>
quarta-feira, 6 de julho de 2022 - 22:35 h

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Parte de marquise de centro comercial desaba em Volta Redonda e local é interditado

Parte de marquise de centro comercial desaba em Volta Redonda e local é interditado

Matéria publicada em 24 de dezembro de 2016, 09:36 horas

 


Volta Redonda – Parte da marquise do Aterrado Shopping Center,  que fica na Rua Luiz Alves Pereira, no bairro Aterrado (próximo ao UGB -Centro Universitário Geraldo Di Biase), desabou na noite de sexta-feira (23) por volta das 23h. A Defesa Civil de Volta Redonda isolou a área e interditou o local até um parecer técnico. Ninguém se feriu. No momento da queda as 47 lojas estavam fechadas.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, Rubens Siqueira, a reabertura do shopping só será autorizada depois que os responsáveis apresentarem um laudo técnico apontando o motivo do desabamento e o que farão para evitar que a parte que sobrou também não caia.

– Parte da marquise entrou em colapso e não estava chovendo e nem ventando. Por isso interditamos o local e notificamos os condôminos para que não abram suas lojas,  enquanto não houver um laudo técnico de um profissional já que ainda há riscos – explicou Rubens, informando que a Defesa Civil fez uma análise preventiva na noite de sexta-feira, mas o laudo mais detalhado, principalmente com as medidas que serão tomadas daqui para frente deve ser feito por esse profissional contratado pelo condomínio, já que se trata de um imóvel particular.

De acordo com relatos de comerciantes, uma intervenção na estrutura teria sido feita há poucos meses, mas que a cobertura não apresentava sinais de comprometimento. Um hotel, que fica no mesmo prédio, está funcionando normalmente.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

24 comentários

  1. LULA NA CADEIA !!!

    • Pobre de direita é a barata que defende inseticida.

    • É melhor desconstruir a imagem do ídolo dos ignorantes do que prendê-lo e transformá-lo em vítima… o câncer fará sua parte!

    • O velho cliché: pastagens folclóricas com muito esperneio, indignação seletiva de zumbi midiatico e crescente ódio discursivo. Que traz em si esse ódio nem precisa de câncer: os parcos neurônios que ainda sobrevivem comem-se uns aos outros.

  2. agafjgjjkWantuil fortes Silvério

    Tomara que o Temer caia, É um l D D D De chifre vermelho ,Em figura de gente .

  3. Pior é Barra Mansa que não tem Shopping e o Palmeiras que não tem mundial.

  4. As calçadas são responsabilidade dos donos de imóveis , mas a prefeitura não fiscaliza e estão esburacadas ….

  5. Marquise é uma opção arquitetônica tipica do Brasil . Além de “enfeiar” as calçadas e edifícios, não tem a manutenção e fiscalização preventivas do poder publico. Dá nisso.

  6. Tem que encontrar o responsável pela queda, mas não necessariamente é o engenheiro, pode ser o profissional do letreiro, o pedreiro, serralheiro e etc. O que percebemos é que cada loja monta sua estrutura e sua propaganda de uma forma, uns não respeitam escoamento de agua e outros não observam o peso da estrutura metalica e isso pode levar a queda. Mas para evitar acidentes, precisa haver mais fiscalização da prefeitura para notificar os proprietários dos imóveis a respeito do estado de conservação de suas marquises, pois tem muitas em risco de queda sobre o passeio publico.

  7. O PROXIMO A CAIR SERÁ O MICHEL TEMER

  8. En algumas ocasiões tipo o incêndio do Ed Querência em Barra Mansa, desabamento de reboco do Ed Pio 12( barra Mansa) queda de marquise no Aterrado( próximo ao viaduto) e agora esta, tenho registrado em comentários que a Prefeitura Muncipal de Volta Redonda deveria regulamentar a Lei Eatadual 6400/2013 que instituiu à vistoria predial.
    Só que os municípios não aprovam está importante lei.
    Com esta lei regulamentada todos os prédios serão vistoriados inclusive as marquises isto além de trazer segurança para população irá trazer a movimentação da economia uma vez irá gerar serviços após as vistorias .
    O prefeito eleito Samuca tem uma excelente oportunidade agora de regulamentar esta lei e colocar volta redonda na vanguarda do Sul Fluminense pois esta importante lei irá preservar a segurança dos moradores da população e manutenção civil dos prédios e marquises sejam prédios residenciais ou comerciais.
    Eu escuto síndico dizer que custa caro fazer uma vistoria predial E que não é obrigatório ,mas vejam quanto vale uma vida humana ?
    Deixo também uma sugestão de reportagem para o jornal diário do Vale ,que elabore uma matéria sobre vistoria predial nos região sul fluminense.

  9. Tá tudo errado nesse país, valorizam funcionários que nada somam pra sociedade, enquanto alguns tentam salvar o caos que esse país se transformou como Policiais, bombeiros, defesa civil, professores e médicos; servidores de um órgão que diz promover a Justiça estão de greve mesmo recebendo em dia, com plano de saúde, auxilio creche, auxilio alimentação, e etc; e que são meros “carimbadores” de papel. Parabéns ao Pessoal da defesa civil que se arriscam nessa época. FATO MUITO TRISTE PARA O BAIRRO ATERRADO E LOJISTAS DO SHOPPING.

  10. Natal 2016: Não foi apenas as vendas que caíram em Volta Redonda.

    • GUERREIRO DE AÇO VRFC

      Tripudiar com a desgraça alheia não tem graça nenhuma… Funcionarios como eu estão sem local de trabalho…. Queria ver se lá fosse o seu emprego…como voce estaria agora?

    • E o desgraçado, usurpador e golpista do Temer, quando cai?

  11. GUERREIRO DE AÇO VRFC

    Triste… Muito triste… Estou com minha loja interditada… Meu pão de cada dia está comprometido..

    • Você poderá entrar com uma ação de Lucro Cessante, o condomínio deve te dar todo aparato pra um bom funcionamento.

  12. Pelas fotos parece que caiu foi é tudo!
    Ainda bem que não machucou ninguém.

  13. Essse shopping não é em frente ao Royal como citado na reportagem.
    É proximo a UGB e em cima dessas lojas onde a marquise desabou fica o Hotel Dexter.

  14. Esse shopping fica perto do que no aterrado?
    Meu Deus nem prédio velho desaba assim.
    Agora é responsabilizar o engenheiro responsável.
    Se fosse de dia matava as pessoas…

Untitled Document