Volta Redonda hoje um regime de repressão. A Câmara de Volta Redonda foi a única que se posicionou contra esses abusos — disse Aurélio.

Como agir em caso de ataque de ‘marimbondo’

A advogada Rosali Krejci, especialista em direito tributário, confirmou a tese defendida pelo DIÁRIO DO VALE de que rebocar um carro por falta de pagamento de IPVA é uma ilegalidade, e que o procedimento correto seria fazer as cobranças administrativa e judicial. Até a questão da vistoria, segundo ela, deveria ser tratada primeiro com uma notificação, dando prazo ao motorista para regularizar a situação do carro.
Rosali confirmou também que quem lavra o auto de infração tem que estar identificado e mostrar a identificação a quem foi autuado.
— Aquele servidor público do Detran que não apresentar a sua carteira funcional que comprove que ele tem autoridade para fazer aquele ato fiscalizatório faz com que essa fiscalização se torne ilegal. Até porque se você recebe um auto de infração que não tenha  a identificação do servidor que multou. Você pode pedir a anulação desse auto porque ele não está assinado, o servidor não está identificado — afirmou a advogada.

Carro depenado

No mesmo programa, um motorista que teve o carro apreendido há três meses acusou o Detran de “depenar” seu carro. Segundo ele, ao retirar o veículo no pátio, depois de pagar R$ 2,4 mil, ele constatou que faltava o som e o veículo estava “desmontado” por dentro.

 

Site invadido

Figura Sinistra: Site do programa de rádio ‘Fato Popular’ foi invadido após entrevistas que criticavam os ‘marimbondos’

Figura Sinistra: Site do programa de rádio ‘Fato Popular’ foi invadido após entrevistas que criticavam os ‘marimbondos’

Coincidentemente ou não, no mesmo dia em que veiculou o programa com críticas aos “marimbondos”, o site do programa “Fato Popular” na internet foi vítima de um ataque de hacker. A página foi substituída por uma imagem de uma figura sinistra, com um zíper na boca, fazendo sinal de silêncio.

No que pode ser outra coincidência, na quarta-feira – dia em que o jornal postou na internet a reportagem em que mostra que o Detran admitia que o motivo para as blitz na região é a suposta inadimplência com o IPVA – os sistemas de proteção do site do DIÁRIO DO VALE bloquearam duas tentativas de ataque vindas de hackers.

Advertisement

VOCÊ PODE GOSTAR

27 Comentários

PAGADORDIMPOSTOS 8 de março de 2015, 12:47h - 12:47

Qdo transgressões ocorrem escancaradas ( na marra ) no universo da coisa pública de qq país como “marimbondos”, “morcegos”, “superbactérias”… é sinal que prevalece direito arbitrário. * Nesse momento de “Operações Lava Brasil” forçadas / requeridas pelo povo brasileiro é inevitável Operação Lava Vale do Paraíba.

Alvaro f Silva 8 de março de 2015, 09:38h - 09:38

A todos os reclamantes a respeito do recolhimento dos veiculoss digo o seguinte: tomem vergonha na cara e paguem impostos e taxas, da sua obrigação e claro, em dia.

Rafael 7 de março de 2015, 07:11h - 07:11

Engraçado, tem algumas toupeiras que postam dizendo ” é só pagar em dia, blá , blá blá… “. Eu tbm paguei em dia e está vistoriado. O senhor da van escolar tbm tinha o IPVA pago porem a van foi apreendida com as crianças dentro pq a vistoria não havia sido realiza, sendo que por lei o cidadão tem ate o dia 317 para regularizar a vistoria. Eles estão quebrando regras e otários aplaudindo. Pq eles não fazem isso na baixada? Vão levar tiros pra cima!

Edival um dos Velinhos do Neto 6 de março de 2015, 17:37h - 17:37

qualquer pressão vão pracima dos militares como sendo os carrascos do passado os bandidos,pura sacanagem e injustiça o nosso País estava uma bagunça como hoje, na verdade um pouco pior mas do geito que esta caminhando vai ficar pior, pessoa que tem o dom da palavra como Ritler que tinha o dom da palavra esse dom e um magnetismo muito mais muito forte faz com que as pessoas acredite em suas palavras e deu no que deu milhares de mortos, porque quem tinha o dom da palavra foi o responsavel pela matança, e quem tem o dom da palavra esta levando o nosso querido País( Brasil o Celeiro do Mundo) a essa situação, que esta se tornando insustentavel, quanto a CSN os Militares era o Estado de Direito, CSN estava citiada paralizada e sendo sabotada, os grevistas estavam sendo organizados por profissionais caminhavam dos dois lados da pista em fila Indiana demostrava claramente que tinha profissionais organizando.

julia 6 de março de 2015, 17:19h - 17:19

isso mesmo Granato, tem que investigar, não se pode ficar de braços cruzados, o povo merece a verdade e nao ser passado para trás!!!

Daniel Mendes 6 de março de 2015, 14:59h - 14:59

Grande professora Rosali. Por favor, nos ajude a acabar com essa corrupção, estamos todos sofrendo com isso já a um certo tempo

CIDADÃO VR 6 de março de 2015, 14:12h - 14:12

Ei Cidadão VR! Esse codinome já é meu! Arranja outro! Ass.: CIDADÃO VR (o original).

CIDADÃO VR 6 de março de 2015, 14:09h - 14:09

É só andar dentro da lei que nada acontece! Quem não pagou o IPVA em dia, também não pagou o seguro obrigatório. Isso quer dizer que o carro não tem mesmo condições de circular, pois se acontecer algum sinistro, a sociedade está vulnerável. Agora, alguém deve estar se beneficiando com essa situação também! Esse país é uma vergonha! O povo tem as instituições e governantes que merecem, pois eles saem do próprio povo!

marco 6 de março de 2015, 14:01h - 14:01

VOLTA REDONDA CITIADA QUEM PODERA NOS AJUDAR

Manoel, o pintor 10 de março de 2015, 17:01h - 17:01

O Chapolin Colorado.

leandro 6 de março de 2015, 13:33h - 13:33

Essa é o que o governador Pezão tem para a região que diz ter orgulho de ser. Ano passado era o cara de família humilde, de cidade pequena, cheio de humildade, agora em 2015, é o governador com cede de dinheiro. Sou a favor das ações do governo para manter a ordem, mas da forma que está sendo feito não dá. Temos direito ao bom tratamento, ao bom investimento do dinheiro público.
Pq todo o dinheiro arrecadado com essa blitz do Detran vai para uma empresa contratada?
Pq os vereadores não foram numas blitz e deram voz de prisão (com auxílio da PM) à esse agentes do Detran?

julia 6 de março de 2015, 17:22h - 17:22

Esse Pezão nao está dando uma dentro. Em pensar que votei nele…

Cidadão VR 6 de março de 2015, 11:38h - 11:38

Não é um político da região que faz as nomeações para os cargos do Detran e Ciretrans na região? Cade esse político? Poque não convidam ele para ir na Rádio dar algumas explicações?

Anderson 6 de março de 2015, 11:23h - 11:23

Em primeiro lugar, quem tem carro e não paga imposto (concordando ou não com os valores) esta irregular. Em segundo lugar, o governo do estado sacou que Volta Redonda é uma cidade com grande frota de veículos e alto índice de inadimplência, em terceiro lugar, nada disso justifica o não pagamento dos impostos e, assim como os abusos cometidos pelo DETRAN. Logo, cabe ao cidadão pagar seus impostos (ou mudar de pais caso não concorde com as leis brasileiras), cabe ao poder publico estadual tratar o cidadão com dignidade dentro da legalidade e por ultimo cabe ao poder judiciário julgar as possíveis arbitrariedades.

Julio 6 de março de 2015, 10:31h - 10:31

Por mim podem fazer quantas operações quizerem, na porta da empresa onde trabalho, até na porta da minha casa, sabe porque? Eu pago meus impostos em dia, meu carro só anda regularizado, minha data de pagamento do IPVA era dia 26 de fevereiro, dia 23 paguei, e no dia 26 já esta com o carro vistoriado em com o verdinho 2015 na mão mesmo tendo até junho para passar pela vistoria.

Volta Furtado 6 de março de 2015, 10:12h - 10:12

Foi só o Furtado sair…

oleitovr 6 de março de 2015, 10:04h - 10:04

Verdade cade os nossos representantes Deputados estaduais… Será conveniência???

Jose augusto Sobrinho 6 de março de 2015, 08:04h - 08:04

Cadê o Deputado Albertassi, que até agora não falou nada e não foi cobrado por ninguem!!!

Al Fatah 6 de março de 2015, 07:58h - 07:58

O Aurélio também percebeu o que eu já notei e disse aqui há muito tempo. O foco da repressão tem sido a cidade de Volta Redonda. Quando falam Barra Mansa e Barra do Piraí na verdade falam das saídas para VR (Vila Elmira/Barbará e Califórnia)…

Vamos levar em consideração que, a despeito da forma arbitrária que tem sido conduzida e da imoralidade dos procedimentos, a operação seja amparada pela lei, ainda que esta seja burra. Mesmo assim é no mínimo estranho as atividades se concentrarem numa só área, como se só aqui houvesse inadimplentes. Tratamento distinto? O poder público não pode agir de forma discriminatória, a não ser que haja argumento concreto e embasado que justifique o ato… É muito difícil que em VR, cidade com o quarto maior IDH do estado e com baixa informalidade laboral, haja mais inadimplentes que na Baixada, que no Noroeste, que nos Lagos, que em Macaé, Campos, Angra, Resende, Teresópolis, Rio de Janeiro, etc. Pesquisei no Google usando várias tags diferentes e não encontrei registros de operações recentes nessas regiões (de um ano para cá)!…

De duas, uma. Ou tem alguém no Detran/RJ (e/ou na máquina do estado) a fim de prejudicar a imagem da cidade ou que aufere algum tipo de vantagem nas empresas que se beneficiam dessas operações. Some-se a isso a saída do delegado Furtado e temos num mesmo período duas atitudes no mínimo antipáticas à cidade, e nada do Exmo. sr. prefeito municipal Antônio Francisco Neto, figura principal do município, se manifestar de forma mais incisiva. A possibilidade de perda do cargo deixou-o inerte, blasé e passivo, um mero despachante na cadeira mais importante desta urbe… Quero ver os deputados da região se manifestarem também, porque os esforços do legislativo municipal são louváveis mas de alcance reduzido…

Carlos almeida 6 de março de 2015, 07:45h - 07:45

Esse pessoal que anda errado procura desculpa pra tudo, sei que um erro não justifica o outro, mas primeiro seja correto para só depois cobrar correição dos outros.

shirlei 6 de março de 2015, 07:00h - 07:00

Parabéns Rosaly como sempre dando uma aula de conhecimento.

Jefferson 6 de março de 2015, 06:00h - 06:00

Parabéns Vereador pela posição em defesa da sociedade.

fabio 6 de março de 2015, 02:21h - 02:21

vergonha vagabundo ninguem que correr atras pq nao fazem blitz na avenida brasil linha vermelha fazer aki e facil demais e estao na maior parte fazendo papel que nao lhe condiz

Roberto 6 de março de 2015, 02:08h - 02:08

Essa repressão que os motoristas estão sofrendo por parte desses falsos fiscais é um abuso de autoridade e a PM que tenho tanta estima ajudando esses f**** , uma hora vao pegar um pela frente que vai pra cima quero ver, acho que todos tinham que se unir e cercá-los para não trabalharem e o promotor de justiça pedir a identificação de todos, quem não tiver ser levar preso por exercício ilegal da profissão!

ZEZAO 6 de março de 2015, 10:11h - 10:11

Tem promotor aqui ??? tem Ministério Publico ???

wagner 5 de março de 2015, 23:58h - 23:58

bem feito,,, esse é o governador que vocês elegeram?.. ou não? .. agora ninguém votou nele?.. ninguém sabe como foi eleito….. votem depois no candidato que ele vai apoiar daqui pra frente.

FORA 5 de março de 2015, 23:51h - 23:51

JUNTO COM O DIARIO DO VALE PELO FIM DOS MARIMBONDOS.

Comments are closed.

diário do vale

Rua Simão da Cunha Gago, n° 145
Edifício Maximum – Salas 713 e 714
Aterrado – Volta Redonda – RJ

 (24) 3212-1812 – Atendimento

 

(24) 99926-5051 – Jornalismo

 

(24) 99234-8846 – Comercial

 

(24) 99234-8846 – Assinaturas

Canal diário do vale

colunas

© 2023 – DIARIO DO VALE. Todos os direitos reservados à Empresa Jornalística Vale do Aço Ltda. –  Jornal fundado em 5 de outubro de 1992 | Site: desde 1996