quinta-feira, 17 de outubro de 2019

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Mãe pede ajuda nas redes sociais para tratamento do filho

Mãe pede ajuda nas redes sociais para tratamento do filho

Matéria publicada em 18 de setembro de 2019, 18:25 horas

 


Arthur Galletti Vieira, de cinco anos, foi diagnosticado com uma síndrome chamada Lennox Gastaut e tem crises de epilepsia regularmente; além de apresentar um grau leve de autismo

Arthur foi diagnosticado com uma síndrome conhecida como Lennox Gastaut (Foto: Arquivo Pessoal)

Volta Redonda – Priscilla Galletti, moradora do bairro Vila Mury, em Volta Redonda, está solicitando ajuda nas redes sociais para o filho, Arthur Galletti Vieira, de cinco anos. Segundo Priscilla, após ser diagnosticada com pré-eclâmpsia com 29 semanas de gestação, o filho nasceu prematuro e com algumas complicações de saúde, provocadas após várias intercorrências neonatais. Arthur foi diagnosticado com uma síndrome chamada Lennox Gastaut e com isso, tem apresentado crises epiléticas e distúrbios em seu comportamento, como agitação e agressividade. Com isso, ele necessita utilizar alguns medicamentos que a família não tem condição de custear durante o tratamento.

Segundo Priscilla, os custos com o tratamento do filho são altos. Ela relata que a pediatra e também neurologista do filho, indicou, além das medicações, o uso da substância Canabidiol como um complemento durante o tratamento, mas a decisão precisa ser aprovada.

– Após o nascimento, meu filho foi direto para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Teve diversas complicações, entre elas, hemorragia pulmonar. Com o passar dos anos e do seu desenvolvimento, a pediatra dele, que também é neurologista, solicitou alguns exames e após uma ressonância, viu que ele tinha algumas sequelas que foram provocadas pela pré-eclâmpsia. Ele desenvolveu inclusive, um grau leve de autismo. Nosso custo atualmente com nosso pequeno é altíssimo. São consultas, exames, terapias e remédios. Até o ano passado, ele não tinha convulsões, mas atualmente, ele está tendo crises de epilepsia diariamente e precisa de alguns medicamentos. Atualmente, meu filho está tomando Depakote Sprinkles, Risperidona, Lamitor CD, Melatonina e Tegretol. Na última consulta com a neurologista, depois de tentar várias medicações anticonvulsivantes, ela nos falou sobre o Canabidiol e seus benefícios, como um complemento no tratamento do meu filho. A neurologista dele prescreveu seis fracos de 30ml que custam em média, R$ 1.400,00 a unidade. Fora os custos da importação. Já entregamos todos os documentos necessários na Anvisa e estamos aguardando a aprovação. Esse processo demora até 55 dias para aprovação da papelada – comentou.

De acordo com Priscilla, uma campanha foi criada na internet para arrecadar fundos que possam ajudar na compra dos medicamentos que Arthur precisa tomar diariamente. Ela ressalta que está divulgando a campanha nas redes sociais e solicita ajuda da população para dar continuidade no tratamento do filho.

– Quem me conhece sabe o quanto nós já lutamos pela saúde do Arthur. E o quanto batalhamos para que ele tenha uma vida mais tranquila e sem sofrimento. Queria pedir de coração, a ajuda de todos. Toda ajuda é bem vinda. Agradecemos à todos que estão nos ajudando com a divulgação e que já contribuíram de alguma forma – disse.

Quem tiver interesse em contribuir com o tratamento do jovem Arthur, pode acessar o site: https://doacaolegal.com.br/c/canabidiolparaarthur?fbclid=IwAR3WqZaJr-F8K_0HQIRdNthFO9X8iQYbAm_hIKfubPIoWfp9IptDmIss7XQ

 

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

Um comentário

  1. Avatar

    Poderia deixar um número de conta, para atingir maior número de pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Untitled Document