segunda-feira, 26 de outubro de 2020 - 21:18 h

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Horário de verão termina neste domingo; relógios devem ser atrasados em uma hora

Horário de verão termina neste domingo; relógios devem ser atrasados em uma hora

Matéria publicada em 18 de fevereiro de 2017, 09:21 horas

 


Sul Fluminense – O horário de verão acaba à 0h deste domingo (19), quando os relógios deverão ser atrasados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. De acordo com o secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Fábio Alves, a mudança tem como objetivo principal a redução no consumo de energia elétrica no horário de pico, entre 18h e 21h. As informações são da Agência Brasil.

“O verão é o período que naturalmente demora a anoitecer, o dia é maior. Ou seja, com o horário de verão, é possível aproveitar a luz natural para gerar um melhor aproveitamento da energia”, explica. Com isso, o uso de energia gerada por termelétricas pode ser evitado, reduzindo o custo da geração de eletricidade para o país.

O governo ainda não divulgou qual foi a economia de energia com a medida neste ano, mas a previsão inicial era de que o horário de verão resultasse em uma economia de R$ 147,5 milhões, por causa da redução do uso de energia de termelétricas.

Vigência

O horário de verão é adotado no Brasil desde 1931. A mudança começa sempre no terceiro domingo do mês de outubro e termina no terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte. A exceção é quando o terceiro domingo de fevereiro coincide com o domingo de carnaval – neste caso, o horário de verão se encerra no domingo seguinte.

A medida só é aplicada nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, porque nesses estados o consumo de energia é maior e é onde os melhores resultados são alcançados. Segundo o Ministério de Minas e Energia, a aplicação no Norte e no Nordeste teria poucos benefícios em termos de economia de energia, por causa da proximidade da Linha do Equador, o que faz com que a duração dos dias nessas regiões não tenha mudanças significativas ao longo do ano.

Outros países também fazem mudanças no horário convencional para aproveitar a luminosidade do verão, especialmente aqueles com maior geração termelétrica. Nos Estados Unidos, por exemplo, é adotado o Daylight Saving Time, geralmente entre março e novembro.

Atenção

Quem tem viagem marcada para este fim de semana deve ficar atento aos horários de embarque. Os horários dos bilhetes de passagem são impressos em hora local, e, para evitar transtornos, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) orienta os passageiros a entrar em contato com as empresas aéreas em caso de dúvidas.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

3 comentários

  1. Avatar

    De que adianta esse horário de verão fazer economia no governo só tem corrupto

  2. Avatar

    Míseros 150 milhões perto dos 100 bilhões em corrupção que assolam o país… o pior é que quem diz isso é o tribunal de contas da União, ou seja, o número deve ser maior ainda.

  3. Avatar

    As autoridades não vão admitir publicamente, mas aposto que em fevereiro não tem economia nenhuma, pois amanhece bem mais tarde e principalmente com a volta às aulas se acende muita luz cedinho. O povão, criançada inclusive, tem que se sair no escuro pela manhã para que poucos possam aproveitar praia, piscina e bares no final do dia. Em tempo: há um equívoco em informar que desde 1931 temos horário de verão. Somente a partir de 1985, com o Sarney, ele passou a ser todo ano. Se aconteceu antes disso foram raras vezes e assim mesmo nenhuma na década de 70 e até a metade dos anos 80 também não teve.

Untitled Document