quinta-feira, 6 de agosto de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Guarda Municipal e PM monitoram blocos de Carnaval sem autorização

Guarda Municipal e PM monitoram blocos de Carnaval sem autorização

Matéria publicada em 24 de janeiro de 2016, 18:11 horas

 


No fim de semana centenas de jovens se reuniram nos bairros Vila Rica/Tiradentes e Colina

bloco vila rica Roberta Caulo

Sem autorização: Evento foi monitorado pela Guarda Municipal e PM para evitar transtornos no bairro Vila Rica/Tiradentes
(Foto: Roberta Caulo)

Volta Redonda- A Guarda Municipal e a Polícia Militar realizaram na tarde de sábado o monitoramento de um bloco de Carnaval em uma praça, no bairro Vila Rica/Tiradentes. O evento, que foi marcado através de redes sociais, não possuía autorização da prefeitura e órgãos de segurança. Equipes da Guarda Municipal e policiais militares ficaram de prontidão no local para coibir som alto, ambulantes, uso de drogas e tumulto.

O encontro reuniu aproximadamente 200 pessoas, entre eles menores de idade que estavam chegando à praça com bebidas alcoólicas. De acordo com a Guarda Municipal, não é possível proibir o direito das pessoas de se reunirem, mas eventos de grande porte em vias públicas precisam de autorização, caso não possua, a autarquia interfere para evitar os abusos.

Já na tarde de domingo, também sem qualquer tipo de autorização, o “Bloco do Isoporzinho” levou diversos jovens à Praça da Colina, no bairro de mesmo nome. Este mesmo bloco já havia sido monitorado pela Guarda Municipal no último dia 17, mas insistiu em se reunir novamente neste fim de semana. Quatro viaturas da GMVR, e duas da Polícia Militar realizaram o monitoramento.

De acordo com a Guarda Municipal as equipes deram apoio no trânsito e coibiram som abusivo e veículos com documentação irregular. Até o fechamento desta edição a movimentação no entorno da Praça da Colina ainda era grande.

Na tarde de sexta-feira, a Guarda Municipal também realizou a intervenção de outros eventos irregulares nos bairros Padre Josimo, Caieiras e Sessenta, na Praça Pandiá Calógeras.

Na semana passada, o comandante da Guarda Municipal, Luiz Henrique Monteiro Barbosa, decidiu pedir ao Ministério Público e a Polícia Civil que possibilite encontrar os organizadores destes eventos através de investigações. O comandante enviou ao Poder Público um relatório com as ocorrências de blocos e eventos irregulares. A decisão foi tomada após a concentração de jovens e carros na Praça da Colina. Eles estariam se reunindo para promover um bloco de Carnaval.

bloco colina Franciele Bueno

Na Praça da Colina: Novamente jovens se reuniram no local
(Foto: Franciele Bueno)

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

19 comentários

  1. Avatar
    Pobre de direita= burro

    O poder público não quer os blocos porque é uma forma de organização que eles temem. As pessoas acabam se acostumando com a mobilização e podem faze-la para outras coisas também como por exemplo destituir um prefeito. O medo não é de som alto porque o que mais tem nessa cidade é carro fazendo barulho, não é o consumo de drogas pois é o que mais se vê nas pracinhas da cidade.
    Temos que ver porque temos medo de dar liberdade a nossos jovens e não ficar criminalizando-os e criando situações de um estado de sítio.

    • Avatar

      Não fala merda amigo… Fique calado… Nada a ver seu comentário, vc está qrendo misturar política com desordem e crimes. Política se resolve nas urnas, cobrar um político, protestar é um direito de qualquer cidadão, desde q seja feito com ordem. Aposto que vc é um desses moleques que ficam atormentando a vida do trabalhador de bem, com badernas e desrespeito a ordem pública !

    • Avatar
      Pobre de direita= burro

      Cara Maria das Dores, para expressar uma opinião não é necessário usar palavras de baixo calão ou ofender quem não pensa como voce. Dito isso vamos aos fatos, A postura da prefeitura foi um ato politico, então tem que se misturar sim. Todos querem brincar o carnaval de rua como é feito na maioria das cidades, desordem e crime é o que passa na cabeça de gente desinformada. Para ver como os seus valores são deturpados tenho 50 anos e 31 anos trabalhados na CSN! Pense bem voce antes de emitir uma nota tão preconceituosa!

  2. Avatar

    Só a título de informação para o Sr. Álvaro F. Silva a Guarda Municipal nunca foi e nunca será “auxiliar” de qualquer força de segurança pública, a Guarda Municipal é uma força de segurança pública independente(CF 88/LF 13022)e o que acontece em Volta Redonda e em qual lugar do Brasil, as instituições de segurança pública atuam em conjunto para o bem da população.Tanto a Polícia Militar quanto a Guarda Municipal detém sim a autoridade para agir em qualquer situação dentro da legalidade. E para esclarecer só o delegado de polícia é considerado Autoridade Policial.

  3. Avatar

    Ainda bem que a Guarda Municipal de Volta Redonda funciona.Pois em BARRA MANSA BAIRRO MANGUEIRA, a igreja evangélica PROJETO VIDA NOVA, no sábado (23/01/2016) a noite, fechou a rua Braz Maximo de Castro, fez culto, fez carnaval evangélico e a guarda de Barra Mansa nada fez. Aos sábados e domingos nós trabalhadores queremos descansar. Foi um barulho infernal pra mais de duas horas.Fecham ruas, atrapalham o transito, fecham os portões das casas dos moradores, colocam caixas de som nas calçadas dos moradores sem autorização dos mesmos, e com esses instrumentos barulhento. Onde está a fiscalização de Barra Mansa, para colocar ordem.
    SR. PREFEITO OS IMPOSTOS ESTÃO CHEGANDO PARA O MORADOR, FAÇA JUS AO POUCO QUE ESTA PREFEITURA FAZ PARA O BAIRRO MANGUEIRA. (FISCALIZAÇÃO NÃO TEM).

  4. Avatar

    Tem q ir no Volta Grande, na praça atrás da igreja católica, aquilo lá tá virando uma crackolandia ! Passei por lá esse fim de semana pra ir a casa de um amigo, galerinha de 15 anos, tanto meninas quanto meninos, fumando o cigarrinho do mal sem a menor cerimônia, fora a quantidade de menores “pilotando” motos que com certeza não deve nem ter habilitação pra isso. Sinceramente são coisas q me assustam bastante e entristece vendo como está a juventude nos dias de hj…

  5. Avatar

    Agora, sim ! A GM atuando como auxiliar da PM, nao como instituição detentora de total autoridade policial, esta no seu devido lugar. Da maneira como vinha atuando, destilando autoridade, a GM estava agindo de maneira ilegal. Vide o episódio da Colina sábado retrasado.

  6. Avatar

    DOMINGO – DIA DE DESCANSO E DIVERSÃO.
    Quer dizer que NOSSOS PRÓPRIOS JOVENS são o risco da própria cidade?

    • Avatar
      chefe é chefe né pai

      Praça Tiradentes no retiro que o diga né.

    • Avatar

      Quer uma resposta direta ???? SIM, se estiverem metidos em local errado, SIM se estiverem desrespeitando o direto dos outros, SIM se estiverem consumindo drogas, urinando na rua igual bicho, com som alto incomodando aqueles que não participam da zoeira deles . . enfim, não quer estar na lista de risco, vai se divertir em locais apropriados, os clubes e a Ilha São Joao estão aí para isso . . .

    • Avatar

      Infelizmente a resposta é sim, não de modo geral. Mas em grande quantidade.

    • Avatar

      risco nao a desgraca mesmo pois nao se respeita mais nada

  7. Avatar

    Só gente feia.

  8. Avatar

    Kkkkkk, o comandante disse que não ia deixar e fizeram na cara dura. Acabou que ele ficou com cara de pastel só olhando, Kkkkk

  9. Avatar

    Deveriam fazer isso em barra mansa.

  10. Avatar

    em vez de estudar e de melhorar sua vida , essas pessoas ficam so querendo bagunça e álcool , depois não adianta reclamar

Untitled Document