quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Mais de 100 pessoas são atendidas no primeiro dia da Roda Hans

Mais de 100 pessoas são atendidas no primeiro dia da Roda Hans

Matéria publicada em 23 de setembro de 2019, 18:49 horas

 


Carreta da Saúde estará nesta terça-feira (24), de 8h às 17h, na Praça Brasil; último dia para o atendimento

Roda Hans é uma unidade itinerante com cinco consultórios e um laboratório
(Foto: Gabriel Borges- Secom PMVR)

Volta Redonda- Após passar por vários estados e municípios brasileiros, o “Projeto Roda Hans – Carreta da Saúde”, do Ministério da Saúde, chegou a Volta Redonda nesta segunda (23), e ficará até terça-feira (24) de 8h às 17h, com toda estrutura focada para a conscientização sobre a importância da identificação precoce de hanseníase. Volta Redonda é pólo para os municípios vizinhos de Pinheiral, Barra do Piraí, Piraí, Rio das Flores e Valença. No primeiro dia foram atendidas mais de 100 pacientes.
A médica apoiadora das ações de controle de Hanseníase, do Ministério da Saúde, Celijane Melo, explicou que a carreta faz parte de um projeto para treinar os profissionais que atuam na Atenção Básica, nas ações de diagnóstico e manejo clinico da hanseníase.
– Esse projeto acontece em dois momentos. Primeiro é feito uma capacitação teórica com esses profissionais. O segundo momento, que é a prática do que eles aprenderam, é feita durante o atendimento a esses pacientes dentro da carreta. Aproveitamos também para fazer o diagnóstico dos casos que aparecerem – explicou Celijane Melo.
Segundo o secretário municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, pessoas com mancha na pele e sem sensibilidade nela devem fazer a sua consulta.
– Nossa meta é realizar busca ativa de novos casos e de quem teve contato com pacientes, além de capacitar os profissionais para serem multiplicadores na assistência integral – disse o secretário.
O prefeito Samuca Silva faz um apelo para que a população aproveite para fazer a sua consulta.
– Em Volta Redonda estamos priorizando a Saúde e buscando sempre as parcerias com ações que viabilizem o melhor atendimento ao cidadão, no principal aspecto que é voltado a prevenção. A população está tendo a oportunidade de forma gratuita de buscar informações sobre a hanseníase e se cuidar – disse o prefeito.
A aposentada Rosangela Maria Ramos, 55 anos, moradora do bairro Bela Vista estava aguardando para ser atendida.
– Meu marido e eu temos manchas e estamos aproveitando que a carreta está em Volta Redonda para verificar. A gente veio a uma consulta e fomos abordados por uma enfermeira. Cuidar da saúde é muito importante – disse a aposentada.
A médica Silvia Melo dos Santos, da Estratégia de Saúde da Família, do bairro Vila Brasília, está sendo treinada para atender na sua unidade de saúde.
– A Atenção Primária é a porta de entrada do SUS e nada melhor que os profissionais que estão inseridos dentro dela se capacitarem para observar as lesões da hanseníase. Se a gente não avaliar precocemente a pessoa pode desenvolver as comorbidades incapacitantes, caso tenha a doença. Diagnosticar precocemente faz com que a gente consiga evitar que as pessoas padeçam das complicações da doença – disse a médica.

A Carreta da Saúde

O Roda Hans é uma unidade itinerante com cinco consultórios e um laboratório para realização da baciloscopia (exame que detecta a hanseníase), além de biopsia. O projeto inclui também um treinamento prático com profissionais da rede municipal de saúde. Novos casos diagnosticados iniciam o tratamento imediatamente, e são direcionados para acompanhamento nas unidades de saúde do município de residência.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document