quarta-feira, 24 de outubro de 2018

TEMPO REAL

 

Capa / Cidade / Orquestra de Barra Mansa encerra festival internacional de música

Orquestra de Barra Mansa encerra festival internacional de música

Matéria publicada em 27 de julho de 2018, 18:24 horas

 


Barra Mansa – Depois de 15 dias de atividades, o II Festival Internacional de Música de Barra Mansa se encerra neste sábado (28), com um concerto da OSBM (Orquestra Sinfônica de Barra Mansa). A apresentação, que acontece às 16 horas, no Instituto Cultural Municipal, no Centro, é gratuita e aberta ao público. Como solista a OSBM recebe o trompetista Daniel Thrower, dos Estados Unidos, que foi também um dos professores do festival. No repertório, obras de Prokofiev, Korsakov e do próprio Thrower, com regência dos maestros Nilton Soares e Daniel Guedes.

A peça “Pedro e o Lobo”, do compositor russo Sergei Prokofiev, abrirá o concerto. Ela é uma história infantil, contada através da música, de um garoto que desobedece seu avô e resolve perseguir sozinho um lobo que aterroriza seu vilarejo. A obra, de 1936, foi encomendada pelas autoridades soviéticas com a finalidade de aproximar as crianças da música clássica.

Para despertar esse interesse, Prokofiev teve a ideia de representar cada uma das personagens da estória por diferentes instrumentos. Pedro é representado pelos instrumentos de cordas; seu avô, pelo fagote; os caçadores, pela percussão; o lobo, pelas trompas; o gato, pelo clarinete; o pato, pelo oboé e os pássaros pelas flautas. “Esta é uma das obras emblemáticas do repertório sinfônico, que tem a intenção de mostrar de uma forma didática os instrumentos de uma orquestra, em forma de personagens”, ressaltou o maestro Daniel Guedes.

Em seguida, a orquestra executará o “Concerto Para Trompete e Orquestra”, composto pelo americano Daniel Thrower. O trompetista é professor da Utah State University e já integrou a Banda da Força Aérea dos Estados Unidos, sendo um dos professores do corpo docente do festival. A composição terá no evento sua primeira audição no Brasil.

Para encerrar o concerto, a OSBM executa a suíte sinfônica “Scheherazade”, composta pelo russo Rimsky-Korsakov e baseada no livro “Mil e Uma Noites”, sendo considerada a obra mais popular deste compositor. Scheherazade é uma princesa que se casa com um sultão que, por causa da traição de sua primeira esposa, mata todas as mulheres com quem se casa no dia seguinte à noite de núpcias. Para fugir deste triste fim, ela começa a contar uma história ao sultão, deixando sempre o final para o dia seguinte, conseguindo, então, distraí-lo. Após mil e uma noites, como prova de seu afeto por ela, o sultão desiste de matá-la. “Scheherazade é representada na obra pelo solo de violino e esta é uma peça que reúne a orquestra toda, o festival vai se encerrar de uma maneira bem alegre, com todos os alunos tocando”, ressaltou Guedes.

 


Comente com Facebook
(O Diário do Vale não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)
Untitled Document