sábado, 24 de outubro de 2020 - 09:39 h

TEMPO REAL

 

Capa / Destaque / Natal Especial é promovido para alunos com autismo em Barra Mansa

Natal Especial é promovido para alunos com autismo em Barra Mansa

Matéria publicada em 5 de dezembro de 2019, 19:06 horas

 


Celebração reuniu mais de 300 pessoas entre estudantes e familiares

Crianças esperando à chegada do Papai Noel
(Foto: Chico de Assis- Secom PMBM)

Barra Mansa- O Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado (Cemae) preparou um “Natal Especial” nesta quarta-feira (05) para alunos com transtorno do espectro autista (TEA) e outras deficiências. A festa, realizada na quadra do CEI Saturnina de Carvalho e Vieira da Silva, contou com atração musical, recreação, brincadeiras, comidas e bebidas, super-heróis, princesas e fadas, além do convidado mais esperado, o Papai Noel.

Participaram crianças pequenas com autismo atendidas na Educação Precoce e na musicalização, estudantes autistas atendidos nas Salas de Recursos multifuncionais, onde é oferecido atendimento educacional especializado nas escolas, e estudantes com outras deficiências, cujo comprometimento apresenta maior gravidade.

O “Natal Especial” é realizado anualmente em dois momentos e planejado para trazer conforto à essas crianças. O objetivo é oferecer uma celebração que se encaixe nos hábitos desses alunos, para que se torne prazerosa. Para isso, é pensado o tempo de duração da festa, as atrações oferecidas, os presentes e até o número de participantes.

O secretário de Educação Fernando Vitorino destacou o trabalho realizado para esses estudantes.

– É um trabalho bem especializado, realizado por uma equipe capacitada, que oferece as condições necessárias para o desenvolvimento das atividades. O estudante que tem uma deficiência tem umas peculiaridades que precisam ser tratadas de uma maneira diferenciada. É o papel do poder público, da Secretaria de Educação, oferecer essas possibilidades e essas condições. Pretendemos para ano que vem fazer mostras culturais e jogos inclusivos, feitos de forma intensa, bem elaborada e com o carinho que essa população merece – pontuou Vitorino.

A coordenadora do Cemae, Sônia Coutinho, aponta a importância da interação e de atividades sociais para esses estudantes.

– Esse momento é muito lindo para eles, porque eles convivem com outras crianças. Vemos como eles se desenvolvem de um ano para o outro, só de conviver em uma realidade fora de casa. São crianças que precisam de uma atenção diferenciada. Através da música, da Educação Precoce, das escolas, eles estão conseguindo alcançar o seu melhor – disse Sônia.

O momento mais esperado foi à chegada do bom velhinho, que distribuiu presentes para as crianças. Cada aluno escolheu antecipadamente o seu brinquedo e teve seu pedido atendido.

O estudante do Cemae, Vitor Augusto da Silva Menezes, tem 18 anos e fez questão de prestigiar a festa. O morador do Nova Esperança é cadeirante e veio acompanhado da prima, Tainara.

– Gosto do Cemae e de sair de casa. Tenho muitos amigos na escola. Depois que eu comecei a participar do Cemae, eu melhorei muito. Eu sou aluno há bastante tempo e não tenho palavras para dizer o que eles representam para mim – disse Vitor.

O “Natal Especial” é uma realização da Prefeitura de Barra Mansa, através da Secretaria de Educação, por meio do Cemae, com a colaboração da Associação Autismo SuperAção (AASA) e a participação do grupo Corações Solidários.

Casa azul

O secretário de Educação Fernando Vitorino deu mais um presente para as famílias dos alunos com transtorno do espectro autista, anunciando o local onde será instalada a Casa Azul.

– Nós ficamos com a tarefa de encontrar um espaço para a construção da Casa Azul. Depois de muita procura e de muita luta, nós conseguimos um local. Já estamos trabalhando para começarmos as atividades no mês de fevereiro de 2020. Será no antigo Clube dos Sargentos, no Colônia Santo Antônio. Nós temos um espaço construído e que será preparado para começarmos o projeto. Estamos juntos, escrevendo a muitas mãos, esse projeto da Casa Azul e um projeto específico de políticas e de atividades para a criança autista – celebrou o secretário.

A idealizadora da Associação Autismo e SuperAção (AASA), Eliane Policiano, comemorou a vinda da Casa Azul.

– Este é só o primeiro passo, é só um começo, mas que precisava começar. Com a colaboração de todos, andando de mãos dadas, tenho certeza que nós vamos conseguir. Só tenho a agradecer a Secretaria de Educação, ao Cemae e tenho certeza que esse projeto vai ser um grande avanço para 2020 – concluiu Eliane.


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document